Ovo Faz Mal Para o Fígado?

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

O fígado é um órgão extremamente importante para o nosso organismo. Afinal, ele é a maior glândula que existe no organismo humano, oferece suporte a praticamente todos os outros órgãos do corpo e não é possível para uma pessoa sobreviver sem que ela tenha um fígado saudável.

Além disso, ele é responsável pela produção de uma substância chamada bile, que é necessária para a digestão de gorduras. O fígado também atua na desintoxicação do sangue para a eliminação de substâncias prejudiciais como álcool e drogas e no armazenamento do mineral ferro e de algumas vitaminas.

O órgão trabalha ainda no armazenamento de glicose, na conversão do açúcar armazenado em açúcar funcional nos períodos em que os níveis de glicose estão abaixo do normal e na decomposição da hemoglobina, da insulina e de outros hormônios.

O fígado também converte a amônia em ureia, algo descrito como vital para o metabolismo, e atua na destruição dos glóbulos vermelhos velhos.

Será que é verdade que o ovo faz mal para o fígado? 

Tamanha a importância do órgão para o nosso organismo, conforme acabamos de aprender, devemos tomar cuidados com os alimentos, bebidas e demais substâncias que ingerimos e sabermos se elas podem ou não prejudicar o fígado.

Tomemos como exemplo o ovo, um alimento que está presente em diversas receitas do nosso dia a dia como bolos, tortas e saladas, além de poder ser consumido cozido, frito ou por meio de uma omelete. Será que o ovo faz mal para o fígado?

A afirmação pode ser verdadeira se estivermos falando de pessoas que sofrem com problemas no fígado. Quando o órgão está danificado, ele é incapaz de converter os nutrientes provenientes dos alimentos com a mesma eficiência de um fígado saudável, o que provoca danos contínuos se a condição não é tratada.

Um fígado danificado não consegue metabolizar as proteínas apropriadamente e nem decompor os aminoácidos que são produzidos dentro do organismo em decorrência do consumo de alimentos de origem animal.

Por conta disso, alimentos como ovos ou produtos laticínios devem ser limitados ou controlados na dieta, assim como a carne vermelha deve ser evitada.

Se você foi diagnosticado com algum tipo de dano ou problema no fígado, consulte o seu médico para saber como deve ser a sua ingestão de ovos e proteínas a partir de agora, de modo que o seu órgão não seja ainda mais prejudicado. 

Por outro lado 

Para quem não sofre com problemas hepáticos que exigem a restrição do consumo do alimento, não temos como afirmar que o ovo faz mal para o fígado.

Os ovos são classificados como uma fonte de proteínas de alta qualidade, que contém os oito aminoácidos essenciais, além de um nutriente fundamental conhecido como colina. Os aminoácidos essenciais não podem ser produzidos pelo organismo humano e, portanto, precisam ser fornecidos ao corpo por meio da alimentação.

Os aminoácidos essenciais oferecidos pelos ovos são importantes para o fígado porque o órgão necessita deles para executar o processo de desintoxicação. A colina, nutriente encontrado na gema do ovo, protege o fígado contra uma grande variedade de substâncias tóxicas ao mesmo tempo em que atua na desintoxicação de metais pesados.

Além disso, o nutrólogo Roberto Navarro Sousa Nilo explica que os ovos são classificados como um alimento detoxificante, que traz um efeito purificante para órgãos como o fígado, os rins e os integrantes do trato digestório.

Conforme o que o nutrólogo esclareceu, quando esses órgãos funcionam de maneira eficiente, a nossa digestão e o modo pelo qual o nosso organismo utiliza os nutrientes melhoram.

Ao lado dos ovos, outros alimentos mencionados por Navarro como detoxificantes foram: abacaxi, kiwi, uva, pêssego, maçã, damasco, melão, pera, manga, mamão, ameixa preta, cereja, frutas vermelhas, laranja, limão, toranja, batata doce, cebola, alho, alho-poró, cenoura, beterraba, pepino, abobrinha, brócolis, alcachofra, aspargo, endívia, espinafre, agrião, couve-lombarda, aipo, alga marinha, lentilhas, psílio, alfafa, semente de girassol, ostras, camarão, fígado, água e gengibre.

Os nutrientes do ovo 

Além de ser fonte de proteínas, como já vimos acima, o alimento funciona como fonte de outros diversos nutrientes importantes para o funcionamento do nosso organismo como vitamina A, vitamina B2, vitamina B6, vitamina B12, vitamina D, vitamina E, vitamina K, selênio, zinco, ferro e cobre.

Vídeo:

E ai, gostou das dicas?

Você imaginava que o ovo faz mal para o fígado? Tem o costume de consumir esse alimento com frequência em sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (25 votos, média: 3,88 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco se formou em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico - cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. É diretor médico do Instituto de Transplantes. Tem vasta experiência na área de Medicina, com ênfase em Transplante hepático, atuando principalmente nos seguintes temas: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia,e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

Deixe um comentário

9 comentários em “Ovo Faz Mal Para o Fígado?”

  1. Tenho o colesterol a 249 e o médico diz que pode estar ligado ao fígado e verdade ?O que devo de comer para não prejudica ló.

  2. Gostaria de saber se o ovo. Feijão suspiro doce porém feito da Clara do ovo.Fazem mal para fígado crescido.

  3. Dra Patrícia boa noite, gostei dos três vídeos que assistir hoje, principalmente este sobre ovo que esclareceu minhas dúvidas desse alimento.Agora sei que não faz mal a saúde e posso comer tranquilamente,muito obrigado

  4. Boa tarde,
    obrigada pelo esclarecimento, tenho o muita gordura no figado e costumo comer 1 ovo e 2 gemas em omelete ou 1 ovo cozido numa semana.

    Gostaria que me informassem se não é conveniente que o faça.

    Agradecida,
    Manuela Gonçalves