Fisiculturista Andreas Munzer – Dieta, Treino, Medidas, Fotos e Vídeos

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

O fisiculturista austríaco Andreas Munzer infelizmente ficou mais conhecido por sua morte trágica do que por suas conquistas profissionais. Morto aos 31 anos de idade por complicações relacionadas ao uso excessivo de anabolizantes e diuréticos, Andreas Munzer é ainda hoje um nome que causa tristeza no mundo do bodybuilding. Embora não tivesse muitos títulos, Munzer era considerado por todos um dos profissionais mais legais e educados que já haviam competido no fisiculturismo.

Vida e carreira

Andreas Munzer nasceu na Áustria em 1964, e passou sua infância em uma fazenda, onde sua família produzia laticínios. Na adolescência, Munzer começou a trabalhar na fabricação de ferramentas, em um local que ficava a 10 km de sua fazenda. Para voltar para casa, Andreas precisava esperar o ônibus durante duas longas horas. Para passar o tempo, começou a praticar musculação em uma academia local, e nunca mais parou.

Nos anos 80, mudou-se para a Alemanha, onde começou a trabalhar e treinar em uma academia de musculação. Munzer continuava a aumentar sua musculatura e os resultados não tardaram a aparecer.

Em 1989, após conquistar o primeiro lugar na categoria peso pesado nos Jogos Mundiais Amadores da IFBB, Andreas Munzer se tornou um fisiculturista profissional. Ainda no mesmo ano participaria pela primeira vez no Mr. Olympia, ficando na 13ª colocação.

Em 1990, o austríaco participou pela primeira vez do Arnold Classic, obtendo o terceiro lugar. Munzer participaria dessa competição por outros cinco anos, sem nunca ter passado da terceira colocação.

Sua melhor classificação no Mr. Olympia seria o 9º lugar, obtido em três anos diferentes. Embora tivesse uma grande definição muscular, Munzer tinha glúteos e a parte posterior de suas coxas considerados “desproporcionais” para os padrões do fisiculturismo, o que talvez tenha atrapalhado um pouco sua carreira.

Drogas e Morte Trágica

Andreas Munzer nasceu em uma região na Áustria conhecida como Estíria, a mesma de onde também saiu Arnold Schwarzenegger, que acabaria se tornando fisiculturista o mais bem sucedido da história. Andreas tinha em Arnold um modelo e ídolo, e todos os seus esforços no bodybuilding passaram a ser para se igualar a ele.

Talvez por isso, Munzer tenha começado a participar de várias competições e eventos de bodybuilding em sequência, sem ter um período de “off season”. Em geral, os fisiculturistas dividem o seu ano em períodos de competição, onde precisam seguir uma dieta restrita, e off season, quando levam uma vida um pouco menos regrada e até ganham peso.

E para conseguir participar de tantas competições, Andreas Munzer tinha que estar em forma o tempo todo, o que na prática também significava consumir uma dieta rígida e treinar pesado quase sem descanso.

Para Andreas, no entanto, somente a dieta e os treinos não eram suficientes, e ele passou a recorrer a substâncias proibidas, como anabolizantes e diuréticos. Segundo relatos publicados após sua morte, Munzer chegava a gastar mais de 6 mil dólares por mês em suplementos e substâncias como anabolizantes esteroides, insulina, diuréticos e hormônio de crescimento. Em certa ocasião, foi detido pela polícia canadense ao tentar entrar no país com anabolizantes.

Seu corpo chegou a ficar com apenas 3% de gordura, um valor considerado extremamente baixo e até perigoso para a saúde. A soma de uma dieta rígida, treinos intensos, drogas e falta de descanso tornaram Munzer uma bomba ambulante, prestes a explodir a qualquer momento.

E isso infelizmente acabou acontecendo. Munzer começou a sofrer com dores terríveis no estômago, mas algumas drogas que ele tomava ajudavam a mascarar um pouco a dor, e ele continuou com sua rotina exaustiva. Essas dores eram na verdades causadas por vários tumores que haviam se formado em seu estômago, mas como ele não ia ao médico, sua saúde apenas foi se agravando.

Uma semana após ficar em 6º lugar no Arnold Classic, durante a qual sofreu com dores terríveis de estômago, Munzer voava para casa quando começou a sofrer uma hemorragia interna. Assim que o avião pousou, o fisiculturista foi levado às pressas para o hospital, onde foi operado para diminuir a hemorragia estomacal. Logo em seguida, no entanto, seu fígado e seus rins pararam de funcionar, e Andreas Munzer veio a falecer ainda aos 31 anos.

Sua autópsia revelou a presença de vários tumores do tamanho de uma bola de tênis no seu fígado, além de um coração com 636 g – praticamente o dobro de um coração normal. Em seu estômago, médicos encontraram mais de 30 comprimidos inteiros da droga Halotestin, um anabolizante altamente tóxico para o fígado.

Dieta

Para conseguir manter seu baixo percentual de gordura, Andreas Munzer consumia uma dieta composta basicamente de proteínas e carboidratos. Sua alimentação diária era composta por arroz, peito de frango, batata, peru e filé de peixe. E muitas claras de ovos no café da manhã.

Três meses antes das competições, Munzer começava uma dieta extremamente rigorosa, com o objetivo de diminuir ainda mais seus níveis de gordura corporal. Sua dieta passava a ser de somente 2000 calorias por dia. Podemos dizer que era um valor muito baixo para quem pesava mais de 100 kg e ainda treinava pesado duas vezes por dia.

Nos dias antecedentes às competições, Andreas fazia uso de diuréticos, para se livrar de qualquer excesso de líquido em seu corpo. Enquanto a maioria dos fisiculturistas dividiam seu ano em período de competição e “off season”, Munzer ficou famoso por se manter em forma o ano todo, ou quase nada distante de suas medidas oficiais. Isso significava comer uma dieta restrita o ano inteiro, o que certamente também não contribuiu para sua saúde, pois ele raramente se permitia consumir alimentos diferentes.

Treino

Ainda no início de sua carreira no bodybuilding, Andreas Munzer começou a perceber que sua maior fraqueza eram as pernas. Ele creditava isso à sua genética e também ao fato de nunca ter gostado muito de treinar pernas, pois para ele essa era a parte mais difícil do treino.

Até então, Andreas treinava pernas duas vezes por semana, com 5 séries de agachamento, 5 séries de extensão e 5 séries de flexão. Cada série tinha de 8 a 12 repetições, mas Andreas achava que tanto o volume como a intensidade deveriam ser modificados se quisesse ter pernas proporcionais ao seu tórax.

Foi quando ele incluiu outros exercícios no seu treino e passou a priorizar os membros inferiores. O resultado não tardou a aparecer, e Munzer passou a ostentar uma das pernas mais bem definidas do fisiculturismo. Veja seu famoso treino para as pernas:

Parte frontal: (quadríceps)

  • Agachamento 4 séries de 8-12 repetições;
  • Extensão de pernas- 4 x 8-12*;
  • Agachamento hack 4 x 8-12;
  • Lunges 4 x 8-12.

Parte de trás das pernas: (posterior e glúteos)

  • Flexão de perna deitado 4 x 8-12*;
  • Flexão de pernas em pé 4 x 8-12*;
  • Flexão de pernas sentado 4 x 8-12*.

* seguidos por 3 ou 4 repetições negativas

Sua rotina de treino superior incluía os seguintes exercícios:

  • Rosca alternada em pé;
  • Rosca direta em pé;
  • Rosca Scott com barra Ez;
  • Rosca Scott com halteres;
  • Pulley;
  • Extensão de tríceps com halteres acima da cabeça;
  • Pulley com pegada inversa;
  • Rosca concentrada inclinado.

A rotina de treino de Andreas Munzer era semelhante àquela seguida pelos demais fisiculturistas: 6 dias de treino por semana, com duas sessões diárias. O Domingo era seu único dia de descanso, e assim era estruturada uma semana típica na sua rotina:

  • Segundas e Quintas: Peito, ombro e panturrilha;
  • Terças e Sextas: Bíceps, costas e abdominais;
  • Quartas e Sábados: Tríceps e pernas.

Medidas

Andreas Munzer se destacou pela sua definição muscular e por ter um baixíssimo percentual de gordura corporal. Em sua última competição, o nível de gordura de Andreas Munzer estava em 3%, um valor nunca visto antes no fisiculturismo.

Principais medidas de Andreas Munzer durante as competições:

  • Altura: 1,70 m;
  • Peso: 108 kg;
  • Braço: 53 cm;
  • Peito: 147 cm.

Participações em Campeonatos

  • 1986 Campeonato Europeu Amador médio, 6º lugar
  • 1987 Campeonato Mundial Adulto Light-Heavyweight, 3º.
  • 1988 Campeonato Mundial Adulto Light-Heavyweight, 3º
  • 1989 o Sr. Olímpia 13º
  • 1989 Jogos Mundiais pesado, 1º
  • 1990 Arnold Classic 3º
  • 1990 Grand Prix da Alemanha 3º
  • 1990 Mr. Olympia 9º
  • 1991 Arnold Classic 9º
  • 1991 Ironman Pro Invitational 3º
  • 1991 Mr. Olympia não classificado
  • 1991 Pittsburgh Pro Invitational 4º
  • 1993 Arnold Classic 7º
  • 1993 Grand Prix da Alemanha 2º
  • 1993 Grand Prix da Alemanha 4º
  • 1993 Night of Champions 2º
  • 1993 Mr. Olympia 9º
  • Arnold Classic 1994 5º
  • 1994 Grande Prêmio da França 8º
  • 1994 Grand Prix da Alemanha 5º
  • 1994 Mr. Olympia 9º
  • Arnold Classic 1995 4º
  • Arnold Classic 1996 6º
  • 1996 San Jose Pro Invitational 7º 

Fotos

Andreas-Munzer-flexing

munzer

munzer2

munzer3

munzer5

Vídeos

Rotina de treinos de Andreas Munzer:

https://www.youtube.com/watch?v=240BvGWMqKg

Andreas Munzer – Tributo:

Treinando para o de Mr. Olympia de 1990:

Mr. Olympia 1993:

Você conhecia o trabalho e a história do fisiculturista Andreas Munzer? Em sua opinião, deveria ser permitido ou não o uso destas substâncias em atletas do fisiculturismo? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário