Luxação no ombro – O que é, sintomas e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 22/01/2021

Machucou o ombro? Pode ser uma luxação. Entenda o que é uma luxação no ombro, os sintomas, o que fazer logo após o trauma e como tratar.

  Continua Depois da Publicidade  

A luxação no ombro costuma ocorrer durante uma queda ou durante a prática de um esporte de contato, por exemplo. Como resultado, o osso do ombro é deslocado para fora da articulação de origem.

Além de visível, o deslocamento no ombro pode causar muita dor. Por isso, é importante buscar atendimento médico imediato.

A articulação do ombro é a mais móvel do corpo inteiro. É justamente por isso que esta é a articulação mais propensa a sofrer uma luxação.

Saiba identificar os sintomas de uma luxação no ombro, além de conferir dicas de como tratar a lesão a fim de evitar novas.

Luxação no ombro: o que é

homem com luxação no ombro

Uma luxação ou deslocamento no ombro acontece quando o osso do ombro (úmero) desencaixa da articulação.

Na maioria dos casos, o deslocamento é para a frente. Mas às vezes, o osso pode se deslocar para trás ou para baixo. Além disso, o deslocamento pode ser parcial ou total, dependendo de qual parte do osso desencaixou.

Dentre as causas mais comuns de luxação no ombro, destacam-se:

  • Praticar esportes de contato, como basquete e futebol, por exemplo;
  • Sofrer um acidente de carro;
  • Sofrer uma queda.

Sintomas 

Os sinais e sintomas de um deslocamento no ombro podem incluir:

  • Dor intensa;
  • Inchaço;
  • Hematoma;
  • Incapacidade de movimentar a articulação do ombro;
  • Ombro visivelmente deformado ou fora do lugar.

Além disso, podem ocorrer sintomas adicionais, como por exemplo:

  Continua Depois da Publicidade  

  • Dormência ou formigamento no braço ou no pescoço;
  • Fraqueza no braço afetado;
  • Espasmos musculares.

O que fazer com uma luxação no ombro

Ao suspeitar de uma luxação, você deve buscar ajuda médica. No entanto, algumas medidas que você pode tomar enquanto aguarda o atendimento são:

  • Evitar mover o local: Improvise uma tala ou um apoio para o ombro para não movimentar o local. De fato, imobilizar o ombro ajuda a evitar danos extras às articulações e outras estruturas da região.
  • Usar compressa de gelo: O gelo ajuda a reduzir a dor e o inchaço enquanto você não é medicado. Além disso, a compressa fria diminui o sangramento e evita hematomas.

Como tratar o deslocamento no ombro

cuidando do ombro

Certamente, o tratamento de uma luxação no ombro consiste em mais do que a imobilização do local e o uso de gelo.

Antes de mais nada, é importante fazer um exame de imagem para verificar se existem lesões ósseas ou outras lesões associadas à luxação no ombro – como rompimento de ligamentos ou danos nos nervos, por exemplo.

Assim que você receber o resultado do exame e for atendido por um ortopedista, ele vai indicar a melhor forma de proceder com o tratamento de acordo com a gravidade da lesão.

A saber, o tratamento do deslocamento no ombro pode incluir uma combinação das seguintes estratégias: 

1. Redução fechada

A redução consiste em uma série de manobras feitas por um médico habilitado para colocar o ombro de volta ao lugar.

Em alguns casos, é possível contar com o suporte de uma anestesia ou de um relaxante muscular para tornar a redução menos dolorosa.

Apesar de desconfortável, a redução é muito importante para reposicionar o osso. Além disso, logo após a redução, a dor intensa melhora quase instantaneamente, dando lugar a uma dor bem mais leve.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Cirurgia

Se houver danos aos nervos ou aos vasos sanguíneos, é provável que você precise de uma cirurgia de reparo. Além disso, pessoas que já tiveram um episódio de luxação anterior também podem precisar de um procedimento cirúrgico.

No entanto, é raro necessitar de uma cirurgia por causa de um deslocamento nos ombros. Além do mais, é preciso levar em conta fatores como:

  • Idade;
  • Gravidade da lesão;
  • Saúde geral do paciente.

3. Imobilização

Ainda que o médico recoloque o osso do ombro no lugar, é importante imobilizar o local com uma tala ou tipóia por até 3 semanas.

Entretanto, é o médico quem vai determinar o tempo ideal de imobilização para impedir o movimento do ombro e garantir que ele permaneça no lugar certo.

4. Remédios

A fim de controlar a dor, reduzir a inflamação e prevenir o inchaço, você pode usar remédios como:

  • Analgésicos;
  • Anti-inflamatórios;
  • Relaxantes musculares.

5. Reabilitação

Por fim, é fundamental passar pelo processo de reabilitação depois do tempo de imobilização. Isso porque o seu ombro vai precisar de tempo para recuperar a amplitude de movimento que existia antes da lesão. 

Além disso, é essencial fortalecer a musculatura e as articulações da região do ombro para evitar uma nova luxação.

Cuidados com o ombro luxado

Mesmo cumprindo todas as etapas da recuperação, é importante evitar movimentos bruscos com o ombro.

Depois de sofrer uma luxação, o ombro fica mais propenso a novas luxações. Sendo assim, o trabalho de fortalecimento por meio de exercícios não pode ser deixado de lado.

Um fisioterapeuta pode te ajudar e indicar os melhores exercícios após uma luxação de ombro a fim de fortalecer tendões, músculos e ligamentos.

Outras dicas que ajudam a se recuperar mais rapidamente de um deslocamento no ombro são:

  • Descansar bastante;
  • Evitar o levantamento de peso ou movimentos que te causam dor;
  • Aplicar compressas de gelo durante 20 minutos a cada 2 horas nos primeiros 2 dias de recuperação;
  • Fazer exercícios suaves (se o médico permitir) para evitar a rigidez das articulações.

Ao seguir todas as etapas do tratamento, o tempo de recuperação costuma variar de 2 a 4 semanas dependendo do grau da lesão. Após esse tempo, você já poderá retomar a maioria das suas atividades normais.

No entanto, a recuperação total incluindo o período de reabilitação completa pode levar de 12 a 16 semanas.

Apesar da dor muito intensa e da sensação horrível de estar com um osso fora do lugar, a luxação no ombro é relativamente simples de tratar. Basta ter paciência, fazer exercícios físicos e seguir as orientações médicas.

Fontes e Referências Adicionais

Já sofreu uma luxação no ombro ou em alguma outra parte do corpo? Comente aqui como foi a sua experiência!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário