Pressão alta na gravidez pode aumentar risco de doenças cardíacas no futuro

Especialista da área:
atualizado em 15/04/2021

A gestação altera o corpo da mãe de forma significativa. Por exemplo, um estudo demonstrou recentemente que mulheres que sofrem de pressão alta durante a gravidez correm mais riscos de terem problemas cardíacos no futuro.

  Continua Depois da Publicidade  

Em suma, a pesquisa comprovou que aquelas que possuem histórico de doenças hipertensivas durante a gravidez mostram sinais de mudanças significativas na estrutura e função de seus corações dez anos após o parto.

Os dados foram apresentados por uma pesquisa da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos.

Entenda como a pressão alta e problemas do coração afetam a gestação e o futuro da sua saúde e como evitar este problema.

Gestante com hipertensão pode sofrer alterações no coração

gestantes

A pesquisa americana analisou os dados de mais de 500 mulheres. Conforme os pesquisadores, metade das voluntárias tinham histórico de pressão alta na gravidez.

Então, eles compararam a pressão arterial e o estado de saúde do coração de mulheres nos dois grupos em um período de 8 a 10 anos após o parto.

Como resultado, a pesquisa apontou que a hipertensão durante a gravidez resultou em algumas alterações no coração. Por exemplo, 79% das mulheres com histórico de pressão alta na gravidez e atual apresentaram remodelação ventricular esquerda.

De acordo com os pesquisadores, a remodelação ventricular esquerda é um processo pelo qual o coração muda de tamanho, forma e função. Conforme os responsáveis pelo estudo, estas modificações são consideradas precursoras de doenças cardíacas.

Da mesma forma, pouco mais de 36% que tinham histórico de hipertensão na gravidez, mas pressão arterial atual saudável, apontaram evidências dessas mudanças na estrutura do coração.

Pressão alta persistiu anos depois

O estudo avaliou ainda que, entre as mulheres sem hipertensão durante a gravidez mas que apresentavam pressão alta 10 anos após o parto, 46% apresentavam sinais de remodelação ventricular esquerda.

  Continua Depois da Publicidade  

Outro dado importante que a pesquisa apontou é que as gestantes que sofreram com hipertensão gestacional apresentam pressão alta até 10 anos após o parto.

Da mesma forma, de acordo com o estudo, quase 4 em 5 mulheres tiveram remodelação ventricular esquerda, ou espessamento relativo das paredes de seus ventrículos esquerdos.

Do mesmo modo, o estudo comprovou que pouco mais de um terço das mulheres que não apresentavam nenhum destes problemas apresentaram evidências dessas alterações estruturais do coração até 10 anos após o parto.

Os pesquisadores também avaliaram que o distúrbio hipertensivo da gravidez e hipertensão foram associados a uma piora na função do lado esquerdo do coração. Ou seja, uma alteração na função diastólica, que é aquela que regula o enchimento ventricular,

Desta forma, em alguns casos esta redução da função diastólica também prejudicou o ventrículo esquerdo. A condição tornou esta parte do coração mais rígida e não possibilitou que o sangue enchesse o ventrículo em sua capacidade total.

Para os pesquisadores, o estudo pode ajudar no tratamento e no diagnóstico precoce de doenças cardíacas e este é um grande passo na prevenção destas doenças.

Dicas para evitar a pressão alta

Os sintomas desta condição são silenciosos. Portanto, é importante prestar atenção aos sinais do seu corpo. Você pode apresentar sintomas como dor de cabeça, falta de ar, visão borrada e zumbido no ouvido. Da mesma forma, o paciente pode sentir tonturas e dores no peito.

Por isso, mantenha uma vida saudável e equilibrada para evitar ou amenizar o problema, mesmo antes da gestação.

  Continua Depois da Publicidade  

Algumas atitudes podem fazer toda a diferença. Os especialistas possuem alguns conselhos e dicas para evitar problemas no coração e a hipertensão:

  1. Praticar exercício físico regularmente;
  2. Ter uma alimentação saudável;
  3. Evitar fumar e ingerir bebida alcoólica;
  4. Controlar o estresse;
  5. Controlar doenças como diabetes e hipertireoidismo;
  6. Consumir mais fibras.

Em suma, manter uma vida equilibrada e criar uma rotina saudável ajudam você a amenizar os riscos de problemas no coração e hipertensão.

Você teve problemas de pressão durante a gravidez? Sofre com pressão arterial hoje? Conte para gente nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário