Ubiquinol

Ubiquinol – O Que é, Para Que Serve, Como Usar e Efeitos Colaterais

As enzimas são substâncias de fundamental importância para o organismo e que exercem muitas funções, ajudando na digestão dos alimentos e permitindo que todos os nutrientes entrem nas células, produzindo, assim, a energia necessária para que o metabolismo funcione adequadamente.

Para que as enzimas atuem da melhor maneira possível, elas precisam de outras substâncias chamadas de coenzimas e que são produzidas de forma natural no corpo humano.

Vamos conhecer o que é e para que serve o ubiquinol, saber como usar e quais os principais efeitos colaterais desta substância no organismo.

O que é o ubiquinol?

O ubiquinol é um termo que deriva da palavra “ubíquo” que significa que está presente em todas as partes. Esta substância é uma forma reduzida da coenzima Q10 e que recebeu este nome pois uma das características desta coenzima é que ela está presente em cada uma das células presentes no corpo humano. O organismo consegue sintetizar e metabolizar a coenzima Q10 de forma natural, porém, com o passar dos anos, após os 30 anos de idade, ocorre uma redução significativa de produção desta substância.

A coenzima Q10, mais popularmente conhecida como CoQ10, existe em todas as células e possui inúmeras funções no organismo, desempenhando um papel fundamental na produção de energia celular. Além disso, esta coenzima é um poderoso antioxidante que pode ser encontrado em duas formas diferentes, a ubiquinona e o ubiquinol. A coenzima Q10 é considerada vital para a saúde cardiovascular e para o sistema imunológico, possuindo eficácia no tratamento de diversos problemas.

O ubiquinol é a forma mais ativa, metabolicamente falando, da coenzima Q10, possuindo também maior poder de absorção e conseguindo manter níveis mais elevados na corrente sanguínea. Estudos mostram que uma dose de ubiquinol é 10 vezes mais eficaz do que uma dose de ubiquinona.

Desta forma, a suplementação de CoQ10 ubiquinol é a mais utilizada e mais recomendada atualmente para quem deseja melhorar a saúde e ter mais energia.

Para que serve o ubiquinol?

É possível perceber o grande uso da coenzima Q10 em diversos produtos da área da beleza e de nutricosméticos atualmente. No corpo humano, existe maior concentração desta coenzima no coração, nos rins, no cérebro e no fígado.

Ela também pode ser encontrada em diversos alimentos como o frango, a carne suína, a carne bovina, nos peixes como a sardinha e a cavala, além de ser também encontrada em alimentos de origem vegetal como as nozes, o grão de soja, o brócolis, o pistache, o espinafre e nos óleos de soja, gergelim, milho e algodão, entre muitos outros.

O ubiquinol possui diversos benefícios e estudos mostram que esta substância atua como um potente antioxidante natural, ajuda no controle do índice glicêmico, melhora o desempenho de atletas com o aumento da energia natural, pode atuar no controle da fibromialgia, melhora a qualidade do sêmen e também pode ser utilizado no tratamento para a infertilidade masculina. O principal benefício desta substância, porém, é contribuir para a produção de energia dentro da mitocôndria celular.

Outro estudo também mostrou que a forma reduzida de CoQ10 ubiquinol trouxe resultados significativos de redução das taxas de glicose no sangue em pacientes com diabetes tipo 2. Além destes benefícios, o ubiquinol também pode atuar no antienvelhecimento, devido ao seu poder antioxidante, auxiliando no fortalecimento do sistema imunológico, aumentando a saúde do sistema nervoso e também do sistema cardiovascular.

Além disso, o ubiquinol é recomendado para pacientes com determinadas doenças que podem causar a redução desta substância no organismo. Entre estas condições estão a insuficiência cardíaca congestiva, o mal de Parkinson, a doença periodontal, os problemas de pressão alta, a distrofia muscular, a fadiga crônica, entre muitas outras.

A deficiência desta coenzima também pode causar alguns problemas como fadiga, fraqueza e até mesmo gerar quadros de convulsões.

Veja, a seguir, outros benefícios e funções desta substância:

  • Auxilia na recuperação após os exercícios físicos, reduzindo bastante os efeitos da fadiga muscular em treinos de longa duração e alta intensidade;
  • Aumenta o desempenho físico, pois é importante para a respiração celular e para a produção de ATP, atuando também como vasodilatador, garantindo melhor transporte de oxigênio e de substâncias pelo corpo;
  • Evita a degeneração macular relacionada ao envelhecimento;
  • Auxilia no tratamento da doença periodontal e na produção de saliva;
  • Atua como neuroprotetor, evitando diversos problemas neurológicos, incluindo algumas doenças como Alzheimer e Mal de Parkinson;
  • Possui ação protetora das hemácias, combatendo a sua diminuição;
  • Auxilia no tratamento para redução do estresse e do tabagismo;
  • Evita o envelhecimento acelerado, principalmente do coração e do cérebro que são grandes consumidores de energia;
  • Auxilia no controle do colesterol ruim (LDL), protegendo contra doenças cardíacas e também apresentando resultados tão eficazes quanto as estatinas;
  • Ajuda nos processos inflamatórios, na recuperação do acidente vascular cerebral, na recuperação da parada cardíaca, no tratamento da gengivite, entre outras;
  • Atua na regeneração das vitaminas C e E;
  • Estudos mostram que pessoas com determinados tipos de câncer (de pâncreas, rim, cólon, linfoma, mieloma múltiplo, entre outros) possuíam baixas quantidades da coenzima Q10 na corrente sanguínea;
  • Contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, pois este atua como antioxidante, ajudando o organismo a neutralizar as substâncias prejudiciais ao organismo;

Como usar o ubiquinol?

Esta substância pode ser usada na dosagem entre 100 e 300 mg por cápsula, para repor os níveis corretos no organismo. O ideal é não se utilizar uma proporção maior do que 2 mg por quilo de peso corporal. O preço do suplemento de ubiquinol pode variar, com valores entre R$ 50,00 e R$ 150,00 dependendo da marca. É possível comprar esta substância em lojas de suplemento, produtos naturais e também é possível se adquirir o produto manipulado em farmácias especializadas.

Existem poucas pesquisas completamente comprovadas feitas sobre esta substância que tenham detectado efeitos colaterais significativos. Mesmo assim, é muito importante que se conheçam os riscos potenciais e que se evite qualquer sintoma mais grave com o uso inadequado.

Como todo suplemento, é importante que o uso seja feito somente com a orientação de um profissional da saúde e que a quantidade referente à dose diária seja seguida de forma correta de acordo com a rotulagem de cada produto, não devendo exceder a dosagem de 300 mg ao dia.

Pessoas com problemas de diabetes ou com baixas taxas de glicemia devem buscar a avaliação de um profissional da área de saúde, pois o ubiquinol pode reduzir os níveis de açúcar na corrente sanguínea. Outros efeitos colaterais incluem desconfortos abdominais, dores de estômago, insônia leve, entre outros.

Doses acima de 300 mg por um longo período podem resultar em níveis elevados de enzimas no fígado e toxicidade hepática. Na presença de algum destes efeitos, procure imediatamente um médico e suspenda o uso deste suplemento.

Conclusão

O ubiquinol é uma forma reduzida da coenzima Q10 e que recebeu este nome porque uma das características desta coenzima é que ela está presente em cada uma das células presentes no corpo humano. Esta é a forma mais ativa metabolicamente da coenzima Q10, possuindo também maior poder de absorção e conseguindo manter níveis mais elevados na corrente sanguínea.

O ubiquinol possui diversos benefícios: atua como um potente antioxidante natural, ajuda no controle do índice glicêmico, aumenta a energia natural, além de ser utilizado no tratamento de diversas doenças. Este produto pode ser manipulado, podendo-se comprar em lojas especializadas, com o preço variando entre R$ 50,00 e R$ 150,00.

Referências adicionais

Você já tinha ouvido falar sobre o que é o ubiquinol e para que serve essa substância? Precisa utilizar a suplementação de ubiquinol para alguma indicação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,25 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*