Formigamento nas costas – O que pode ser e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 31/10/2021

Praticamente todo mundo já sentiu a sensação de formigamento em alguma parte do corpo. Geralmente, não costuma ser motivo de preocupação, bastando uma massagem ou movimentação do local atingido, mas dependendo da região onde é observado, pode indicar algum problema de saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

A sensação de formigamento pode ser aguda ou crônica, e esta última se vier acompanhada de outros sintomas, pode ser hora de procurar um médico para identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado.

As extremidades do corpo como os pés e as mãos são geralmente as mais afetadas pelo formigamento, mas algumas pessoas relatam sensação de formigamento nas costas, surgindo a dúvida se tal condição pode representar algum perigo à saúde.

Formigamento nas costas

mulher com dor na coluna vertebral

O formigamento nas costas é normalmente descrito como uma sensação de alfinetadas ou mesmo que existem formigas caminhando no local. Os médicos se referem a esse tipo de sensação utilizando o termo parestesia.

Há casos em que o formigamento vem acompanhado de sintomas como:

  • Dificuldade para andar;
  • Fraqueza repentina nas pernas;
  • Perda de controle da bexiga ou do intestino.

Quando o formigamento nas costas vem acompanhado de algum dos sintomas acima, é essencial marcar uma consulta médica, pois pode indicar um problema mais grave de saúde.

A causa desse formigamento também depende da região das costas em que ele é sentido. Dessa forma, vamos dividir as possíveis causas por regiões, que incluem a parte superior, o meio e a parte inferior das costas.

  Continua Depois da Publicidade  

Formigamento na parte superior

coluna vertebral superior

O formigamento nessa região normalmente é causado por uma compressão, um dano ou uma irritação nos nervos. As causas podem ser:

1. Fibromialgia

Trata-se de um distúrbio que afeta o sistema nervoso central gerando dor muscular generalizada, sensibilidade e muita fadiga sem motivo aparente. Além disso, a pessoa com fibromialgia pode apresentar formigamento que costuma afetar as costas, os ombros, o pescoço, as mãos e os pés.

O que fazer

O tratamento da fibromialgia pode variar de acordo com cada pessoa. Assim, o médico deve analisar qual tipo de abordagem será mais eficaz caso a caso. Os tratamentos disponíveis incluem o uso de analgésicos, anti-inflamatórios, antidepressivos e relaxantes musculares.

A inclusão de exercícios físicos e de atividades relaxantes no dia a dia também pode ajudar a pessoa a lidar com a doença.

2. Plexopatia braquial

Existe um grupo de nervos na coluna vertebral responsável por enviar sinais nervosos para os ombros, braços e mãos que é chamado de plexo braquial. Quando esses nervos são distendidos ou comprimidos, é possível que uma dor aguda ou uma sensação de formigamento seja observada.

  Continua Depois da Publicidade  

A dor geralmente é sentida no braço e dura pouco tempo, mas a sensação de ardência e formigamento pode afetar os ombros, o pescoço e as costas.

O que fazer

A plexopatia braquial pode ser tratada com o uso de analgésicos, anti-inflamatórios esteroides e fisioterapia.

3. Sinal de Lhermitte

O sinal de Lhermitte é uma condição em que o indivíduo sente uma espécie de choque que tem relação com a esclerose múltipla, que é um distúrbio neurológico bastante sério.

Segundo a Multiple Sclerosis Association of America, aproximadamente 40% das pessoas com esclerose múltipla apresentam o sinal de Lhermitte, principalmente quando o pescoço é flexionado para a frente. O desconforto dura poucos segundos, mas pode ocorrer diversas vezes.

  Continua Depois da Publicidade  

O que fazer

Não é possível tratar especificamente esse sintoma. O que pode ser feito é tratar a esclerose múltipla para amenizar os sintomas gerais da doença com o uso de medicamentos como analgésicos, esteroides e outros remédios que o médico pode prescrever para a esclerose.

sinal de Lhermitte

4. Radiculopatia cervical

A radiculopatia cervical é caracterizada pela compressão de um nervo na coluna ou no pescoço. Isso acontece quando um dos discos de absorção de impactos localizados entre as vértebras da coluna colapsa ou incha, criando uma pressão sobre os nervos.

Em geral, a causa da radiculopatia cervical é o envelhecimento ou a adoção de posturas ou de movimentos inadequados ao longo da vida. O indivíduo com essa condição também pode apresentar dor no ombro e no pescoço, além de fraqueza, formigamento ou dormência no braço.

O que fazer

  Continua Depois da Publicidade  

O tratamento da radiculopatia cervical geralmente envolve descanso, uso de analgésicos e sessões de fisioterapia. Há casos em que é preciso utilizar um colar cervical para limitar a amplitude de movimento e com isso corrigir a postura e reduzir os sintomas.

Formigamento no meio das costas

coluna vertebral meio

O formigamento na região central das costas é menos comum, mas pode ocorrer nos casos mencionados abaixo:

1. Herpes-zóster

A herpes-zóster é uma infecção causada pelo mesmo vírus Varicela-zóster que causa a catapora. Esse vírus afeta os nervos e pode causar erupções na pele em qualquer parte do corpo, incluindo as costas.

Essas erupções produzem bolhas cheias de pus que desaparecem depois de 2 ou 4 semanas. Vários sintomas podem ser observados além de ardência ou formigamento nas costas ou em outro local, como febre, dores de cabeça e de estômago e coceira na pele.

Apenas pessoas que já tiveram catapora são capazes de desenvolver herpes-zóster já que a doença surge a partir do vírus inativo da catapora que já está no organismo e é reativado.

O que fazer

O tratamento da herpes-zóster pode incluir o uso de medicamentos como analgésicos, esteroides, antivirais, anticonvulsionantes, antidepressivos ou sprays, géis ou cremes com efeito anestésico. A aplicação de compressas úmidas também ajuda a amenizar o desconforto na pele.

2. Fraturas

Fraturas na coluna vertebral podem ocorrer por causa de acidentes, impactos fortes, quedas, atos de violência e lesões esportivas. Algumas condições crônicas de saúde como a osteoporose e tumores que enfraquecem os ossos também podem ocasionar fraturas nas costas.

De acordo com a American Academy of Orthopaedic Surgeons, a maioria das fraturas na coluna vertebral afeta a parte central ou inferior das costas.

Sintomas podem incluir dificuldade para movimentar as pernas, dormência, formigamento e perda de controle da bexiga e do intestino.

O que fazer

O tipo de fratura vai ser um fator determinante na escolha do tratamento. Há casos que precisam de uma cirurgia para aliviar a pressão na medula espinhal. Outros podem ser tratados com a prática de exercícios de reabilitação ou com uso de coletes especiais além dos medicamentos receitados por um médico.

Formigamento na parte inferior das costas

coluna vertebral inferior

A sensação de formigamento ou dormência na parte inferior das costas pode ser causada por diversas condições, como as mencionadas abaixo:

1. Estenose espinhal

A estenose espinhal é uma condição que causa o estreitamento da coluna vertebral que pode pressionar os nervos. Uma das condições que provoca a estenose espinhal é a osteoartrite, segundo informações do American College of Rheumatology. Trata-se de um problema comum em pessoas mais velhas.

O que fazer

Em geral, a estenose espinhal pode ser tratada com o uso de remédios como analgésicos, anti-inflamatórios, esteroides ou relaxantes musculares.

2. Hérnia de disco

A hérnia de disco ocorre quando há um desgaste nos discos que ficam entre as vértebras da coluna vertebral. A hérnia pode ser observada em qualquer região das costas, mas o problema é mais comum na parte inferior.

O desgaste desses discos pode fazer com que os ossos saiam do lugar e pressionem os nervos, o que causa a sensação de formigamento nas costas.

O que fazer

A hérnia de disco geralmente é tratada com uma combinação de analgésicos, descanso, sessões de fisioterapia e compressas frias. Há casos em que a intervenção cirúrgica pode ser necessária.

Hérnia de disco

3. Espondilolistese

Essa condição acontece quando uma das vértebras da coluna, normalmente na região lombar, é deslocada.

A espondilolistese não causa sintomas em todas as pessoas, mas se um nervo for pressionado, a sensação de formigamento nas costas pode surgir e irradiar para a parte posterior das coxas. Sinais como rigidez nas costas, fraqueza nas pernas e dificuldades para andar ou permanecer em pé também podem ocorrer.

O que fazer

O tratamento vai variar de acordo com a gravidade e intensidade dos sintomas. Nos casos mais leves, é possível controlar a condição com descanso, uso de compressas frias, prática de exercícios de fortalecimento muscular e uso de medicamentos anti-inflamatórios.

Para sintomas mais intensos, pode ser necessária a aplicação de injeções de esteroides ou intervenção cirúrgica.

4. Ciática

O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano que começa na parte inferior das costas e termina nas pernas. Se esse nervo for comprimido, o formigamento pode surgir nas costas ou nas pernas.

O que fazer

A dor no nervo ciático pode ser incapacitante e é muito importante ir até um médico, que deve analisar a situação e prescrever algum medicamento, que pode ser um analgésico, um anti-inflamatório, um relaxante muscular ou um remédio de uso off-label como um antidepressivo, por exemplo.

Outras Causas

1. Infecções espinhais

Infecções espinhais podem ocorrer como resultado de complicações de outras infecções, de fraturas, de câncer, de diabetes, de AIDS, de ferimentos por lesões ou após uma cirurgia.

Independentemente da causa, uma infecção espinhal pode irritar ou danificar os nervos do local, desencadeando sintomas como dor, rigidez, dormência, formigamento, febre, vermelhidão na pele, espasmos ou fraqueza muscular.

O que fazer

Uma infecção espinhal pode ser tratada com o uso de antibióticos, antivirais ou antifúngicos. O médico também pode sugerir uma cirurgia quando danos graves na coluna são causados pela infecção.

coluna cervical

2. Malformações arteriovenosas

As malformações arteriovenosas são vasos sanguíneos anormais que podem se desenvolver em qualquer parte do corpo, mas que são observados principalmente no cérebro e na medula espinhal.

Tais malformações podem afetar o fluxo sanguíneo e causar diversos sintomas de acordo com a localização. Quando as malformações arteriovenosas acontecem na medula espinhal, é bem comum que o indivíduo sinta dor, dormência e formigamento nas costas além de fraqueza nas pernas.

O que fazer

A causa dessa malformação não é compreendida pelos médicos, mas eles acreditam que é um problema que ocorre durante o desenvolvimento fetal.

O tratamento depende da gravidade da situação e apenas um médico habilitado é capaz de recomendar o tratamento mais adequado. Em alguns casos, uma cirurgia para remover ou cortar o suprimento de sangue para as malformações arteriovenosas pode ser indicada.

3. Tumor na medula espinhal

Um tumor espinhal é um crescimento anormal de tecido na região da medula que pode ser benigno ou maligno. Os benignos não invadem os tecidos ao redor, enquanto que os tumores malignos ou cancerígenos podem se espalhar para outros lugares do corpo.

Neste casos, estes tumores podem pressionar a medula espinhal e causar sintomas como dor, formigamento, dormência, sensibilidade à dor e ao calor ou ao frio, problemas para controlar o funcionamento da bexiga e do intestino e fraqueza nas pernas ou nos braços.

O que fazer

Um tumor deve ser analisado por um médico oncologista para que o tratamento adequado seja iniciado o mais rápido possível.

Dependendo do tamanho, do tipo e do local em que o tumor se encontra, pode ser indicada a remoção cirúrgica. O tratamento também pode incluir a quimioterapia e a radioterapia.

Dicas para obter alívio naturalmente

Quando o formigamento é ocasional, é possível tentar alguns tratamentos caseiros para aliviar o desconforto. Alguns deles incluem:

Compressas

O uso de compressas frias ou quentes pode ajudar. O gelo ou uma compressa fria é recomendada nos primeiros dias de desconforto para reduzir a inflamação no local. Após 2 ou 3 dias, uma compressa quente pode ser mais adequada.

O ideal é manter a compressa por no máximo 20 minutos de cada vez na região afetada pelo formigamento ou pela dor. Se quiser, você pode entender melhor quando é mais adequado usar compressa fria ou quente.

Descanso

O descanso é essencial para que qualquer tipo de pressão seja aliviada. No entanto, não é recomendado ficar muito tempo em repouso, pois o movimento também é importante.

Postura adequada

A adoção de uma boa postura é essencial para evitar que os nervos sofram algum tipo de compressão que desencadeia o formigamento nas costas.

Uma boa postura é aquela em que a pessoa mantém a coluna ereta com os ombros voltados para trás, o queixo para frente e o estômago para dentro.

postura

Medicamentos de venda livre

Analgésicos vendidos sem a necessidade de prescrição médica como o ibuprofeno ou o paracetamol podem auxiliar no alívio de dores que acompanham o formigamento nas costas.

Banho quente

Tomar um banho morno ou quente pode promover um efeito relaxante que ajuda a reduzir a sensação de formigamento e outros sintomas que possam surgir.

Algumas terapias alternativas também podem ajudar, como:

Acupuntura

O National Center for Complementary and Integrative Health indica que a acupuntura pode ser eficaz para diminuir dores lombares.

Massagem

Um estudo publicado em 2012 no periódico científico Studies in Health Technology and Informatics mostrou que uma massagem muscular pode ser benéfica para aliviar dores e desconfortos crônicos nas costas. No entanto, o alívio é de curto prazo.

Yoga

Uma revisão publicada em 2016 no Journal of Orthopaedic Rheumatology atestou que indivíduos que praticavam yoga apresentatam menos dor lombar em relação aos que não faziam atividade física.

yoga

Procurando ajuda

Se o formigamento nas costas é persistente e outros sintomas como dores são observados, é importante consultar um médico. Sinais de que é hora de visitar um médico incluem:

  • Sensação de dormência e aumento da frequência de formigamentos em qualquer parte do corpo;
  • Dor nas costas e dor de cabeça;
  • Febre;
  • Rigidez no pescoço;
  • Problemas relacionados aos movimentos e ao equilíbrio;
  • Perda de controle da bexiga e do intestino;

Mesmo que não existam outros sintomas, é essencial buscar ajuda se a sensação prejudicar a execução de atividades rotineiras.

Grande parte dos casos de formigamento nas costas ocorre devido à compressão de nervos, que prejudica a comunicação entre o sistema nervoso e o cérebro. Seja qual for a causa, tratamentos que envolvam períodos de repouso aliados ao uso de medicamentos e fisioterapia são essenciais para o paciente melhorar.

Casos mais graves podem requerer o uso de medicamentos mais fortes como narcóticos ou a intervenção cirúrgica para aliviar a pressão nos nervos comprimidos. Apenas um médico habilitado é capaz de avaliar a situação e definir o tratamento mais adequado para cada caso.

A prática de exercícios físicos durante toda a vida é sem dúvidas essencial para manter a boa postura, evitar a compressão dos nervos e as dores nas costas e prevenir diversos problemas de saúde.

Fontes e referências adicionais

Você já sentiu formigamento nas costas alguma vez? O que seu médico diagnosticou? Que tipo de tratamento foi recomendado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média 4,83)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário