Hambúrguer é Remoso?

Especialista:
atualizado em 27/12/2019

Não dá para negar: seja no pão com queijo ou acompanhado de uma salada com molho, o hambúrguer é uma delícia. Mas você já ouviu falar que o hambúrguer é remoso?

Ele combina com diversas situações: uma confraternização com os colegas de trabalho, uma saída com os amigos, uma sessão de compras no shopping ou um sábado à noite em que a fome bate e estamos com preguiça de preparar algo mais elaborado.

Entretanto, para quem se preocupa com sua saúde e/ou boa forma, vale a pena lembrar que todo o sabor e praticidade do hambúrguer não significam que ele seja exatamente a opção mais saudável, principalmente quando aparece acompanhado de frituras, alimentos calóricos e cheios de gorduras ruins e de bebidas lotadas de açúcar.

O que são alimentos remosos?

Para entendermos melhor se o hambúrguer é remoso, é importante que a conheçamos quais definições já foram atribuídas ao termo remoso, não é mesmo?

Pois bem, de acordo com o dicionário, a expressão remoso significa “capaz de prejudicar a saúde, que faz mal à saúde, especialmente ao sangue […]”. O termo ainda pode sofrer uma pequena variação e ser chamado de reimoso.

O termo reimoso não se trata de uma classificação científica, mas é uma expressão antiga, associada à sabedoria popular, que também pode definir os alimentos que podem provocar inflamação na pele, em decorrência de uma reação alérgica.

Chama-se popularmente de reima algo que pode ser considerado um alergênico e que causa reações como coceira, diarreia e intoxicações mais sérias em algumas pessoas.

Os alimentos remosos ou reimosos também são conhecidos pela alcunha de “alimentos carregados” e essas comidas costumam apresentar quantidades elevadas de proteína e gordura animal.

E então, será que o hambúrguer é remoso?

Além do clássico hambúrguer de carne bovina, também podemos encontrar hambúrguer de frango, carne de porco, peixe, camarão e até versões vegetarianas como hambúrguer de lentilha, couve-flor, grão-de-bico e abobrinha, por exemplo.

Portanto, a definição de um hambúrguer como remoso/reimoso vai depender do ingrediente a partir do qual ele é produzido.

Por exemplo, alimentos como carne de porco, carne de pato, camarão, caranguejo, moluscos e ovos são os que encabeçam a lista de alimentos remosos ou reimosos.

Por sua vez, itens como fast food e as carnes processadas como salsicha, presunto, linguiça, bacon, mortadela e salame também estão dentro do grupo dos alimentos remosos ou reimoso.

Outros produtos como refrigerantes e sucos prontos, frituras como batata frita, pastel e salgados, doces, biscoitos recheados, bolos, massas prontas para bolos, chocolates, barrinhas de cereais, macarrões instantâneos, caldos de carne em cubo, comidas prontas congeladas, sorvetes e bebidas alcoólicas também fazem parte do grupo dos alimentos remosos.

O consumo excessivo desses alimentos aumenta a inflamação e dificulta o processo de cicatrização da pele, podendo também levar a outros problemas de saúde como dores de cabeça, colesterol elevado e diabetes. O ideal é que esses alimentos não façam parte da rotina alimentar e que não sejam consumidos pelo menos por uma semana após a realização de uma cirurgia, colocação de um piercing ou tatuagem, por exemplo.

No mesmo sentido, fast foods, as carnes vermelhas, as frituras em geral, os refrigerantes e sucos adoçados com açúcares refinados, os adoçantes sintéticos, os aditivos alimentares encontrados em produtos industrializados, os produtos lácteos como sorvete, queijo e manteiga e o álcool são os alimentos que mais provocam inflamação no organismo humano.

É importante que se perceba que muitos dos itens mencionados anteriormente costumam aparecer como acompanhamento dos hambúrgueres nas refeições.

A questão da cicatrização   

Os alimentos remosos ou reimosos como doces, refrigerantes, frituras e carnes processadas como salsicha e linguiça podem prejudicar um processo de cicatrização.

Isso porque o açúcar e a gordura industrializada aumentam a inflamação no organismo e prejudicam a circulação sanguínea, que é um aspecto considerado fundamental para que os nutrientes cheguem até uma ferida e o tecido afetado seja cicatrizado.

Por outro lado, não existem evidências científicas de que os alimentos remosos ou reimosos realmente prejudiquem a cicatrização.

Embora esses alimentos costumem ser de difícil digestão devido ao fato de apresentarem bastante gordura, que em excesso pode provocar dor de estômago e diarreia, esse excesso de gordura pode não atrapalhar o processo de cicatrização.

O processo de cicatrização não está associado propriamente aos alimentos consumidos, porém, está relacionado às condições existentes no organismo para que esse processo seja realizado.

Isso significa que, para produzir as células necessárias para a cicatrização, o corpo precisa das substâncias necessárias para o efeito, como proteínas, líquidos e calorias. Os alimentos considerados reimosos, não interferem na formação do novo tecido.

Apesar disso, existem alimentos como os crustáceos, grupo composto por itens como camarão, lagosta e caranguejo, que produzem substâncias inflamatórias, e portanto, podem prejudicar o processo de cicatrização.

Você já tinha ouvido falar que hambúrguer é remoso? Costuma consumir bastante hambúrguer durante a semana? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Hambúrguer é Remoso?”