Jovem Perde 57 kg Postando Fotos de Suas Refeições no Instagram

🕐 30/01/2020

Depois de ter apelado para diversas dietas para emagrecer e não ter obtido sucesso em nenhuma delas, a jovem Jessica Semmens, de 22 anos de idade, encontrou nas redes sociais um método de perder peso que a ajudou a eliminar cerca de 57 kg em dois anos e meio: postar as fotos de suas refeições no Instagram, para que os seguidores avaliassem o quão saudáveis elas eram.

Com isso, a dona da conta @healthyhappyjessie, que já possui mais de 14 mil seguidores atualmente, conseguiu diminuir seis tamanhos de vestido e saiu dos mais de 139 kg para aproximadamente 82 kg.

“Eu achei que estava destinada a ter excesso de peso para sempre, até que comecei a contar as calorias em um aplicativo de telefone e a compartilhar as fotos das minhas refeições. Eu fiquei maravilhada com a quantidade de comentários que recebi”.

A jovem sabia que se não continuasse com a dieta não estaria decepcionando somente a si mesma, mas também aos seus seguidores. Apesar disso, o fato de ser acompanhada por diversas pessoas não se tornou um peso para ela, mas sim um estímulo: “A pressão me manteve motivada, assim como todos os comentários carinhosos – e agora eu me sinto incrível”, explicou.

A trajetória de Jessica

Quando estava com apenas sete anos de idade, Jessica, que atualmente trabalha como gerente de uma unidade de pesquisa, sofreu um acidente de ginástica, que fez com que ela tivesse bastante dificuldade para praticar esportes e impulsionou o seu aumento de peso.

“Eu odiava não conseguir fazer ginástica, então comecei a comer para me confortar e passei a engordar”. Com o tempo, ela começou a sofrer bullying dos colegas de escola, que diziam palavras bastante duras e a deixavam para baixo. “Meus dias na escola se tornaram um pesadelo. Eu me escondia no banheiro”, disse.

Aos 10 anos de idade a sua impulsão por comida se tornou mais grave. Jessica pegava alimentos da cozinha de seus pais e os escondia, para depois devorá-los e descontar a chateação que sentia devido à vergonha que tinha por seu peso.

“Quando eu me sentia triste, recorria à comida para ter algum conforto”, admitiu. Então, quando chegou aos 15 anos de idade, a jovem já estava com praticamente 89 kg.

Cerca de um ano mais tarde, em 2009, Jessica conheceu o seu namorado, com que não se relaciona mais hoje em dia, e ganhou uma confiança maior em relação ao seu corpo.

No entanto, apesar de o relacionamento ter feito bem para a sua segurança, ele não contribuiu muito para que a então adolescente pudesse manter um peso saudável. A rotina do casal consistia em passar as noites sentados no sofá, comendo salgadinhos ou tomando sorvete.

“Eu estava feliz porque estava apaixonada, mas isso teve um efeito péssimo na minha saúde. Olhando para trás eu sinto nojo do tanto que eu comia”, afirmou ela.

O fato de Jessica trabalhar o dia todo sentada no escritório e não praticar exercícios também não foi muito benéfico para sua saúde e boa forma e ao longo de dois anos, ela engordou ainda mais e chegou aos 139 kg.

“Eu cheguei ao ponto de ficar sem fôlego somente ao caminhar. Eu tinha até medo de sair para dançar com os meus amigos porque eu sentia muito calor e ficava muito cansada. Eu ficava pingando de suor antes mesmo de entrar na boate”, confessou.

Mesmo assim, o sinal vermelho só foi acender para a moça depois dela se consultar com o seu médico e receber a nada agradável notícia de que se continuasse daquele jeito, estaria morta antes dos 35 anos de idade.

Logo depois, ela terminou com o namorado e começou a busca por uma dieta para que a fizesse emagrecer. Após tentar contar açúcar e restringir o consumo de carboidratos, aconselhada por uma amiga, Jessica baixou um aplicativo no celular que serve para contar calorias.

Depois de preencher informações como seu peso, altura e o peso que gostaria de alcançar, o aplicativo sugeriu que ela ingerisse no máximo 1.600 calorias diariamente.

No começo, a moça conseguiu seguir a dieta de 50% de carboidratos, 30% de gordura e 20% de proteínas, recomendada pelo mesmo aplicativo, mas com o tempo sentia dificuldade em se manter motivada.

E foi justamente aí que a rede social entrou em cena: “Uma amiga me contou sobre perfis relacionados à alimentação saudável no Instagram, então, a princípio, eu procurei ideias. Isso me ajudou mesmo a ver a jornada de perda de peso de outras pessoas e me fez perceber que eu poderia compartilhar a minha”, contou ela.

Estimulada, ela deixou o chocolate e os salgadinhos de lado e começou a seguir as receitas recomendadas no Instagram e a postá-las. Então, ela passou a receber “likes” de pessoas que também se dedicavam à alimentação saudável, a criar as suas próprias receitas e a divulgá-las na rede social.

 

2Jess-Semmens

“Variedade é o tempero da vida”: uma das publicações de Jessica no Instagram

Em apenas dois meses, a jovem ganhou muitos seguidores e perdeu em torno de 20 kg. Mais segura, ela entrou para uma academia e aumentou o número de quilos eliminados para 25. Jessica ainda começou a postar fotos pós-treino e a receber comentários positivos em relação à sua aparência.

“Esse foi o combustível para a confiança que eu precisava para seguir em frente”, contou.

E ela continuou realmente firme em sua jornada, tanto que em dezembro do ano passado, depois de dois anos e meio de dieta, sua perda de peso atingiu os 57 kg.

Jess-Semmens (1)

“Se não fosse pelo Instagram, eu ainda estaria com 139 kg. Você pode tentar todas as dietas da moda, mas tudo o que você precisa é comer de maneira saudável e ter coragem. Eu nunca estive mais feliz”, finalizou Jessica.

O antes e depois da alimentação da jovem

57 kg não vão embora sem esforço, logo, para emagrecer foi preciso que Jessica mudasse a sua alimentação. Se antes a moça tomava café e comia uma barra de chocolate logo cedo, hoje ela toma iogurte natural com aveia e fruta. Antes de almoçar, a jovem ainda come sticks de cenoura e húmus.

Já no almoço, Jessica trocou dois sanduíches, um pacote de salgadinhos, duas barras de chocolate e iogurte por batata doce, peito de frango, queijo cottage e brócolis. No jantar, ela deixou de lado a carne com batata e os salgadinhos, barras de chocolate e chocolate quente que comia após a refeição e hoje consome pimentão recheado com carne moída, feta (queijo coalhado, feito com leite de cabra e de ovelha) e cuscuz.

Você conhece alguém que conseguiu ter motivação e forças para emagrecer também devido às correntes e perfis do Instagram? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário