Pesquisa Revela que Correr Demais é Tão Ruim Quanto Não Se Exercitar

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

O que você acha que é pior: não praticar nenhum tipo de exercício físico ou se exercitar demais? A verdade é que um hábito é tão prejudicial quanto o outro – pelo menos se a atividade em questão for a corrida –, de acordo com uma pesquisa dinamarquesa realizada ao longo de 12 anos com cinco mil voluntários.

De acordo com a BBC Brasil, o estudo foi feito por pesquisadores do Hospital Frederiksberg, de Copenhague, e entre os participantes avaliados durante período, mil eram praticantes de corrida e quatro mil não fazia nenhum tipo de exercício.

Os cientistas descobriram que aqueles que corriam em ritmo constante por menos de duas horas e meia a cada semana tiveram menores chances de falecer nesses 12 anos. Por outro lado, os grupos daqueles que corriam durante mais de quatro horas por semana ou não praticavam nenhuma atividade física registraram um número de mortes maior.

As análises que mostraram os resultados foram feitas através de questionários preenchidos pelos voluntários. Foi a partir daí que os pesquisadores identificaram que quem corria intensamente mais de três vezes por semana e a mais de 11 km/h tinha a mesma chance de morrer daqueles que ficavam parados.

Com isso, eles concluíram que a melhor maneira de correr é manter um ritmo moderado – de oito km/h – em no máximo três vezes por semana, o que corresponde a duas horas e meia do exercício a cada sete dias.

“Talvez, na verdade, você não devesse praticar tanto (exercício). Não há no mundo recomendações de um limite máximo para o exercício seguro, mas deveria haver”, explicou o pesquisador Jacob Louis Marott, segundo a BB Brasil.

Mas por que isso acontece?

Apesar de não saberem explicar o que está por trás desses resultados, os cientistas acreditam que a causa pode ser as mudanças no coração e nas artérias que a prática de exercícios físicos mais puxados acarreta ao longo do tempo.

“A pesquisa mostra que você não precisa correr maratonas para manter sua saúde”, afirmou a enfermeira especializada em problemas cardíacos da British Hearth Foundantion (Fundação Britânica do Coração, tradução livre) Maureen Talbot, também de acordo com a BBC Brasil.

Você conhece alguém que seja viciado em exercícios e que acabe passando dos limites nas horas de corrida por semana? Essa pessoa aparenta ser saudável? Comente abaixo sua opinião.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 3,25 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário

1 comentário em “Pesquisa Revela que Correr Demais é Tão Ruim Quanto Não Se Exercitar”

  1. Acho que esta matéria informa erroneamente , pois atletas acho que provam isso , como , jogadores treinam todo dia , maratonistas correm todo dia e muitas horas de exercício e etc eu vejo assim , resultados de exercícios nenhum é negativo , somente positivo , mas claro sem exageros , faça o máximo que puder