Tendinite no ombro: sintomas, causas e tratamento

Especialista da área:
atualizado em 05/07/2022

A tendinite é a inflamação do tendão, provocada por lesões e por esforço excessivo ou repetitivo. O tipo mais comum de tendinite ocorre no ombro. É um desconforto que atrapalha o sono e limita o movimento do braço, gerando muito incômodo ao fazer atividades normais do cotidiano.

Alguns esportes podem desenvolver a tendinite com maior frequência, como beisebol, vôlei, golfe, natação, tênis, levantamento de peso, entre outros. Fazer o movimento com uma técnica inapropriada é a causa mais comum de sobrecarga nos tendões.

  Continua Depois da Publicidade  

No entanto, não são apenas atletas que desenvolvem essa condição. Se você realiza algum trabalho manual repetitivo, como por exemplo pintura, carpintaria, montagem de objetos, transporte de cargas, digitação, é possível que desenvolva, mais cedo ou mais tarde, tendinite no ombro.

Algumas medidas podem ajudar a prevenir este problema:

  • Manter uma boa postura ao realizar qualquer esforço repetitivo,
  • Fazer pausas de descanso entre as atividades, para aquecer e alongar as articulações,
  • Se você carrega peso com frequência, distribuir bem o peso e mantê-lo junto ao corpo para não sobrecarregar o ombro,
  • Criar o hábito de se alongar sempre no começo e no fim do dia. O alongamento diário é a melhor forma de prevenir tendinites,
  • Evitar dormir apenas de um lado do corpo.

O que causa a tendinite no ombro?

manguito rotador
Os quatro tendões com compõe o manguito rotador

A tendinite no ombro tem como causa a inflamação dos principais tendões do ombro, um grupo conhecido como manguito rotador. O manguito rotador compreende quatro tendões (supraespinal, infraespinal, redondo menor e subescapular). Geralmente, a inflamação começa pelo tendão supraespinal e pode progredir para os outros tendões do grupo se a tendinite não for tratada.

O primeiro sintoma que aparece é uma dor ao empurrar, puxar ou subir o braço. Deitar sobre o ombro com tendinite também gera muita dor, o que pode levar a quadros de insônia, já que torna-se difícil encontrar uma posição confortável para dormir.

Em casos mais graves de tendinite, o tendão pode inclusive ser rompido.

  Continua Depois da Publicidade  

Como é feito o diagnóstico?

Para chegar no diagnóstico de tendinite no ombro, o médico se baseará no seu histórico de atividades e realizará um exame físico inicial. Você passará por uma série de avaliações motoras para verificar a sensibilidade à dor e o local onde ela é mais intensa. O profissional também irá avaliar a força e amplitude de movimento do braço.

Se você sente dor, mas mantém a força do braço, provavelmente trata-se de um caso de tendinite. Porém, se a dor vier associada a uma fraqueza muscular, há risco de ser uma ruptura do manguito rotador.

Além do exame físico, exames complementares de imagem são capazes de confirmar uma tendinite, como o raio-x, ressonância magnética e ultrassonografia. 

Principais formas de tratar a tendinite

Fisioterapia
Se o problema persistir, a fisioterapia poderá ser indicada

As primeiras ações para tratar a tendinite visam aliviar a dor e a inflamação. Para isso, é indicado repouso e compressas de gelo no local. O ideal é que se realizem as compressas de gelo no ombro dolorido, duas vezes ao dia por 20 minutos. 

O tempo de recuperação leva, aproximadamente, duas a quatro semanas, mas pode levar meses em quadros avançados.

Remédios anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), como a aspirina e o ibuprofeno, podem ser úteis para diminuir a inflamação. Além disso, o médico pode prescrever o uso de injeções corticosteróides quando a dor for muito intensa.

  Continua Depois da Publicidade  

Se a inflamação persistir e você sentir que sua rotina está sendo afetada pela dor e incômodo constante, o médico pode recomendar algumas sessões de fisioterapia. A fisioterapia será importante para recuperar a amplitude do movimento e suavizar a dor. Quando a dor diminuir, o fisioterapeuta também poderá auxiliar no fortalecimento da articulação afetada.

A cirurgia é indicada em casos graves quando o tendão é rompido e os desconfortos não melhoram com nenhum tratamento.

Alongamentos fáceis para os ombros

Tendinite no ombro
A dor da tendinite no ombro pode aparecer ao movimentar o braço

Você pode alongar seus ombros usando uma toalha de rosto ou um pano de prato comum seguindo esses passos:

  1. Levante o braço do ombro saudável, dobre o cotovelo e leve a mão com a toalha para atrás da cabeça, de forma que a toalha fique em contato com as costas.
  2. Com a mão do ombro dolorido, segure a outra ponta da toalha, e puxe o braço lentamente para cima em direção a parte inferior das costas até onde conseguir, sem sentir dor.
  3. Repita esse movimento por 10 vezes, em duas séries.

Outra forma de exercício que você pode fazer é o alongamento cruzado:

  1. Sentado ou em pé, posicione a mão do braço saudável no cotovelo do braço tensionado.
  2. Puxe o braço para o lado, cruzando ele sobre a frente do peito.
  3. Faça uma leve pressão sobre o cotovelo até sentir o alongamento no ombro.
  4. Segure o alongamento por 15 segundos.
  5. Solte o braço e repita o exercício por 3 vezes.

Seja paciente com a sua recuperação e não exagere no movimento. Se fizer esses exercícios diariamente, conseguirá observar melhora da amplitude ao longo dos dias.

Conheça os 8 melhores exercícios de alongamento para tendinite no ombro.

  Continua Depois da Publicidade  

Qual a melhor posição para dormir?

Dormir em posições inadequadas pode prejudicar os tendões e a articulação do ombro a longo prazo.

Para quem dorme em uma posição lateral, é recomendado que troque frequentemente de lado a cada noite. Se você já está com tendinite no ombro, uma boa dica é dormir no lado oposto ao dolorido e colocar um travesseiro na axila do lado lesionado para aliviar a pressão do manguito rotador.

Dormir de costas com os braços ao lado do corpo é a melhor maneira de aliviar a dor no ombro com tendinite.

Fontes e referências adicionais

Você já teve tendinite no ombro? Como tratou o problema? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é Médico Ortopedista - CRM-SP 113136. Formou-se pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário