O que pode causar dor no ombro e como tratar

Especialista:
atualizado em 01/10/2020

Quem já sentiu rigidez e fraqueza e dor no ombro sabe como isso pode incomodar. Afinal, fica bem mais difícil alcançar algo em uma prateleira alta, dirigir, pentear os cabelos e até escovar os dentes.

E se alguém der um tapinha no ombro ou apertá-lo para cumprimentar ou parabenizar, então? O incômodo pode ser ainda mais forte. Assim, quando essa dor não passa, é importante ir ao médico para checar o problema.

Mas o que será que pode provocar essa dor no ombro? O cirurgião ortopédico Mark Schickendantz apresentou as principais causas do problema, assim como suas possíveis soluções. Então, vamos conhecê-las?

1. Lesões no manguito rotador

O manguito rotador é um grupo de músculos e tendões que cercam a articulação dos ombros. Eles ligam a escápula (osso que ajuda a movimentação dos ombros) ao osso do braço superior.

O uso excessivo desse grupo de músculos do ombro pode causar lesões no manguito rotador, como tendinite e bursite. Enquanto a tendinite é a inflamação e irritação do tendão do manguito rotador, a bursite é o inchaço das bursas.

Aliás, as bursas são pequenas bolsas próximas à articulação, que fornecem um líquido responsável por reduzir o atrito entre os ossos, tendões e ligamentos.

A tendinite e a bursite podem surgir devido a tarefas que levam os braços para cima como tênis, yoga ou pintura. “Geralmente, a dor é pior no repouso e melhora com a atividade”, explicou Schickendantz.

Possíveis soluções

O tratamento pode incluir repouso, aplicar gelo e tomar anti-inflamatórios não esteroides, como Ibuprofeno.

2. Rupturas no manguito rotador

Ombro dolorido

Uma dor no ombro à noite, que torna difícil adormecer ou acorda a pessoa durante a noite, pode ser indício de uma ruptura em um ou mais tendões do manguito rotador. Outro sinal dessa lesão é dor ao levantar o braço sobre a cabeça.

Além disso, rupturas no manguito rotador também podem causar fraqueza no ombro ao tentar levantar alguma coisa acima do nível dos ombros.

Quedas, extensões dos braços e repetição de um mesmo movimento podem causar o problema. Além disso, o manguito rotador enfraquece ao longo do tempo.

Possíveis soluções

O tratamento pode envolver repouso, evitar tarefas que agravem o quadro, aplicação de gelo, fisioterapia e anti-inflamatórios não esteroides. Em casos de dor mais severa, o médico pode receitar uma injeção de corticosteroide, que é um potente anti-inflamatório.

“Eu geralmente reservo o uso de corticosteroides para alguém que tem dor forte à noite e não está respondendo bem às medicações orais”, afirmou Schickendantz.

Se nenhuma dessas medidas surtir efeito, o médico poderá indicar uma cirurgia para corrigir o tendão do manguito rotador.

3. Osteoartrite

Em um quadro de osteoartrite, a cartilagem se deteriora, o que provoca dor e rigidez. A condição gera uma dor profunda na parte de trás dos ombros. Conforme a doença piora, a rigidez também surge nos ombros.

Quem tem a doença costumar perder a habilidade para alcançar atrás das costas com os braços. Por exemplo, o paciente não consegue mais coçar as costas ou ajeitar um cinto.

Não há uma causa específica da osteoartrite: geralmente, ela surge devido ao desgaste do tempo mesmo. Mas, em alguns casos, uma lesão antiga nos ombros pode dar início a um processo degenerativo que resulta na doença anos depois.

Possíveis soluções

O tratamento da osteoartrite pode abranger aplicação de gelo, fisioterapia e anti-inflamatórios não esteroides. Porém, nos quadros graves, o médico pode indicar uma cirurgia de substituição da articulação do ombro (artroplastia).

Cada caso é um caso

As soluções que apresentamos aqui são apenas possibilidades do que o médico pode indicar para cuidar de um problema que causa dor no ombro. Mas, além do que mostramos acima, há outras possíveis causas para a dor na região.

Portanto, você realmente precisa ir ao médico para investigar a sua dor no ombro, ter certeza do que realmente causou o problema e saber qual o tratamento mais eficiente para o seu caso em particular.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir a consulta médica.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já teve uma dor no ombro persistente? Qual tratamento seguiu para amenizar o problema? Conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é médico ortopedista formado pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário