Grávida Pode Tomar Omeprazol?

Especialista:
atualizado em 03/02/2020

Descobrir se uma grávida pode tomar omeprazol é muito importante na descoberta de uma gestação, pois isso muda muita coisa na rotina de uma mulher e isso inclui os remédios que ela estava acostumada a usar.

Além de preocupar-se com a segurança do uso do medicamento na gestação, você também está preocupado se Omeprazol engorda? Então, informe-se mais a respeito disso ao clicar no termo destacado!

Sobre o Omeprazol

O medicamento atua na diminuição da quantidade de ácido que é produzida pelo estômago e pode fazer parte do tratamento das condições caracterizadas por uma produção excessiva desse ácido.

O médico pode indicar o remédio para tratar úlceras no estômago e no intestino ou para lidar com o refluxo gastroesofágico, que ocorre quando o suco gástrico do estômago retorna para o esôfago, por exemplo. Conheça aqui outros tipos de remédios para refluxo.

O profissional também pode indicar Omeprazol para evitar sangramento do trato gastrointestinal em pacientes com doenças sérias.

O medicamento ainda pode aparecer no tratamento da doença de Zollinger-Ellison, caracterizada justamente pela produção excessiva de ácido no estômago, e no tratamento da dispepsia (indigestão).

O remédio também pode ser prescrito ao lado de antibióticos para o tratamento de úlceras associadas à infecção provocada pela bactéria Helicobacter pylori.

E então, será que uma mulher grávida pode tomar Omeprazol?

A bula de Omeprazol da Aché, disponibilizada pela Anvisa, adverte que as mulheres grávidas não podem utilizar o medicamento sem que haja a orientação médica.

“Este medicamento só deve ser utilizado quando os benefícios para a mãe forem maiores que os riscos para o bebê”, ressaltou a médica mastologista e ginecologista Sheila Sedicias, em artigo publicado.

Ao esclarecer a dúvida de uma internauta grávida a respeito do uso de remédios para azia na gestação, o médico clínico geral e endocrinologista Daniel Di Renzo Paulo afirmou o seguinte: “Não existe comprovação de efeito maléfico (do Omeprazol), porém não existem estudos consolidados de segurança, portanto deve ser usado apenas sob supervisão médica”.

Por sua vez, estudos epidemiológicos demonstraram que os grandes riscos de malformações mediante o uso de Omeprazol por gestantes são improváveis e que alguns especialistas consideram a sua utilização como aceitável ao longo de uma gravidez.

Tanto que, de acordo com o que relatou o Serviço Nacional de Saúde (NHS, sigla em inglês) do Reino Unido, o Omeprazol é um dos medicamentos utilizados na gestação para diminuir o ácido no estômago, que não é conhecido por ser perigoso para um bebê que ainda está se desenvolvendo na barriga da mãe.

Um estudo divulgado no site da Academia Americana de Médicos de Família (AAFP, sigla em inglês) apontou que embora tenham sido levantadas preocupações a respeito de possíveis efeitos teratogênicos (capazes de produzir malformações congênitas no feto) de Omeprazol, diversos estudos grandes de coorte (um tipo de estudo observacional) indicaram a segurança do remédio quando tomado antes da concepção do feto e durante o primeiro trimestre da gestação. A pesquisa em questão é de autoria das pesquisadoras Jessica Servey e Jennifer Chang.

“Com indicação médica o Omeprazol pode ser usado pelas gestantes. Não há muitos estudos em mulheres grávidas que comprovem os possíveis riscos do Omeprazol para o feto. Por isso, ele só deve ser usado quando os benefícios superam os possíveis riscos. Quem decide isso será o/a médico/a que melhor orientará quando e como fazer o uso do omeprazol na gravidez”, afirmou a médica de família e comunidade Nicole Geovana, em artigo publicado.

Vamos com calma

Entretanto, isso não significa que a mulher grávida deva recorrer imediatamente ao medicamento ao apresentar um problema como a indigestão. Isso porque, para as gestantes é sempre melhor tentar tratar o problema sem fazer o uso de remédios.

Segundo especialistas, o médico pode aconselhar primeiramente que a futura mamãe tente amenizar os sintomas ao fazer refeições menores, porém, mais frequentes, e evitar consumir alimentos gordurosos e apimentados.

Outra sugestão pode incluir levantar a cabeceira da cama em 10 cm ou 20 cm, colocando alguma coisa embaixo da cama ou do colchão, de modo que o peitoral e a cabeça da grávida fiquem acima da sua cintura. Isso serve para ajudar a impedir que o ácido estomacal se dirija em direção à garganta.

Caso essas ou outras estratégias indicadas pelo médico não surtam efeito, aí sim um medicamento poderá ser utilizado. Entretanto, antes de escolher um remédio é fundamental que a gestante consulte um médico, informe-o que a indisposição não passou e pergunte ao profissional qual remédio é o mais indicado e seguro para o seu caso em particular.

Logicamente, a mulher grávida deverá obedecer a todas as instruções do médico em relação ao modo de usar o medicamento em questão, o que inclui as dosagens, os horários e frequências de uso e a duração do tratamento.

Outros cuidados com Omeprazol

Quando queremos saber se uma mulher grávida pode tomar Omeprazol é importante conhecer os cuidados que o medicamento exige para certas situações porque além de estar esperando um neném, a paciente também pode se encaixar em um dos grupos de pessoas que precisam de cuidados especiais em relação ao medicamento.

Pois bem, de acordo com informações da bula de Omeprazol da Aché, disponibilizada pela Anvisa, o remédio é contraindicado para quem tem alergia ao Omeprazol ou a qualquer outro componente da sua formulação.

A mulher que apresenta algum tipo de alergia a qualquer tipo de medicamento, alimento, corante ou animal necessita informar ao médico a respeito do problema antes de iniciar o tratamento com o remédio, alerta o documento.

O mesmo serve para a futura mamãe que apresenta qualquer tipo de problema de saúde, principalmente doença no fígado ou histórico de doença no fígado, uma vez que a doença no fígado pode provocar um aumento de Omeprazol no organismo, indica a bula.

Se você sofre ou já sofreu com problemas hepáticos, aproveite para conhecer aqui medicamentos e substâncias que fazem mal ao fígado.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se grávida pode tomar omeprazol? Conhece alguém que possa confirmar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

Deixe um comentário