Suco de Inhame para Anemia – Como Fazer e Tomar?

Especialista:
atualizado em 31/03/2020

Veja se é verdade que tomar suco de inhame para anemia funciona, como fazer essa receita e confira mais sobre a condição.

Quase todo mundo tem uma receita para ajudar o tratamento de uma ou outra doença. Quando se trata de anemia, a bola da vez pode ser o suco de inhame. Mas será que tomar suco de inhame para anemia realmente funciona? Como fazer a bebida?

Para quem não achar um suco de inhame algo muito apetitoso, vale destacar que também é possível consumir o tubérculo por meio de receitas de sopas de inhame e que também existem outras receitas de suco para anemia conhecidas.

Sobre a anemia

Em um quadro de anemia, o organismo do paciente não produz uma quantidade suficiente de glóbulos vermelhos do sangue para transportar oxigênio aos tecidos do corpo. A doença pode ser temporária ou de longo prazo e variar entre os níveis leve a severo.

Muitos conhecem a anemia provocada pela deficiência de ferro, mas existe uma série de outros tipos e, consequentemente outras causas, para essa mesma condição. Alguns exemplos são:

  • Anemia causada pela falta de vitaminas (B12 e B9);
  • Anemia causada por doenças crônicas;
  • Anemia aplástica (originada por infecções, alguns medicamentos, exposição a metais tóxicos e doenças autoimunes);
  • Anemia associada a uma doença na medula óssea;
  • Anemia hemolítica (em que os glóbulos vermelhos são destruídos mais rapidamente do que repostos);
  • Anemia falciforme (em que os glóbulos vermelhos têm um formato anormal e morrem prematuramente, resultado em uma escassez crônicas desses componentes do sangue);
  • Talassemia (forma crônica de anemia, em que um problema genético gera a diminuição na produção de uma das cadeias que formam a hemoglobina).

Os sintomas da anemia variam conforme o que causou a doença de cada pessoa, mas podem incluir: fadiga, fraqueza, pele pálida, pele amarelada, batimentos cardíacos irregulares, tontura ou vertigem, dor no peito, mãos frios, pés frios e dor de cabeça.

Inicialmente, os sintomas da condição são tão leves que passam despercebidos, entretanto, conforme o quadro piora, esses sinais também se agravam.

E então, será que tomar suco de inhame para anemia é bom?

Não podemos afirmar que o suco de inhame funcione como uma cura para todos os tipos de anemia porque o tratamento de cada tipo depende do problema que causou o desenvolvimento da doença.

O tratamento da doença pode incluir, por exemplo, mudanças na alimentação, o uso de medicamentos ou suplementos alimentares, o tratamento da doença subjacente que provocou a anemia, transfusões de sangue, injeções de hormônio sintético para estimular a produção de glóbulos vermelhos, quimioterapia, transplante de medula, remoção do baço ou transplante de células-tronco.

Portanto, quem desconfia que está com anemia ou já teve a doença diagnosticada precisa procurar o auxílio médico para saber qual é o tratamento completo indicado para o seu tipo de anemia em particular e segui-lo corretamente, conforme todas as instruções que forem passadas pelo médico.

Dito isso, pode-se dizer que o consumo do inhame pode contribuir com a nutrição de uma pessoa que sofre com a anemia, especialmente aquela provocada pela deficiência de ferro porque o alimento é composto por quantidades decentes de cobre e vitamina C.

O cobre é essencial tanto para a absorção do ferro quanto para a produção de glóbulos vermelhos. Da mesma forma, uma das funções da vitamina C é auxiliar a absorção de ferro por parte do organismo.

Logicamente, o suco de inhame não vai curar a anemia por deficiência de ferro e nem exclui a necessidade de seguir todas as orientações do médico para tratar a condição. Entretanto, o alimento pode ser um dos escolhidos para fazer parte da dieta saudável de uma pessoa que se recupera da anemia.

Se você foi diagnosticado com a anemia, consulte o seu médico para saber se e como deve incluir o suco de inhame para anemia ou qualquer outra receita com o tubérculo. Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as orientações qualificadas e profissionais do médico.

Além disso, é importante destacar que o inhame é mais descrito como um bom alimento para a prevenção da anemia do que para o seu tratamento em si. Por isso, para quem nunca sofreu com a condição ou para quem já teve e precisa evitar a sua recorrência, a inclusão do tubérculo nas refeições também pode ser uma boa pedida para permanecer afastado da anemia.

Como fazer suco de inhame para anemia

Ingredientes:

  • 1 xícara de inhame cará descascado, lavado e cortado em cubos;
  • Suco de ½ limão;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo:

Juntar todos os ingredientes no liquidificador; Bater bem ao longo de três minutos e servir-se imediatamente.

Atenção: há um tipo de inhame que não pode ser consumido cru

Um suco de inhame cru sempre deve ser preparado com o inhame do tipo cará e jamais com o inhame do tipo taro. Enquanto a variedade cará é a mais conhecida e pode ser consumida crua, a variedade taro jamais deve ser ingerida crua porque desse modo pode ser bastante perigosa para a saúde.

Tanto o inhame cará quanto o inhame taro possuem uma substância conhecida pelo nome de ácido oxálico, que provoca sensação de coceira e formigamento nos lábios, gargantas e mãos. Entretanto, o inhame cará é composto por outras substâncias chamadas de fitatos e taninos que podem causar mais problemas como vômito, intoxicação alimentar, náuseas e diarreia.

Isso ocorre porque o corpo humano não dá conta de eliminar essas toxinas naturalmente, sobrecarregando órgãos como os rins. Para se livrar dessas substâncias, é necessário cozinhar o inhame taro.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar do uso do suco de inhame para anemia? Pretende experimentar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário