Remédio para Dor de Cabeça – 9 Mais Usados

A dor de cabeça é uma das dores mais comuns. Praticamente todo mundo já sentiu algum tipo de dor de cabeça na vida e precisou tomar um remédio para dor de cabeça, já que, além de desagradável, a dor pode prejudicar o rendimento nos estudos ou no trabalho.

Felizmente, há muitos medicamentos disponíveis atualmente para tratar os diversos tipos de dor de cabeça que existem. Aqui, você vai conhecer os remédios para dor de cabeça mais usados e descobrir alguns truques caseiros que podem ajudar no alívio da dor.

Dor de cabeça

A dor de cabeça de uma outra pessoa pode ser diferente da sua, mas em geral os sintomas mais comuns de uma dor de cabeça são sensações de compressão ou de que existe algo latejando no local. Além disso, ela pode ser constante, ocasional ou intermitente (quando a dor vai e volta).

Uma dor de cabeça – conhecida também como cefaleia – pode surgir do nada ou após atividades específicas como praticar algum exercício físico ou ficar muito tempo sem se alimentar. Ela também pode ser aguda ou crônica e leve ou intensa. Alguns tipos de dores de cabeça como a enxaqueca podem causar náuseas e vômitos.

De uma forma geral, a dor de cabeça é definida como uma dor que ocorre na cabeça ou na nuca. A dor é resultante de tecidos e estruturas inflamadas que envolvem o crânio ou o cérebro, já que o cérebro não apresenta nervos capazes de causar a sensação de dor. Assim, a dor de cabeça ocorre devido à inflamação ou à irritação de tecidos que podem ser aqueles que envolvem os músculos e os ossos da região ou os tecidos finos que cobrem a superfície do cérebro e de estruturas como a medula espinhal, as veias, as artérias e os nervos.

Como você pode ver, existem vários tipos de dor de cabeça. Mas quais as principais diferenças entre elas?

Segundo a International Headache Society, existem 3 classes principais de dores de cabeça, que são: a dor de cabeça primária, a dor de cabeça secundária e a última classe, que engloba nevralgias (ou neuralgias) cranianas, dores faciais ou outras dores de cabeça.

Dor de cabeça primária

Dor de cabeça primária é aquela mais comum e que afeta a maioria dos brasileiros. Exemplos incluem dores de cabeças tensionais e enxaquecas. Em algumas pessoas, essas dores são ocasionais e passam em pouco tempo, mas em outras, as dores podem ser debilitantes e atrapalhar muito a qualidade de vida.

  • Dor de cabeça de tensão: A Organização Mundial de Saúde alerta que 1 em cada 20 pessoas sofre com dor de cabeça primária tensional. Além disso, a dor de cabeça de tensão é mais comum em mulheres do que em homens.
  • Enxaqueca: Já as enxaquecas são dores de cabeças mais intensas que podem afetar crianças de ambos sexos e adultos, especialmente as mulheres.
  • Cefaleia em salva: Cefaleias em salvas são um tipo de dor de cabeça bastante intensa que geralmente afeta apenas um lado da cabeça e que dura pouco tempo. Elas são raras, mas podem afetar principalmente os homens jovens na faixa de 20 anos de idade.

Dor de cabeça secundária

A dor de cabeça secundária é um sintoma de uma lesão ou de outra doença. Um exemplo é a dor de cabeça que ocorre por causa de uma sinusite.

Em geral, ela ocorre devido a um problema estrutural ou a uma infecção na região da cabeça ou do pescoço. Além da sinusite, isso pode incluir infecções dentárias ou condições mais graves como encefalite, meningite ou hemorragia no cérebro.

Dores de cabeça após algum tipo de trauma como uma concussão, por exemplo, também entram nessa categoria.

Também há casos em que o uso excessivo de medicamentos para dor de cabeça acaba causando um efeito rebote em que o indivíduo sente mais dor de cabeça. A dor de cabeça por causa de uma ressaca também é uma dor de cabeça secundária que, nesse caso, é causada pelo abuso de álcool.

Nevralgia craniana, dor facial e outros

A neuralgia é uma dor no nervo que pode indicar uma inflamação em algum dos 12 nervos cranianos encontrados no cérebro responsáveis por controlar os músculos e enviar sinais entre a cabeça e o pescoço.

Remédio para dor de cabeça

Apesar de existirem as classificações mencionadas acima, é possível que um paciente apresente sintomas que coincidem com mais de um tipo de dor de cabeça e também pode ser que mais de um tipo de dor de cabeça seja observado ao mesmo tempo.

Embora a maioria dos remédios listados neste artigo possam ser úteis no alívio de vários tipos de dor de cabeça, é uma boa ideia buscar um diagnóstico se a sua dor for recorrente.

Em um diagnóstico, é importante mencionar o local e a intensidade da dor. Também é importante informar se a dor é do tipo latejante e se ela interfere no seu dia a dia.

Em casos mais sérios ou dores crônicas, exames de imagem como uma ressonância magnética ou uma tomografia computadorizada podem ser solicitados. Para a maioria das pessoas, os remédios abaixo são capazes de ajudar.

1. Ibuprofeno

O ibuprofeno (Advil ou Motrin IB) é um remédio anti-inflamatório que ajuda a aliviar sintomas relacionados à dor, à febre, à inflamação e ao inchaço.

Alguns efeitos adversos possíveis incluem irritação no estômago, erupções cutâneas, azia, tontura, náusea, vômito e alterações na função hepática.

2. Naproxeno sódico

O naproxeno sódico (Aleve) é ótimo para aliviar a cefaleia tensional, a dor de cabeça forte e alguns casos de enxaqueca. Efeitos adversos que podem aparecer incluem desconfortos gastrointestinais, náusea, erupção cutânea, vômito e problemas no fígado.

3. Acetaminofeno ou paracetamol

Conhecido comercialmente pelo nome Tylenol, o acetaminofeno – ou paracetamol – auxilia no alívio da dor de cabeça e de outros sintomas como a febre. O paracetamol é o melhor remédio para dor de cabeça para mulheres que estão grávidas. Isso se deve ao fato de esse remédio dificilmente causar efeitos colaterais, além de ser seguro para o bebê.

Podem ocorrer apenas algumas alterações temporárias em exames de sangue e pessoas com problemas no fígado devem consultar um médico antes de usar o acetaminofeno porque ele pode causar danos ao órgão, principalmente se usado em altas doses.

4. Aspirina

A aspirina é um anti-inflamatório não esteroide cujo princípio ativo é o ácido acetilsalicílico.

Alguns efeitos adversos que podem ser observados são azia, broncoespasmo, sangramento gastrointestinal, surgimento de úlcera péptica e anafilaxia.

5. Neosaldina

A Neosaldina é um medicamento de ação composta que apresenta a dipirona, a cafeína e o isometepteno como princípios ativos. Ele é remédio para dor de cabeça tensional, dor de cabeça forte e pode até ajudar em alguns casos de enxaqueca.

Os possíveis efeitos colaterais são irritação ou reações alérgicas na pele, redução da pressão arterial sanguínea, irritabilidade, febre, batimentos cardíacos acelerados, dificuldade de engolir e surgimento de feridas nas mucosas do corpo.

6. Naldecon

O Naldecon é outro medicamento composto que inclui o paracetamol e o cloridrato de fenilefrina em sua composição. Ele é o mais indicado em casos de dor de cabeça secundária causada por uma gripe ou por uma alergia, por exemplo. 

7. Diclofenaco sódico

O diclofenaco sódico (Cataflam) pode ser útil como remédio para dor de cabeça tensional ou de enxaquecas. Trata-se de um anti-inflamatório potente que em alguns casos pode causar efeitos colaterais como sonolência, falta de apetite, tontura, irritação no estômago e inchaço.

8. Triptanos

Essa classe de medicamentos inclui remédios como o sumatriptano e o zolmitriptano, ambos utilizados no tratamento de dores de cabeça mais sérias como em crises de enxaqueca, por exemplo.

Embora sejam bem tolerados, eventualmente os triptanos podem causar efeitos colaterais como boca seca, tontura, náusea, dor de cabeça, fadiga, dor no peito, sensação de calor ou de frio, aperto no peito ou na garganta e dormência.

9. Citrato de orfenadrina

Comercialmente chamado de Dorflex, o citrato de orfenadrina é ótimo para aliviar dores de cabeça tensionais.

Há casos em que efeitos adversos como sonolência, tontura, visão embaçada e nervosismo podem ser observados.

Qual é o melhor remédio para dor de cabeça?

Não é possível eleger um melhor remédio para dor de cabeça. Os mais utilizados e que funcionam bem para a maioria das pessoas são o ibuprofeno e o paracetamol, mas pode ser que, dependendo da intensidade e da causa da dor, outros medicamentos sejam mais eficazes.

Remédios caseiros para dor de cabeça  

– Vitaminas

A falta de vitaminas no organismo pode causar dor de cabeça. Dessa forma, fornecer nutrientes para o corpo é uma ótima maneira de manter a saúde e evitar as dores.

Segundo uma revisão científica publicada na revista Nutrients em 2015, pessoas que têm dor de cabeça com frequência têm maior chance de ter deficiência em magnésio. Assim, adicionar esse mineral à dieta pode ajudar a evitar novas dores.

Outro estudo de revisão publicado no periódico Biomed Research International em 2015 indica que vitaminas do complexo B – como a vitamina B6, a vitamina B12 e o folato – podem ter um papel importante na prevenção de enxaquecas e na redução da dor de cabeça. Esse mesmo estudo também mostra que a vitamina E pode reduzir sintomas de cefaleia e enxaqueca.

– Óleos essenciais

Evidências científicas mostram que óleos essenciais podem ajudar no alívio da dor de cabeça. Uma revisão publicada em 2018 na revista Children mostra que inalar óleo de lavanda por 15 minutos foi suficiente para diminuir a dor de cabeça.

Também há estudos que mostram que o óleo de hortelã-pimenta é mais eficaz na redução das dores de cabeça tensionais quando comparado com um placebo.

– Cafeína

Muitos remédios para dor de cabeça contêm cafeína em sua composição e isso não é uma coincidência. De acordo com uma pesquisa publicada em 2017 no Journal of Headache and Pain, a cafeína ajuda a diminuir os sintomas de uma dor de cabeça tensional ou de uma enxaqueca. A cafeína atua relaxando os vasos sanguíneos, o que faz com que a circulação sanguínea melhore e a tensão no local seja aliviada.

Isso faz da cafeína um ótimo remédio caseiro para dor de cabeça. Porém, é indicado consumir bebidas como café e chá com moderação, pois o excesso de cafeína pode causar desidratação e gerar mais dor de cabeça.

– Chá de ervas

Ervas em geral como hortelã, lavanda e camomila podem ajudar a aliviar dores de cabeça. O chá de gengibre, por exemplo, pode auxiliar até no tratamento de enxaquecas. Uma pesquisa de 2013 publicada no periódico Phytotherapy Research mostrou que o gengibre em pó foi tão eficaz quanto um medicamento utilizado para enxaqueca.

– Compressas

As compressas são ótimas aliadas no alívio da dor de cabeça. Segundo um estudo de 2013 publicado na revista científica Hawai’i Journal of Medicine & Public Health, pessoas com enxaqueca apresentaram melhora após a aplicação de compressas de gelo na região do pescoço durante 30 minutos. Isso acontece porque o frio ajuda a contrair os vasos sanguíneos e a diminuir a inflamação no local.

No caso de dores de cabeça tensionais, o uso de uma compressa quente ajuda a relaxar os músculos e a reduzir a dor.

Outras dicas para evitar ou aliviar a dor de cabeça

– Beber água

Um dos sintomas da desidratação é a dor de cabeça. Assim, beber uma quantidade adequada de água diariamente pode ser uma boa medida para diminuir ou prevenir as dores de cabeça.

De acordo com um estudo recente de 2018 publicado no periódico científico Antioxidants, a desidratação – mesmo que leve – pode afetar o bem-estar e alterar a forma como as pessoas pensam e se comportam.

Tenha sempre uma garrafinha de água ao seu alcance e inclua mais frutas que são ricas em água no seu cardápio.

– Praticar exercícios

Além de deixar o corpo mais saudável, os exercícios físicos ajudam a promover uma melhor circulação sanguínea, o que previne dores de cabeça.

Um estudo de revisão publicado em 2018 no periódico Children sugere que a prática de atividades físicas como caminhar ou andar de bicicleta por 30 minutos por dia é capaz de reduzir a incidência de dores de cabeça em adolescentes.

– Aliviar a pressão da cabeça

Não nos damos conta de que às vezes eliminar uma dor de cabeça é mais fácil do que pensamos. Há casos em que a dor ocorre porque existe algo físico pressionando a cabeça. Pode ser um boné, uma touca, um lenço ou até mesmo um rabo de cavalo ou um coque muito apertado. Aliviar a pressão nesses casos pode acabar com a sua dor de cabeça em poucos minutos.

– Reduzir as luzes

A dor de cabeça, principalmente a enxaqueca, pode deixar o indivíduo sensível à luz. Para diminuir a dor, é interessante reduzir ou até mesmo apagar as luzes do local.

– Evitar cheiros fortes

Uma pesquisa de 2013 publicada no periódico científico Cephalalgia mostrou que odores fortes de perfumes ou de produtos químicos em geral podem causar enxaqueca ou dor de cabeça forte após apenas alguns minutos de exposição. Usar produtos de limpeza menos agressivos e optar por um perfume mais suave pode ajudar a evitar esse tipo de dor.

– Limitar o álcool

O efeito diurético do álcool pode levar à desidratação, causando dor de cabeça como um dos sintomas. A ressaca devido ao abuso de álcool também pode resultar em uma dor de cabeça insuportável no dia seguinte. Assim, é importante conhecer e respeitar os seus limites para evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

– Dormir bem

Distúrbios do sono podem causar dor de cabeça. Dormir muito ou dormir pouco demais pode resultar em dores de cabeça porque o corpo não é capaz de descansar da maneira adequada. O ideal – segundo estudo de 2015 publicado na revista Sleep – é ter um sono de qualidade que dure entre 7 e 9 horas por noite.

– Relaxar

Técnicas de relaxamento ajudam não só a reduzir o estresse e a ansiedade, mas também a aliviar a dor de cabeça. Algumas práticas que ajudam a relaxar são as meditações e as técnicas de respiração e atenção plena (mindfulness). Outras atividades como yoga, pilates ou qualquer coisa que te ajude a relaxar também podem ser úteis.

– Terapias alternativas

Terapias alternativas como a acupuntura podem ajudar no alívio de dores de cabeça e no tratamento da enxaqueca. Massagear a cabeça e o pescoço também parece ajudar a reduzir as dores.

Dicas finais

Apesar de vários medicamentos para dor de cabeça serem vendidos sem a necessidade de prescrição médica, é recomendado evitar a automedicação porque o uso abusivo de remédios como analgésicos pode resultar em mais dor de cabeça a longo prazo.

Também é muito importante ficar atento à prescrição de medicamentos “off-label”, ou seja, medicamentos que são usados para outros fins, mas que podem ajudar a reduzir ou prevenir as dores de cabeça. Alguns profissionais indicam o uso de remédios como antidepressivos para tratar ou prevenir dores de cabeça frequentes e mais graves. No entanto, é preciso considerar os efeitos colaterais desse tipo de medicamento e se o tratamento com eles é realmente necessário para o seu caso.

Não faz mal tomar um analgésico para aliviar uma dor de cabeça chata, mas fique atento se ela se tornar frequente ou aumentar de intensidade, já que isso pode ser um sintoma de um problema de saúde mais sério.

Vídeos:

Gostou das dicas?

Referências Adicionais:

Você costuma tomar algum remédio para dor de cabeça específico? Tem sentido muitas dores de cabeça com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário