Pessoas com Pressão Alta e Diabetes Têm Mesmo Maior Risco de Contrair o Novo Coronavírus?

Especialista da área:
atualizado em 16/03/2020

Segundo um estudo recentemente publicado no The Lancet, é verdade. Pessoas com pressão alta e diabetes podem estar em maior risco de sintomas graves do novo coronavírus, chamado COVID-19, por causa de seus medicamentos tomados, e não por conta da doença em si, diretamente.

  Continua Depois da Publicidade  

Estão entre estes medicamentos os principais remédios para pressão alta mais usados e os remédios para diabetes mais usados, apenas de não serem exatamente todos eles. Mas qual seria o mecanismo por trás desse maior perigo relacionado aos medicamentos?

De acordo com a pesquisa, certos remédios para essas condições de saúde podem mudar o formato das células do paciente de uma maneira que facilitam a infecção do vírus e causam uma doença mais grave.

Acontece que, segundo os pesquisadores do Hospital Universitário de Basileia, na Suíça, e da Universidade de Thessaloniki, na Grécia, o novo coronavírus se liga às células por meio de receptores chamados enzima conversora de angiotensina 2 (ECA 2), que são encontrados na superfície das células respiratórias superiores.

Algumas pessoas com pressão alta ou diabetes precisam tomar certos medicamentos, chamados inibidores da ECA e bloqueadores dos receptores da angiotensina, que, em contrapartida, aumentam a quantidade de ECA 2 que possuem em suas células. Assim, teoricamente, essas pessoas estariam em risco aumentado de desenvolver formas graves da COVID-19.

Vale ressaltar que ECA e ECA 2 são moléculas parecidas, mas distintas, e quando os medicamentos inibem uma, ativam a outra mais intensamente.

Tal como acontece com esses medicamentos, o ibuprofeno parece causar o mesmo efeito. Existem outras opções de remédios para dor de cabeça que você pode escolher para substituí-lo.

Entre todos esses medicamentos que aumentam o ECA 2, os mais comumente utilizados são:

  • Ibuprofeno;
  • Inibidores da ECA: captopril, enalapril, ramipril, perindopril e etc;
  • Bloqueadores de receptores de angiotensina: losartana, valsartana, candesartana, olmesartana;
  • Pioglitazona.

A equipe analisou, finalmente, outros estudos de pacientes com coronavírus com condições pré-existentes.

Eles descobriram que os mais comuns entre pacientes graves eram os que já tinham pressão alta (23,7%), diabetes (16,2%) e doenças cardíacas (5,8%).

  Continua Depois da Publicidade  

“Portanto, supomos que o tratamento da diabetes e da hipertensão com medicamentos estimulantes da ECA aumenta o risco de desenvolver COVID-19 grave e fatal”.

Os especialistas, no entanto, ressaltam que os pacientes não devem parar de tomar seus medicamentos, a menos que o seu médico recomende.

Fontes e Referências Adicionais:

Você possui hipertensão ou diabetes e toma frequentemente algum destes medicamentos listados acima? Procurou seu médico para saber o que fazer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média 4,67)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

2 comentários em “Pessoas com Pressão Alta e Diabetes Têm Mesmo Maior Risco de Contrair o Novo Coronavírus?”

  1. Eu faço usos destes medicamentos fluxocor 40/5,olmesartana com anoodipino,glifage de 500 e outros ainda não fui conversar com o médico porque ele trocou meus antigos por esses aí minha pressão normalizou não sei o que fazer

    Responder