Exercício Funcional ou Musculação?

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

Atualmente podemos contar com diversas opções de exercícios físicos, por isso é comum termos dificuldade em escolher uma alternativa que se enquadre ao nosso gosto particular. O aprimoramento de técnicas para se enquadrarem aos mais diferentes gostos contribui para que não consigamos desculpas para nos mantermos no sedentarismo.

Uma das dúvidas mais frequentes para a maioria dos iniciantes nas atividades físicas é escolher entre exercício funcional ou musculação. O segundo possui uma maior popularidade, mas a primeira opção ainda gera diversas dúvidas para aqueles que ainda estão se adequando ao mundo de exercícios físicos.

Por isso, a partir de agora você conhecerá um pouco mais sobre o exercício funcional, as opções para este, e também sobre a musculação, para que assim possa fazer uma escolha consciente, ou adequar uma rotina envolvendo os dois.

Exercício funcional

Os exercícios funcionais objetivam capacitar melhor o nosso corpo para realizar as mais diversas atividades, ou seja, os movimentos consistem em posicionamentos comuns de nosso cotidiano, como levantar uma certa quantidade de peso em uma determinada postura. O exercício funcional trabalha os músculos em conjunto, e não isoladamente, como é comum na musculação. A chave principal do exercício funcional é a integração. O objetivo central é ensinar todos os músculos a trabalhar em conjunto, e não isolados e de forma independente.

Vamos exemplificar: Ao invés de realizar os movimentos sentado em uma máquina, você irá se inclinar em um banco, segurará pesos com uma mão e com o braço pendurado em linha reta para baixo. Em seguida, poderá puxar o peso para cima, levando o cotovelo em sentido ao teto, assim finalizando com o braço paralelo ao chão. Esse é um exercício que pode auxiliar na construção de músculos para as costas, ombros e braços, por isso, pode ser considerado um exercício funcional, pois trabalha todo o seu corpo.

Esses movimentos descritos anteriormente podem ser comparados ao trabalho de um carpinteiro, o qual se curva para cortar madeiras, enfermeiras transferindo pacientes de camas, e muito mais. As pessoas que praticam exercício funcional poderão identificar os movimentos dos treinos em seus movimentos rotineiros.

Se comparado à musculação, esse exercício funcional pode ser semelhante à remada sentada, em que você se senta e puxa duas alavancas em sentido ao seu peito. Na musculação, você estará reforçando determinados músculos, mas seu corpo não está “aprendendo nada”, pois você ativa seus músculos estabilizadores centrais ou os estabilizadores de seus braços e ombros, pois o aparelho estará fazendo isso por você.

Na maior parte dos exercícios funcionais você deverá estar em pé e utilizando os pés como apoio de seu próprio peso para levantar algo. Devemos destacar que o exercício funcional objetiva muito mais o aprimoramento do condicionamento e resistência física, não o crescimento muscular.

Pessoas que desejam reduzir o percentual de gordura também podem contar com uma forcinha extra do exercício funcional. Pode-se notar fortalecimento e tonificação do corpo de um modo geral, mas para hipertrofia, o mais indicado é praticar a musculação.

Para iniciar a pratica de exercícios funcionais, você deverá esquecer os pesos, contrariando a musculação, que consiste na elevação de pesos. A maioria das pessoas não inicia apta a controlar seu peso com as séries de agachamentos com uma perna só sem cair, por isso, recomenda-se iniciar sem pesos. Tudo é uma questão temporal e de acordo com prática.

Na musculação, eles poderiam se deitar no leg-press, mas eles não têm controle muscular para um agachamento em uma única perna, pois estão estabilizados a trabalhar apenas com os músculos das duas pernas em conjunto.

O primeiro passo é ensinar o corpo pra controlar e equilibrar o próprio corpo, isso pode ocorrer através de movimentos simples, como agachamentos e exercícios de equilíbrio. Uma vez que você pode controlar e equilibrar seu próprio peso, então poderá começar a trabalhar com pesos adicionais. O uso de halteres e acessórios esportivos é completamente liberado, o que pode ser interessante para pessoas que desejam quebrar a rotina, pois pode se tornar motivador.

As bolas de estabilidade e steps também são muito utilizados para forçar determinados núcleos que permitem que seu corpo se mantenha equilibrado enquanto levanta pesos.

Musculação

A musculação pode ser feita com halteres e acessórios, mas a maioria dos praticantes prefere realizar seus treinos em academias com ampla opção e aparelhos que possam atingir os músculos de forma eficiente. Há uma variedade de aparelhos, mas as metodologias para uso destes não são poucas, e é exatamente nesse aspecto que os profissionais da musculação buscam se destacar. Essa pratica é muito antiga e buscada por pessoas que desejam esculpir o corpo através do ganho de massa magra.

É importante ressaltarmos que a musculação não só contribui para o crescimento de músculos, mas também beneficia aqueles que desejam reduzir o percentual de gordura, o que contradiz muitas recomendações infundadas. A musculação em si não queima gorduras mas contribui para o gasto calórico e para o aumento do metabolismo basal.

O exercício funcional é baseado nos movimentos cotidianos e sem o uso de aparelhos, já a musculação permite que o levantamento de pesos seja mais seguro e ainda induz seu corpo a sustentar uma carga maior, já que os aparelhos contribuem para um melhor conforto na hora de levantar o peso. Os movimentos são delimitados e não tão livres quanto os aplicados no exercício funcional, pois se você cria sua rotina de treino e determina que em um dia treinará bíceps e tríceps, são os músculos dessa área que serão submetidos ao esforço do treino.

Os aparelhos permitem que os demais músculos não condizentes com o treino desse dia se mantenham em repouso e em recuperação. Podemos afirmar que os músculos não serão completamente preservados até o próximo treino, mas a possibilidade de sobrecarga e fadiga muscular (overtraining) é reduzida.

Combinação

A transição da musculação para o exercício funcional pode assustar algumas pessoas que estão acostumadas a trabalhar com máquinas individuais, pois podem ser mais exigentes que a musculação.

Não pense que você deve escolher apenas por um deles, muito pelo contrário. Você pode escolher não fazer o exercício funcional com os mesmos níveis de intensidade e com curtos períodos de descanso, como na musculação. Ao contrário do levantamento de peso nas máquinas, o exercício funcional pode oferecer benefícios superiores. Se desejar treinar até a falha, caso escolha treinar dessa forma, reconhecerá que seus movimentos após a falha não serão executados de forma perfeita.

Suporte profissional

É fundamental se sentir seguro com as orientações de um profissional de educação física, por isso, um treinador com fundamentação em exercício funcional ou musculação é indispensável em seus treinos. Ele fará recomendações e poderá evitar que você haja com imprudência na realização dos movimentos, o que reduz a probabilidade de ocorrência de lesões e consequências à sua saúde e que também poderiam resultar em um afastamento das atividades físicas.

Você já experimentou fazer algum exercício funcional? Ou a sua preferência é mesmo a musculação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (34 votos, média: 4,09 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

2 comentários em “Exercício Funcional ou Musculação?”

  1. Faz apenas dois meses que iniciei na academia. Escolhi o plano funcional visando perda de peso. Porém quando a academia está muito cheia o personal me acompanha com exercícios de musculação. Estou pensando em começar a fazer apenas a musculação na academia a cada dois dias e nos dias de intervalo fazer sessões de funcional com hiit em casa. Quero saber se é uma boa ideia ou devo continuar com funcional. Lembrando que o funcional que faço é totalmente possível repetir em casa, visto que não uso nem um equipamento ou objeto diferente.