Remédio para Enjoo na Gravidez Faz Mal? E o Caseiro?

Especialista:
atualizado em 22/10/2019

O enjoo é um dos sintomas mais comuns da gravidez e um dos que mais incomodam e prejudicam o dia a dia das gestantes.

É muito ruim se sentir enjoada o tempo todo e pior ainda é ter medo de tomar algum remédio que seja prejudicial à saúde do feto. Vamos sanar essa dúvida e mostrar se usar remédio para enjoo na gravidez faz mal e o que pode ser feito para aliviar o enjoo.

Enjoo na gravidez

O enjoo na gravidez, muitas vezes chamado de enjoo matinal por ocorrer principalmente durante a manhã, é um sintoma muito comum e também muito desagradável. Embora seja normal, não é saudável sentir enjoo e vomitar o tempo todo.

Além do incômodo, a náusea acompanhada de vômito pode causar desidratação e perda de eletrólitos importantes como o sódio e o potássio.

Remédio para enjoo na gravidez faz mal?

Os remédios para controlar a náusea durante a gravidez podem ser necessários em alguns casos. Isso porque a náusea pode dificultar a alimentação e a hidratação da mãe, o que pode fazer com que o feto não receba os nutrientes que tanto necessita para o seu bom desenvolvimento.

Porém, alguns desses remédios podem causar efeitos adversos prejudiciais ao feto e é muito importante consultar um médico de confiança que possa receitar um medicamento seguro.

Os medicamentos mais usados para náusea na gravidez são o Benadryl (difenidramina) e o Unisom (doxilamina). Tratam-se de remédios para alergia ou insônia, mas que podem aliviar sintomas de enjoo e são considerados seguros durante a gestação.

O Plasil (metoclopramida) também é muito usado por grávidas para reduzir a náusea e de acordo com um estudo dinamarquês publicado no periódico científico Journal of the American Medical Association em 2013, não aumenta os riscos do feto desenvolver algum tipo de defeito congênito, de aborto espontâneo ou de natimorto.

Em casos de enjoos com vômitos muito frequentes em que o desenvolvimento do bebê está em risco, o médico pode receitar remédios mais fortes como o Zofran e o Vistaril. Esses medicamentos não são totalmente seguros e precisam ser prescritos em doses controladas e com muito cuidado, já que podem causar efeitos indesejados e prejudicar o feto em altas doses.

Remédios para o tratamento de refluxo ácido como o Protonix e o estimulante intestinal Reglan também podem ser usados para aliviar a náusea em alguns casos.

Todo medicamento, mesmo os considerados seguros, pode causar efeitos colaterais. Mas vale lembrar também que, sabendo da condição, os médicos irão receitar doses mais baixas e evitar ao máximo receitar medicamentos que possam resultar em malefícios para o feto. É preciso considerar todos os benefícios e os riscos para tomar uma decisão.

Apesar dos riscos, é importante ter a maturidade de aceitar quando o medicamento for necessário, pois de nada adianta não tomar nenhum remédio e continuar passando mal diariamente e prejudicando a saúde do bebê do mesmo jeito devido a problemas como desidratação e desnutrição. Nesses casos, é essencial contar também com o bom senso e com a ajuda de um bom profissional.

E o remédio caseiro para enjoo na gravidez? Faz mal ou pode ser usado?

Se a náusea não for grave, alguns remédios caseiros e alterações de hábitos podem promover alívio. Alguns deles são:

1. Gengibre

O remédio caseiro para enjoo na gravidez mais usado é o gengibre. Muitas mulheres relatam que tomar um chá com gengibre pela manhã ajuda a aliviar os sintomas de enjoo na gestação e há vários estudos que comprovam essa eficácia. O gengibre pode ser tão eficaz no controle de náuseas que seu efeito é comparável a medicamentos prescritos com a vantagem de apresentar menos efeitos colaterais.

Várias pesquisas indicam que o gengibre é seguro durante a gravidez, porém há uma certa preocupação, já que ele parece afetar hormônios sexuais fetais se ingerido em grandes quantidades.

Assim, é importante moderar o consumo que não deve ultrapassar 1,5 gramas por dia e pedir a opinião do seu médico sobre esse remédio caseiro.

2. Vitamina B6

A vitamina B6 (piridoxina) é um suplemento vitamínico prescrito que alivia os sintomas de enjoo em alguns pacientes. Por se tratar de uma vitamina, seu uso é seguro, desde que nas doses aprovadas pelo seu médico. Doses de até 200 miligramas diárias são seguras para as grávidas e não costumam causar efeitos colaterais.

3. Limão

O consumo de frutas cítricas e azedas parece ajudar a reduzir as náuseas. Frutas como o limão podem ser usadas para o preparo de bebidas como sucos e limonadas ou até mesmo ser espremidas em um chá.

4. Especiarias

Embora não seja comprovado cientificamente, algumas especiarias como a erva-doce em pó, o extrato de cominho e a canela parecem ajudar a reduzir a gravidade dos enjoos durante a gravidez.

5. Ervas

Algumas pessoas relatam que tomar chá de ervas como hortelã-pimenta, erva-cidreira e camomila ajudam a aliviar os enjoos, ao menos momentaneamente.

6. Medicina alternativa

Outras formas naturais de aliviar esses enjoos matinais incluem técnicas alternativas como acupressão, acupuntura, aromaterapia e até hipnose. A aromaterapia pode ser até testada em casa ao inalar o aroma de chá de ervas como a hortelã-pimenta, por exemplo. No entanto, nenhum desses métodos é 100% comprovado cientificamente para diminuir as náuseas durante a gravidez.

Os remédios caseiros mencionados acima não fazem mal para a saúde da grávida nem do bebê, mas é preciso não exagerar nas quantidades já que tudo em excesso é prejudicial. Também é necessário tomar cuidado especial com ervas e suplementos, que devem sempre ser autorizados pelo médico antes do uso.

Outras dicas

Além desses remédios caseiros, é importante prestar atenção em alguns hábitos e escolhas do dia a dia que podem fazer toda a diferença.

– Cuide da alimentação

É importante escolher bem os alimentos que serão ingeridos. Nessa fase da gravidez em que há muitos enjoos, é uma boa estratégia ingerir alimentos que são facilmente digeridos. Isso inclui alimentos leves como arroz, banana e maçã, por exemplo. Evitar alimentos gordurosos e de difícil digestão também é uma boa medida.

Outra dica importante é tentar se alimentar com frequência. Mesmo que seja difícil comer com enjoo, o estômago vazio por muito tempo pode piorar a náusea. Além disso, o bebê precisa de nutrientes de qualquer jeito, então é bom se alimentar com frequência mesmo que seja em pequenas porções.

– Hidrate-se

A hidratação também é essencial para evitar problemas como desidratação devido aos vômitos que podem ocorrer.

– Fuja de gatilhos de enjoo

Tente evitar aquilo que desencadeia o seu enjoo. Por exemplo, existem grávidas que ficam enjoadas apenas quando expostas a certos cheiros como o de alguma comida específica ou de um perfume. Se esse for o caso, a melhor maneira de evitar a náusea é evitando esses gatilhos.

Às vezes, as vitaminas pré-natais indicadas pelo seu médico podem te deixar enjoada. É o caso do ferro em excesso, por exemplo, que pode causar náuseas. Nesses casos, é preciso conversar com o médico sobre isso e evitar tomar essas vitaminas com o estômago vazio ou até mesmo reduzir ou interromper as doses.

– Respire ar fresco

Se puder, respire ar fresco e dê uma volta quando se sentir enjoada. Pode ser que o ar livre e o vento no rosto ajudem a aliviar o enjoo. Além disso, respirar lentamente e profundamente ajuda a aliviar as náuseas.

– Descanse

Se ele estiver muito forte, o melhor remédio para enjoo na gravidez é o repouso. Evite se desgastar muito quando estiver com náusea para que seu corpo tenha tempo e energia para se recuperar.

– Faça exercícios físicos

Se você não está acostumada, não deve começar exercícios físicos intensos durante a gravidez. Mas uma caminhada diária pode ajudar a aliviar os enjoos. Isso ocorre devido à liberação de endorfina que dá energia e reduz a náusea.

– Durma bem

A náusea pode aumentar os níveis de fadiga e estresse. Assim, é essencial ter boas noites de sono para que o corpo reponha o estoque de energia e seja capaz de combater essa fadiga e estresse extras. Até mesmo os cochilos durante o dia não devem ser ignorados quando você sentir sono, pois esta é uma forma de seu corpo sinalizar que precisa de descanso.

– Siga recomendações médicas

Geralmente, todas as alternativas naturais são testadas para amenizar os enjoos na gravidez antes de optar por um medicamento. Mas se nenhum método funcionar e a náusea estiver atrapalhando muito o seu dia a dia e prejudicando a sua absorção de nutrientes, não hesite em usar medicamentos seguros prescritos pelo médico e seguir todas as recomendações para ter uma gravidez saudável e tranquila.

– Aguente firme

As náuseas constantes nos primeiros meses da gestação são uma fase normal da gravidez. Algumas sentem os sintomas com mais intensidade, enquanto outras sentem muito pouco ou nem sentem nada. O importante é saber que isso vai passar e que vai ficar tudo bem em breve.

Fontes e Referências Adicionais:

Você chegou a tomar remédio para enjoo na gravidez? Qual deles? Os resultados foram bons ou acabou criando algum efeito indesejado? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário