O Que é Musculação Funcional – Benefícios e Dicas

Especialista:
atualizado em 14/01/2020

O treinamento funcional é aquele em que os exercícios trabalham de maneira dinâmica, mexendo com os grupos musculares de todo o corpo em vez de somente uma região. Uma série funcional geralmente é feita com poucos acessórios, no entanto, seu grau de dificuldade é maior, o que exige o acompanhamento de um profissional de educação física.

Os exercícios funcionais trabalham aspectos como fortalecimento muscular, flexibilidade, coordenação motora e equilíbrio. As séries são baseadas em movimentos realizados naturalmente pelos praticantes como saltar, correr, agachar, puxar, girar e empurrar.

Por sua vez, a musculação trabalha as regiões musculares de maneira específica, com exercícios isolados que se focam no desenvolvimento de cada área, com o objetivo de promover o seu crescimento. Além da construção muscular, a eliminação de gordura e a melhoria do condicionamento físico são outros benefícios associados à prática.

O que é musculação funcional?

Agora que já sabemos do que se tratam o treinamento funcional e a musculação, chegou a hora de aprender como funciona a junção dessas duas práticas, que chamamos de musculação funcional.

Uma de suas características é a adaptação de situações do dia a dia em que os músculos do corpo são exigidos na malhação. Por exemplo, lembre-se de um dia que você teve que retirar uma porção de sacolas cheia de compras de dentro do seu carro ou carregar caixas de mudança da sua casa. Além dos braços, o esforço que você certamente realizou fez com que outras regiões como ombros, pernas, músculos centrais do corpo (core) e costas fossem trabalhados.

Assim como acontece com o treinamento funcional, a musculação funcional não exige esforço de apenas uma área isolada, mas busca trabalhar o corpo todo de maneira generalizada, em exercícios funcionais compostos, imitando ações do dia a dia que estimulam diversos grupos musculares de uma só vez. Isso sem tirar o foco do principal objetivo da musculação que é o crescimento da massa muscular.

Esse modo mais amplo de trabalho traz a vantagem da diversidade de movimento, que nem sempre é privilegiada no levantamento tradicional. Além disso, o fato da musculação ser feita de modo não funcional, que não mexe com a mesma gama de músculos que as tarefas rotineiras exigem, traz o risco de corpo ter a aparência de força, quando na verdade não é tão forte assim.

Tomemos o exemplo de um praticante que trabalha excessivamente o bíceps e o peitoral. Com o passar do tempo, se ele aliar a malhação a uma alimentação adequada, obterá um corpo com a aparência sarada. Entretanto, se ele não se dedicar também a fortalecer os músculos de suas costas poderá experimentar dores na região quando precisar retirar as sacolas do carro ou carregar as caixas da mudança, por exemplo.

Esse é justamente um dos pontos de diferença da musculação funcional. Ao trabalhar todas as regiões musculares do corpo, ela visa trazer um fortalecimento geral, sem que haja prejuízo de um grupo muscular em relação ao outro.

Brasileiro criou esquema que mistura levantamento de peso olímpico e treinamento funcional

Ainda pensando na mistura entre levantamento de peso e treinamento funcional, vale destacar o método criado pelo levantador de peso brasileiro Edmílson Dantas, conhecido também como Dimas, que participou dos Jogos Olímpicos nos anos de 1988 (Seul – Coreia do Sul), 1992 (Barcelona – Espanha) e 1996 (Atlanta – Estados Unidos).

O programa do brasileiro chama-se LPO System e busca evitar a má distribuição de peso no corpo, algo que pode ser observado na musculação, tendo em vista que ela é unilateral, ou seja, exige mais um lado do que o outro. Isso pode causar dores e contusões com maior facilidade.

Já ao aplicar o método dos exercícios funcionais ao levantamento de peso, esse desequilíbrio é corrigido, o que diminui a chance desses problemas aparecerem.

De acordo com o que Dimas declarou, seu esquema não beneficia somente atletas do levantamento de peso, mas também pode ser utilizado na preparação de outros esportes como judô, natação, polo aquático e vôlei. Segundo ele, os judocas brasileiros Tiago Camilo e Rafael Silva aderiram ao LPO System quando treinavam para os Jogos Olímpicos de Londres, que aconteceram no ano de 2012.

Ele também indica o casamento entre levantamento de peso e treinamento funcional para o praticante não profissional que busca bem-estar e melhoria do condicionamento físico e como complementação do tratamento de fisioterapia em reabilitações, como forma de fortalecer os músculos, tendões e articulações do corpo.

Benefícios da musculação funcional 

Alguns dos benefícios fornecidos pela musculação funcional são:

  1. Equilíbrio e fortalecimento muscular: por trabalhar os grupos musculares do corpo como um todo, a prática traz um equilíbrio no que se refere ao desenvolvimento e fortalecimento dos músculos do corpo;
  2. Diminuição de chances de lesão: ao propor a distribuição de peso por todo o corpo, a musculação funcional reduz as chances de lesões, além de auxiliar na recuperação das que já tenham aparecido;
  3. Estimula o cérebro: um treinamento funcional exige que o praticante pense enquanto está realizando os exercícios. Por exemplo, em uma série que ele precisa levantar um saco de areia até os ombros, arremessá-lo, fazer um sprint e repetir o mesmo movimento algumas vezes, há a exigência que ele entenda como deve se movimentar, ao contrário do que acontece quando a pessoa repete um movimento de maneira automática;
  4. É menos tedioso: levantar os mesmos aparelhos com pesos toda semana na academia pode ser tedioso. Já trabalhar com exercícios funcionais, que propõem o uso de acessórios diferentes no treinamento, faz você sair da rotina da malhação e pode deixar mais animado e estimulado.

Dicas

Ficou interessado na musculação funcional? Então, antes de decidir começar a praticar seus exercícios, faça uma avaliação médica para saber se está apto e se a modalidade é indicada para você.

Além disso, procure uma boa academia com um instrutor físico que poderá te guiar em relação aos ganhos que você deseja obter com a prática. Com isso, você aprenderá o jeito certo de fazer as séries e a quantidade de repetições adequadas para você, o que diminuirá as suas chances de ter lesão.

Você tem vontade de praticar a musculação funcional para o ganho de massa muscular uniforme pelo corpo? Como você organiza o seu treino hoje em dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário