12 Alimentos Bons Para a Memória

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

Esquecer alguma coisa, de vez em quando, é normal, e faz parte da rotina de todos nós, porém, quando isso se intensifica, passando a comprometer nosso dia a dia, é sinal que algo não está caminhando como deveria.

Inicialmente, poderia se atribuir a esses esquecimentos uma alimentação deficitária, vida agitada, estresse, alguns medicamentos e coisas desse tipo. Nesse caso, é possível tentar modificar hábitos nutricionais, passando a incluir na dieta, alimentos bons para a memória.

Caso essa mudança na alimentação não seja suficiente, convém procurar um profissional da área médica, que poderá avaliar melhor as causas do problema.

Por que a memória falha?

É comum nos lembrarmos do que comemos no Natal do ano passado, mas, nos fugiu completamente da memória o que foi comido no jantar de ontem. Parece bastante estranho e contraditório, mas, isso acontece com todos. Por quê?

Na maioria das vezes, o problema não é de memória, mas, de concentração. As pessoas vivem momentos tão atribulados diariamente, que exercem algumas atividades “no automático”, por esse motivo, não prestam atenção ao que estão fazendo, e em decorrência disso, a informação não se fixa.

12 alimentos bons para a memória

Vamos passar, a seguir, uma lista interessante com os melhores alimentos para a memória, onde será possível consumi-los diariamente, variando o cardápio, e sendo possível avaliar seus resultados.

1- Salmão

O ômega-3 está presente nos peixes de água fria, como o salmão, mas também poderá ser encontrado no atum e na sardinha, entre outros. O ômega-3 é um ácido graxo, importante para funcionamento do cérebro e também para o sistema cognitivo. Além do mais, os receptores de serotonina em nosso cérebro se tornam mais eficientes quando ingerimos ômega-3, o que nos torna mais animados e dispostos.

2- Linhaça

Outra fonte importante de ômega 3, também faz parte dos alimentos bons para a memória, revelando efeitos mais positivos ainda quando seus grãos forem germinados. Veja também os 8 Melhores Alimentos Com Ômega 3.

3- Gema dos ovos

Alimento altamente benéfico à saúde de um modo geral, a gema dos ovos apresenta o aminoácido colina, muito importante para as células nervosas, memória e aprendizado.

4- Cereais integrais

O consumo de carboidratos de boa procedência, abaixo do indicado, provocará dificuldade de memorização, concentração e cognição. Por esse motivo, é importante que eles estejam em nossa alimentação diária.

5- Açafrão

Ajuda a inibir a morte dos neurônios. Deverá ser adicionado ao alimento, uma vez ao dia, não excedendo 1 colher de chá. Pouco difundido, o açafrão é um dos alimentos bons para a memória. Veja também outros benefícios do açafrão.

6- Uvas

As uvas contêm fisetina*, além de serem ricas em flavonoides (quanto mais escuras, melhor), que em conjunto ajudam a regenerar as células, evitando a morte dos neurônios.

7- Vinho

Pelos mesmos motivos relacionados às uvas, o vinho apresenta as mesmas propriedades, sendo também antioxidante.

8- Quinoa

Acelera as trocas de mensagens pelo cérebro.

9- Chá verde

As propriedades do chá verde se estendem ao chá branco e ao vermelho. Seus efeitos são similares ao vinho e uvas, sendo também rico em flavonoides, que são importantes para o desenvolvimento e manutenção da boa memória.

10- Ginseng

Uma colher de chá de ginseng no suco, pela manhã, ajuda a ativar o estado de alerta, devido ao aumento no volume de dopamina, o hormônio responsável por essa função.

11- Vitaminas do complexo B

É encontrada nas carnes vermelhas, no fígado, nas aves e nos ovos principalmente, também nas leguminosas (feijões, lentilhas), e sementes (castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, etc), que contribui para o desenvolvimento e fortalecimento do sistema nervoso, melhorando a comunicação entre os neurônios.

12- Morangos

Outra fruta rica em fisetina*.

*Fisetina é um fitoquímico, excelente para a memória, porque fortalece, ao mesmo tempo que estimula a formação de novas conexões entre os neurônios.

Remédios X Memória

O uso de alguns medicamentos também poderá interferir diretamente na memória. São eles: antidepressivos, relaxantes musculares, tranquilizantes, soníferos, ansiolíticos, anti alérgicos, analgésicos fortes, etc. Informe seu médico caso note a interferência direta de algum desses medicamentos.

Outros fatores

Além da alimentação incorreta e do uso de alguns medicamentos, há outros fatores que poderão comprometer o bom funcionamento do cérebro. São eles:

  • Álcool
  • Drogas
  • Insônia
  • Fumo
  • Depressão

Exercite seu cérebro

Quem disse que somente o corpo precisa de exercícios? O cérebro, assim como todo o corpo, também necessita ser estimulado diariamente, para fazer novas conexões. Coisas bastante simples poderão trazer resultados bastante interessantes:

  • Ler. É uma excelente forma de manter o cérebro em funcionamento.
  • Ande de trás pra frente pela casa.
  • Escove os dentes segurando a escova com a outra mão.
  • Tente escrever com a mão esquerda, se você for destro, e vice-versa.
  • Faça caminhos diferentes para ir a lugares comuns.
  • Quando chegar de algum passeio, escreva detalhadamente o lugar aonde esteve, para isso, será necessário prestar muita atenção ao ambiente, tentando memorizar tudo que for possível.
  • Gosta de quebra-cabeça? Ótimo exercício para o cérebro.
  • Jogos de raciocínio e memorização como Sudoku são excelentes.
  • Aprenda a praticar meditação. É uma forma de “limpar” os pensamentos sabotadores, dando lugar a coisas mais edificantes.

Considerações finais

Ter uma dieta com alimentos bons para a memória aliada a exercício físico, terapias ocupacionais e técnicas de memorização ajudarão a melhorar consideravelmente a memória. Com o tempo, as mudanças vão se incorporando à rotina, desta forma, nosso cérebro irá se tornando mais ágil, respondendo mais rapidamente aos estímulos.

Veja também: Levantar Peso Ajuda a Melhorar a Memória – Pesquisa Revela

Salvo exceções, onde o comprometimento da memória tenha uma causa patológica, os lapsos são comuns a todos e não deverão ser motivo de preocupação, mas, na dúvida, procure seu médico.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Quais alimentos pretende incluir na sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário