Guttalax

Guttalax Emagrece? Para Que Serve e Posologia

Guttalax (picossulfato de sódio) é um medicamento que pode ser prescrito pelo médico para o tratamento da prisão de ventre e como forma de facilitar a evacuação intestinal, nos casos em que for necessário.

O remédio pode ser encontrado na forma de solução oral, em embalagens contendo 20 ml ou 30 ml e o seu uso é oral, adulto e pediátrico. As informações são da bula de Guttalax, disponibilizada pelo bulário da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Guttalax emagrece?

Agora que já vimos para que serve o medicamento, chegou a hora de discutirmos se Guttalax emagrece ou não. Para descobrirmos isso, a primeira coisa que decidimos fazer foi consultar o que a bula do medicamento nos conta a esse respeito.

O documento não apresenta em sua lista de efeitos colaterais reações que poderiam provocar de maneira direta a diminuição do peso, portanto, a bula do remédio não afirma que Guttalax emagrece.

Este medicamento é um laxante e não deve ser utilizado para fins de emagrecimento. Entretanto, mesmo que a prática seja reprovada pelos médicos, muita gente teima e procura usar laxantes como Guttalax como uma forma de diminuir o peso, uma atitude perigosa.

Nutricionistas afirmam que os laxantes não emagrecem, apenas desincham, limpando o intestino e dando a impressão de que a barriga está menor, graças ao fato do intestino estar vazio.

Ou seja, tomar laxantes para emagrecer é uma furada, já que os medicamentos não reduzem o peso e o seu uso inadequado, exagerado e sem acompanhamento médico pode prejudicar seriamente a saúde.

Por exemplo, a bula de Guttalax alerta que o uso do medicamento em quantidades maiores que as indicadas pode provocar uma série de problemas, como: diarreia, cólicas abdominais e perda considerável de líquido, potássio e outras substâncias importantes pelas fezes.

Também foram registrados casos de isquemia da mucosa do cólon (falta de sangue no revestimento interno do cólon – parte do intestino), por conta de doses consideravelmente mais altas do remédio do que as recomendadas para o controle habitual da prisão de ventre.

Já a administração por tempo prolongado do medicamento em dose maior que a indicada pode provocar diarreia de longa duração, dor na barriga, falta de potássio, que pode levar a fraqueza muscular, hiperaldosteronismo secundário (alterações de hormônios ligados à produção de urina), cálculos renais e problemas graves dos rins.

Então, se você deseja emagrecer, nada de utilizar Guttalax ou qualquer outro tipo de laxante sem necessitar, especialmente em doses exageradas ou durante muito tempo.

Quem necessita e/ou deseja diminuir o seu peso corporal deve procurar a ajuda do médico e/ou do nutricionista para encontrar uma dieta controlada, nutritiva e equilibrada que o permita emagrecer de maneira saudável, fornecendo os nutrientes e a energia que o organismo requer para funcionar corretamente.

Neste sentido, também vale a pena buscar o auxílio de um educador físico para praticar atividades físicas com frequência, de modo seguro e eficiente, tendo em vista que os exercícios promovem um aumento no gasto de calorias por parte do corpo.

Efeitos colaterais de Guttalax

Agora que já analisamos se o Guttalax emagrece, vamos conferir, de acordo com a bula de medicamento, os efeitos colaterais que ele pode provocar:

Reação muito comum:

  • Diarreia.

Reações comuns:

  • Cólicas abdominais;
  • Dor abdominal;
  • Desconforto abdominal.

Reações incomuns:

  • Tontura;
  • Vômitos;
  • Náuseas.

Reações com frequência desconhecida:

  • Hipersensibilidade – alergia;
  • Reações cutâneas – angioedema (inchaço dos lábios, língua e garganta), manchas, descamação, bolhas na pele e coceira;
  • Síncope (desmaio).

Ao experimentar qualquer uma das reações adversas mencionadas acima ou ainda qualquer outro tipo de efeito colateral em decorrência da utilização do medicamento, procure rapidamente o auxílio médico ou se desloque logo até um hospital, mesmo que o sintoma em questão não tenha a aparência de ser tão grave assim.

Isso é fundamental para checar a seriedade da reação em questão, receber o tratamento necessário, caso seja necessário, e saber como deve proceder em relação ao uso de Guttalax.

Contraindicações e cuidados com Guttalax

O medicamento não pode ser utilizado por pacientes que apresentarem as seguintes condições:

  • Problemas do intestino como íleo paralítico (condição em que o funcionamento do intestino fica paralisado), obstrução do intestino, problemas graves como apendicite e inflamações agudas do intestino, dor na barriga grave acompanhada de febre, enjoos e vômitos;
  • Desidratação grave;
  • Sensibilidade exagerada ao picossulfato de sódio (que é a substância ativa do remédio) ou a qualquer outro componente da fórmula;
  • Intolerância hereditária rara à frutose.

Crianças e mulheres que estejam grávidas podem fazer uso de Guttalax somente quando houver a orientação e o acompanhamento do médico.

Ainda que não seja necessária a apresentação da receita médica para comprar o medicamento, ele não pode ser utilizado diariamente de forma contínua ou durante períodos prolongados sem que se investigue a causa da prisão de ventre.

O uso excessivamente prolongado de Guttalax pode provocar a perda de substâncias importantes para a saúde do organismo.

Portanto, o ideal é que você consulte o médico antes de tomar o medicamento, não somente para saber se ele é realmente indicado para a sua prisão de ventre e certificar-se que o remédio não pode fazer mal, como também para investigar a sua prisão de ventre, descobrir se ela não está associada a um problema mais grave e receber o tratamento apropriado.

Se os sintomas da prisão de ventre não desaparecem, mesmo com o uso de Guttalax, é necessário recorrer ao médico para saber como tratar o problema.

O paciente que apresentar cólicas abdominais (contrações na barriga) ao longo do tratamento deve evitar a execução de tarefas potencialmente perigosas como dirigir ou operar máquinas.

Antes de dar início ao tratamento com o remédio, o paciente precisa informar ao médico caso esteja utilizando qualquer outro tipo de medicamento, suplemento ou planta medicinal, para que o profissional verifique se não existem riscos de interação entre Guttalax e a substância em questão.

Posologia de Guttalax

O ideal é que você siga a posologia prescrita pelo médico, que é apto para determinar uma dosagem diária, horários de uso e duração de tratamento com o medicamento que sejam eficientes e, ao mesmo tempo, seguros para a sua saúde.

A bula de Guttalax indica que o remédio deve ser tomado durante a noite para que uma evacuação seja produzida no dia seguinte.

“Dependendo da sua conveniência e de sua rotina diária, você poderá tomar GUTTALAX em outros horários, tendo em mente que o seu efeito ocorre entre seis e 12 horas após a ingestão”, completa o documento.

A bula também recomenda iniciar o tratamento com a menor dose e afirma que o paciente até pode ajustá-la até a dose máxima diária indicada para promover regularidade nas evacuações, porém, não deve ultrapassar esse limite.

A lista abaixo traz a dosagem recomendada para diferentes grupos de pessoas pela bula, que deve ser seguida a não ser que o médico prescreva uma dosagem diferente:

  • Adultos: 10 a 20 gotas (5 a 10 mg) por dia;
  • Crianças acima de 10 anos de idade: 10 a 20 gotas da solução oral (5 a 10 mg) por dia;
  • Crianças entre quatro e 10 anos de idade: 5 a 10 gotas (2,5 a 5 mg) por dia;
  • Crianças menores de quatro anos: a dose recomendada é de 0,25 mg por quilograma de peso do corpo por dia (1 gota de GUTTALAX solução contém 0,5mg de picossulfato de sódio).

Atenção

Este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir a consulta ao médico e a leitura da bula do remédio antes do início do tratamento. Não comece a usar um medicamento sem antes conversar com o médico e ler toda a bula.

Referências Adicionais:

Você conhece alguém que tenha tomado e afirme que o Guttalax emagrece? Teve esse medicamento receitado para você? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*