Conheça e Consuma Este Nutriente Ligado à Inteligência e Saúde Cerebral

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Nova pesquisa encontra uma ligação entre o nutriente luteína e “inteligência cristalizada”, a capacidade de usar as habilidades e conhecimentos adquiridos durante a vida.

Quanto mais velho ficamos, mais concordamos com o ditado: “A juventude é desperdiçada nos jovens.” Por outro lado, é claro, a maturidade traz consigo toda a sabedoria adquirida ao longo do caminho. Agora, se apenas pudéssemos lembrar tudo o que aprendemos e colocar em uso… É difícil com o passar dos anos, não é verdade?

Mas agora uma pesquisa descobriu uma maneira pela qual a “inteligência cristalizada” – a capacidade de usar o conhecimento e a experiência adquirida – pode ser preservada em adultos mais velhos. A descoberta? Que o pigmento vegetal luteína pode desempenhar este importante papel.

Nós obtemos a luteína principalmente comendo vegetais verdes folhosos (a couve é a mais rica em luteína), vegetais crucíferos como o brócolis e gemas de ovo. É também digno de nota que muitos estudos já demonstraram anteriormente que a luteína e sua parceira zeaxantina reduzem o risco de doenças oculares crônicas, incluindo a degeneração macular relacionada com a idade e a catarata.

De acordo com a líder do estudo Marta Zamroziewicz, da Universidade de Illinois, e o professor Aron Barbey, a luteína acumula-se no cérebro, incorporando-se nas membranas celulares, onde provavelmente desempenha um “papel neuroprotetor”.

“Estudos anteriores descobriram que os níveis de luteína de uma pessoa estão ligados ao desempenho cognitivo ao longo da vida”, diz Zamroziewicz. “Os resultados também mostram que a luteína se acumula na substância cinzenta das regiões cerebrais conhecidas por fundamentar a preservação da função cognitiva com o envelhecimento saudável do cérebro”.

Os participantes no novo estudo incluíram 122 adultos saudáveis entre as idades de 65 a 75 anos que resolveram problemas e responderam a perguntas em um teste padrão de inteligência cristalizada. Os pesquisadores então analisaram amostras de sangue para os níveis séricos sanguíneos de luteína e analisaram os cérebros dos participantes usando exames de ressonância magnética para medir o volume de diferentes estruturas cerebrais.

Os pesquisadores descobriram que os participantes com maiores níveis séricos de luteína do sangue tendem a ter melhores performances em testes de inteligência cristalizada. Os níveis séricos de luteína refletem apenas a ingestão dietética recente, observa o comunicado de imprensa do estudo, mas estão associados a concentrações cerebrais de luteína em adultos mais velhos, que refletem a ingestão dietética a longo prazo.

Aqueles com níveis mais elevados de luteína sérica também tendem a ter uma substância cinzenta mais espessa no córtex para-hipocampal, uma região cerebral que, como a inteligência cristalizada, é preservada com o envelhecimento saudável.

“Nossas análises revelaram que o volume de matéria cinzenta do córtex para-hipocampal no lado direito do cérebro explica a relação entre luteína e inteligência cristalizada”, diz Barbey. “Isso oferece a primeira pista sobre quais regiões cerebrais desempenham um papel específico na preservação da inteligência cristalizada e como fatores como a dieta podem contribuir para essa relação”.

Em outras palavras… Coma legumes!

Você consome com frequência estes alimentos ricos em luteína? Pretende aumentar agora o seu consumo para promover um envelhecimento saudável de seu cérebro? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário