Formigamento na Boca – O Que Pode Ser e O Que Fazer

Sentir a boca formigando pode ser uma sensação desagradável, mas será que isso indica algum problema de saúde? Geralmente, a sensibilidade da pele ou o clima frio podem ser as causas do formigamento na boca, mas quando outros sintomas também são observados, pode ser um sinal de algo mais grave.

Além de mostrar quais são os sintomas que indicam uma emergência médica, vamos indicar quais são as principais causas de formigamento na boca e o que fazer quando isso é observado.

Formigamento na boca

Todas as sensações no corpo humano são sentidas graças ao sistema nervoso, que é composto por diversas células e nervos.

O cérebro e a medula espinhal são parte do sistema nervoso central enquanto que o resto do corpo compõe o sistema nervoso periférico. Quando existe algum tipo de dano nesses sistemas, o corpo produz alguns sintomas específicos.

A neuropatia periférica é um termo usado para se referir a danos causados no sistema nervoso periférico e um dos principais sintomas de tais danos é a sensação de formigamento, que pode ocorrer em qualquer pare do corpo, inclusive na boca.

Em geral, a neuropatia periférica não é a causa do formigamento na boca. O mais comum é que os lábios fiquem formigando por causa de problemas mais simples como a condição climática ou a sensibilidade da pele. No entanto, se existirem outros sintomas além do formigamento, pode ser uma causa um pouco mais séria.

O que pode ser

As seguintes condições podem causar o formigamento ou até a dormência da boca:

– Alergia

Uma reação alérgica pode causar inchaço e formigamento nos lábios. Tais reações são comuns a alimentos e a medicamentos.

Em uma reação grave, a pessoa pode ter sinais de anafilaxia, que incluem dificuldade para respirar e sensação de desmaio. Se uma alergia parece grave, é importante procurar ajuda médica imediatamente. Fique atento aos seguintes sinais:

  • Edema facial;
  • Dificuldade para engolir;
  • Inchaço na boca ou na garganta;
  • Problemas para respirar.

Alergias alimentares ocorrem com mais frequência com alimentos como o leite, amendoim, peixe, marisco, trigo e nozes.

No caso de alergias a medicamentos, sintomas podem incluir:

  • Coceira;
  • Tontura;
  • Vômito;
  • Urticária ou erupções cutâneas;
  • Chiado no peito.

O uso de alguns produtos cosméticos na pele também pode causar reações alérgicas como coceira, bolhas e manchas na pele e nos lábios.

– Intoxicação alimentar

Quando ingerimos um alimento que é mal estocado ou está contaminado por bactérias ou outros micro-organismos, pode ocorrer uma intoxicação alimentar.

Em casos de intoxicação por alimentos, os sintomas observados podem ser:

  • Náusea;
  • Formigamento nos lábios, na língua e na garganta;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Febre;
  • Dor de estômago;
  • Cólicas.

– Lábios rachados

Quando os lábios estão rachados ou sensíveis por causa do tempo frio, é comum que haja formigamento na boca. Isso é muito comum durante o inverno ou até mesmo durante o verão em pessoas que sofrem de eczema na pele.

O uso de um hidratante labial adequado pode deixar a pele mais hidratada e macia, o que previne as rachaduras e evita o formigamento.

– Aftas ou feridas

O surgimento de uma afta também pode causar uma sensação de ardência ao redor da boca ou formigamento na boca. Podem surgir também pequenas feridas preenchidas com um fluido. Geralmente, uma afta começa com um leve formigamento e coceira, depois surgem as bolhas com pus. Também é possível a ocorrência de dores musculares, febre e inchaço nos gânglios linfáticos.

As aftas podem ser causadas pelo vírus herpes simples, que é altamente infeccioso e contagioso, podendo ser transmitido através de um simples beijo no rosto. Mesmo depois que a afta causada por herpes sara, o vírus continua no organismo inativo e pode se tornar ativo novamente em situações de estresse ou imunidade baixa.

Normalmente, a herpes labial cicatriza em até 7 ou 10 dias. Alguns médicos indicam a aplicação de uma pomada antiviral para acelerar a cicatrização e reduzir os sintomas.

– Deficiência de nutrientes

Quando seu corpo não está recebendo vitaminas e minerais em quantidades suficientes, a produção de glóbulos vermelhos pelo organismo pode ser prejudicada. Os glóbulos vermelhos são as células do sangue responsáveis por transportar oxigênio por todo o corpo. Assim, a falta de oxigênio em quantidades adequadas pode causar sintomas como:

  • Arritmia cardíaca;
  • Tontura;
  • Cãibras musculares;
  • Fadiga;
  • Perda de apetite.

As deficiências nutricionais mais comuns incluem a insuficiência de vitamina B12, vitamina C, vitamina B9, cálcio, magnésio, ferro, zinco e potássio.

Para evitar esse problema, o ideal é ter uma alimentação rica em nutrientes que inclua uma boa variedade de carnes ou proteínas de origem vegetal, laticínios, frutas e legumes. Além disso, é preciso estar atento já que o uso de alguns medicamentos, o hábito de fumar, o consumo abusivo de álcool, algumas doenças crônicas e a gravidez podem contribuir para deficiências de nutrientes.

– Vírus da catapora

A catapora é uma das doenças mais comuns entre crianças. Mesmo depois de tratar a doença, o vírus pode permanecer inativo no organismo e depois de algum tempo ele pode ressurgir como a herpes zoster – uma infecção que resulta em coceira, formigamento na pele, sensação de queimação, bolhas e erupções cutâneas.

A herpes zoster pode afetar qualquer parte do corpo, inclusive a boca, e o primeiro sintoma da condição é justamente a sensação de queimação ou formigamento na boca. Depois disso, surgem bolhas cheias de pus que podem aparecer isoladas ou em conjunto.

O uso de medicamentos antivirais ajuda a reduzir a dor e a acelerar a cicatrização das bolhas. Controlar o estresse, relaxar e aplicar uma compressa úmida e fria nas bolhas também podem ajudar a aliviar os sintomas.

– Neuropatia

A neuropatia é caracterizada por danos causados nos nervos. Ela pode se desenvolver também devido a danos físicos na pele causados por uma queimadura, por exemplo.

Assim, se os lábios ficarem expostos a calor ou frio extremo ou se estiverem queimados por causa do sol ou devido ao contato com alguma substância tóxica, os nervos podem ser danificados, o que resulta em dor, formigamento e dormência no local.

– Derrame

O derrame ou acidente vascular cerebral (AVC) é uma emergência médica em que o fluxo sanguíneo para o cérebro é repentinamente interrompido. Sinais de um AVC incluem:

  • Confusão ou dificuldade em falar;
  • Perda de equilíbrio;
  • Fraqueza nos braços ou nas pernas;
  • Tontura;
  • Dificuldade para falar;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Visão embaçada;
  • Rosto, boca ou olho caído em apenas um lado;
  • Dor de cabeça forte;
  • Dormência ou formigamento repentino em apenas um lado do corpo.

Nesse caso, é essencial procurar um atendimento médico rapidamente.

– Lúpus

O lúpus é uma doença autoimune que pode afetar várias partes do corpo, inclusive os nervos. Se o tecido ao redor dos nervos ficar inchado por causa da doença, a pressão afeta a capacidade dos nervos de transmitir informações importantes, podendo causar formigamento na boca.

Apesar de ser uma doença difícil de identificar devido ao grande número de sintomas, é preciso considerá-la durante o diagnóstico.

– Ataque de pânico

Em um ataque de pânico, uma pessoa pode sentir formigamento nos lábios ou em outras partes do corpo. Outros sintomas que podem ser observados incluem:

  • Tremores;
  • Falta de ar;
  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Suor excessivo.

Apesar de ser desesperador, uma crise de pânico tende a durar apenas alguns minutos e então os sintomas desaparecem. É importante buscar ajuda profissional se os ataques forem frequentes já que o apoio psicológico pode auxiliar muito.

– Traumatismo do nervo craniano

Nervos cranianos são aqueles que vão do cérebro para a cabeça e o rosto e que controlam os movimentos e as sensações do corpo.

Uma lesão ou concussão no cérebro pode prejudicar esses nervos, afetando o seu desempenho normal.

O nervo trigêmeo, por exemplo, é um dos nervos cranianos responsáveis pelas sensações sentidas no rosto. Se ele for danificado, pode haver uma perda de sensibilidade no rosto, levando a sintomas como dormência ou formigamento na boca.

– Hipoglicemia

Em episódios de hipoglicemia, os níveis de açúcar no sangue ficam muito baixos, o que causa sintomas como formigamento ao redor da boca. Outros sinais incluem:

  • Tontura;
  • Visão embaçada;
  • Suor;
  • Palidez;
  • Dificuldade para se concentrar ou pensar com clareza;
  • Batimento cardíaco acelerado.

Nem só diabéticos sofrem de hipoglicemia. Pessoas saudáveis também podem ter crises de hipoglicemia devido à má alimentação ou a um jejum prolongado, por exemplo.

– Doença de Raynaud

A doença de Raynaud – conhecida também como fenômeno ou síndrome de Raynaud – é uma condição de saúde que afeta o fluxo sanguíneo para as partes mais distantes do corpo, como as mãos e os pés. O fluxo sanguíneo que vai para os lábios e a língua também pode ser afetado.

Nessa doença, os vasos sanguíneos respondem ao frio ou ao estresse se encolhendo. Isso causa uma sensação de frio extremo, que faz com que a boca fique dormente ou formigando. Também pode ocorrer alteração de cor nos lábios, que podem ficar pálidos ou azuis.

Pessoas que sofrem de doença de Raynaud devem se manter bem aquecidas e secas, controlar o estresse e não devem fumar para que os sintomas possam ser reduzidos.

– Hiperventilação

A hiperventilação é uma respiração muito forte e rápida que normalmente é observada durante crises de ansiedade ou ataques de pânico. Quando uma pessoa hiperventila, ela respira muito oxigênio, reduzindo a quantidade de dióxido de carbono presente no sangue. Isso pode resultar em dormência temporário ou formigamento na boca.

Para normalizar a situação, é preciso elevar a concentração de dióxido de carbono no sangue e isso é alcançado respirando mais lentamente ou respirando dentro de um saco de papel para absorver menos oxigênio durante a inspiração.

– Esclerose múltipla

O formigamento na boca e na face pode ser um sintoma de esclerose múltipla, uma doença autoimune cuja causa exata ainda não é conhecida.

Outros sintomas comuns da doença incluem:

  • Tremores;
  • Distúrbios na fala;
  • Dormência nas pernas e pés;
  • Fraqueza muscular;
  • Dor aguda ou crônica;
  • Dificuldade de equilíbrio.

Trata-se de uma doença muito séria que precisa ser diagnosticada com cuidado por um profissional.

– Síndrome de Guillain-Barré

Essa é uma doença autoimune muito rara em que o corpo ataca o próprio sistema nervoso. Geralmente, a síndrome se desenvolve depois de uma infecção respiratória ou gastrointestinal.

Dentre os sintomas da doença, estão:

  • Formigamento na boca;
  • Fraqueza no corpo;
  • Dificuldade para andar;
  • Ritmo cardíaco acelerado;
  • Dificuldade para respirar;
  • Perda de controle da bexiga;
  • Dificuldade para mover os olhos, falar, mastigar ou engolir;
  • Perda de controle da bexiga.

– Câncer bucal

Em casos muito raros, a dormência ou formigamento na boca pode ser um sinal de câncer bucal devido à presença de aglomerados de células doentes nos lábios.

Fatores de risco para o desenvolver de câncer na boca incluem a exposição ao sol e o hábito de fumar.

Sintomas da doença podem incluir:

  • Dor de ouvido;
  • Sensação de algo preso na garganta;
  • Dificuldade para mastigar e engolir;
  • Feridas ou irritação na boca, nos lábios ou na garganta;
  • Dificuldade em mover a mandíbula ou a língua;
  • Dormência ou formigamento dentro e ao redor da boca.

Ao observar esses sintomas, é importante procurar um dentista para avaliar a situação e encaminhá-lo para um especialista se for o caso.

– Parestesia

Muito comum depois de procedimentos cirúrgicos no consultório odontológico, a parestesia é uma sensação de dormência ou formigamento na boca. A parestesia também ocorre em outros membros do corpo quando expostos a uma pressão constante – como quando descansamos uma perna em cima da outra por muito tempo até que ela começa a formigar.

Normalmente, a parestesia passa sem a necessidade de tratamento depois que o nervo se recupera da pressão a que foi submetido.

Em casos raros, a parestesia oral é permanente devido a procedimentos odontológicos mal feitos que danificam permanentemente um nervo da boca.

– Hipoparatireoidismo

Essa doença incomum ocorre quando o corpo libera níveis baixos do hormônio da paratireoide, que é essencial para regular e manter o equilíbrio de minerais importantes para a saúde como o fósforo e o cálcio.

Os principais sintomas da condição incluem:

  • Pele seca e grossa;
  • Menstruação dolorosa em mulheres;
  • Perda de cabelo;
  • Depressão ou ansiedade;
  • Unhas quebradiças
  • Dores musculares ou cãibras;
  • Formigamento ou queimação na ponta dos dedos ou nos lábios;
  • Espasmos musculares.

Geralmente, o tratamento é feito através de mudanças na alimentação e uso de suplementos vitamínicos.

O que fazer

É importante saber identificar se o formigamento na boca vem acompanhado de outros sintomas, pois nesses casos pode se tratar de uma reação alérgica ou de um acidente vascular cerebral e ambos precisam de atendimento médico imediato.

Em caso de alergia grave, será injetado um medicamento contra a alergia para que os sintomas sejam controlados. Um alergista ou imunologista pode solicitar alguns testes para confirmar, o que causou a alergia para que o paciente possa evitar alimentos, bebidas ou medicamentos que contenham a substância alérgena.

Na maioria dos casos, o formigamento não é nada grave e desaparece sozinho em 1 ou 2 dias.

Nos demais casos, se o formigamento na boca for persistente, é preciso consultar um bom profissional para que ele faça um diagnóstico adequado. Doenças como o lúpus e a doença de Raynaud são as causas menos comuns associadas ao formigamento na boca, mas é preciso que um médico habilitado descarte essas hipóteses através de exames.

Felizmente, as causas mais comuns são danos simples de resolver causados pela presença de vírus, por variações no clima ou por reações alérgicas leves. Ainda que alguns casos exijam o uso de pomadas antivirais, por exemplo, o tratamento é muito simples e em poucos dias os sintomas desaparecem.

Referências Adicionais:

Você já teve formigamento na boca alguma vez? Foi diagnosticada alguma condição de saúde? Quais foram as recomendações do seu médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário