Uma Dieta Low Carb Pode Reverter a Deterioração do Cérebro, Segundo Estudo

Especialista da área:
atualizado em 13/03/2020

Uma dieta low carb pode reverter a deterioração cerebral relacionada à idade, de acordo com um estudo recente publicada no PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America) neste mês de março de 2020.

  Continua Depois da Publicidade  

Ao analisar exames cerebrais, pesquisadores da Universidade de Stony Brook, nos Estados Unidos, descobriram que as vias cerebrais começam a se deteriorar já aos 40 anos.

“As alterações neurobiológicas associadas ao envelhecimento podem ser vistas em uma idade muito mais jovem do que seria esperado, no final dos 40 anos”, disse Lilianne R. Mujica-Parodi, professora do Departamento de Engenharia Biomédica da Universidade Stony Brook e uma das autoras do estudo.

Com isso, os pesquisadores resolveram buscar maneiras de desacelerar e reverter esse processo.

“O estudo também sugere que esse processo pode ser prevenido ou revertido com base em mudanças na dieta que envolvem a diminuição do consumo de carboidratos simples“, completou Lilianne.

Com base nessa descoberta, podemos concluir, então, que uma dieta low carb seria uma boa saída para evitar essa deterioração. Os carboidratos simples, aqueles responsáveis por picos glicêmicos rápidos, seriam os principais a serem retirados da dieta.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores usaram exames cerebrais de quase 1000 indivíduos entre 18 e 88 anos, e descobriram que o dano às vias neurais se acelerava dependendo de onde o cérebro obtia a energia.

Também foi demonstrado que a glicose diminuía a estabilidade das redes do cérebro, enquanto as cetonas, produzidas pelo fígado durante período de dietas low carb, tornavam as redes mais estáveis.

“Podemos evitar ou reverter esses efeitos com a dieta trocando glicose por cetonas como combustível para neurônios”, acrescentou Lillianne.

Uma dieta restritiva em carboidratos que funciona baseada no mecanismo dos corpos cetônicos é a chamada dieta cetogênica, rica em proteínas e gorduras e pobre em carboidratos. Isso força seu corpo a queimar gordura (uma fonte mais estável) como energia, em vez de carboidratos.

  Continua Depois da Publicidade  

“Acreditamos que, à medida que as pessoas envelhecem, seus cérebros começam a perder a capacidade de metabolizar glicose com eficiência, fazendo com que os neurônios passem fome lentamente e as redes cerebrais se desestabilizem”.

“Então, testamos se fornecer ao cérebro uma fonte de combustível mais eficiente, na forma de cetonas, seguindo uma dieta low carb ou tomando suplementos de cetona, poderíamos fornecer ao cérebro uma maior energia. Mesmo em indivíduos mais jovens, essa energia adicionada estabilizou ainda mais as redes cerebrais”, segundo Lillianne.

Isso quer dizer que a faixa etária antes dos 40 anos de idade é a ideal para prevenir o envelhecimento precoce do cérebro de forma eficaz. Por que não começar hoje mesmo?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já experimentou fazer uma dieta low carb como a dieta cetogênica? Acredita que ela pode mesmo ajudar a reverter a deterioração do cérebro? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário