6 Mitos Sobre Academia que Você Deveria Saber ao se Matricular

Especialista:
atualizado em 14/01/2020

A popularização das academias e do estilo de vida saudável vem crescendo cada vez mais recentemente. Muitas pessoas matriculam-se para evoluir seu físico, algumas para melhorar sua performance atlética e outras apenas para manter seu corpo saudável.

Com a pressão natural da cultura moderna, é fácil acabar sendo pego pela moda. Ver as pessoas saudáveis exibindo por aí seus corpos atraentes de alguma forma pressiona quem está fora desse mundo a adentrá-lo. No entanto, se não formos cuidadosos, entrar na academia somente por questões estéticas pode até ser prejudicial à nossa saúde.

Primeiramente, pense por que motivo você está indo para a academia. Quais são seus objetivos principais? Você pretende aparentar e se sentir saudável, certo? Provavelmente não quer acabar saindo de lá pior do que antes neste sentido.

Esses perigos ocorrem quando seguimos alguns mitos que se disseminam pelo mundo fitness, privando-nos dos benefícios que ir à academia pode nos trazer. Portanto, vamos a partir de agora desvendar os mais comuns, que você não deve acreditar de maneira alguma, colocando-se no caminho correto para atingir suas metas de boa forma!

1. Não há como perder gordura localizada específica

Nosso corpo é geneticamente predisposto a alocar mais gordura em determinadas áreas deste. Para muitos, a região central do corpo e da barriga, o que provoca a tão odiada barriguinha. Para outros, são as pernas e glúteos que sofrem, ou até os braços.

Infelizmente, essas áreas são realmente teimosas, sendo as primeiras a ganharem gordura e as últimas a perderem. Muitos caem no conto de que é possível eliminar esta gordura localizada, mas a verdade é que não existem exercícios que possam passar por cima da genética de nosso corpo.

O melhor a se fazer é concentra-se em reduzir a gordura corporal por inteiro, usando rotinas de exercícios completas e uma dieta para perder peso eficaz. Você precisa ser paciente, pois com determinação essas temíveis áreas vão perder as gordurinhas!

2. Só os abdominais não vão criar seu tanquinho

Fazer centenas de abdominais diariamente não vai revelar seus quadradinhos de um dia pro outro! Na verdade, é mais fácil isso te causar dores na coluna e no pescoço, se o exercício for feito demasiadamente e da forma incorreta.

Abdominais NUNCA vão queimar gordura da barriga. Se o seu abdômen já não for completamente magro, o primeiro passo para revelar seu tanquinho é começar a diminuir o seu percentual de gordura – principalmente através de exercícios aeróbicos.

Quando estiver finalmente pronto para isso, utilize exercícios como a prancha em vez dos abdominais, pois ela abrange uma maior porção de músculos do abdômen e do core, treinando os músculos de forma mais natural e estável.
Se feito em conjunto com um plano de exercícios completo, você pode realmente criar um abdômen tanquinho e melhorar sua postura sem se lesionar!

3. Não se esqueça dos exercícios complementares

Para quem está em busca da definição muscular do peitoral, pode parecer uma boa ideia focar-se primariamente em exercícios como o supino.

No entanto, concentrar-se somente neste tipo de exercício pode causar um desequilíbrio muscular. Sem os exercícios auxiliares para compensar, você pode acabar com ombros enfraquecidos, dores no peito e até problemas de respiração. E é possível que sua aparência fique muito desproporcional.

Sempre concentre-se em construir um físico equilibrado e porporcional, enfatizando levemente áreas pouco exploradas dos seus músculos. Treinar somente um grupo muscular específico pode acabar nada bem. Tenha certeza de variar também o tipo de seu treino, misturando força e performance.

4. Levantar pesos não necessariamente te deixa musculoso

Esse é um equívoco recorrente entre muitas mulheres que costumam frequentar a academia, que se agarram aos seus aparelhos aeróbicos preferidos e nada mais. Sim, levantar peso não causa um crescimento muscular explosivo, nem para homens e muito menos para mulheres.

Na verdade, músculos muito grandes não crescem de forma muito simples, por acidente. É preciso um ganho de peso progressivo suportado por uma dieta específica para ganho de massa muscular. Muitos homens batalham anos para conseguir chegar a esse objetivo, inclusive.

Geneticamente, é ainda mais difícil para mulheres obterem músculos avantajados. Seus níveis de testosterona são menores, e por isso ganhar massa muscular é ainda mais desafiante para elas. Não tenha medo de levantar uns pesos e malhar um pouco nas suas próximas idas à academia!

5. Sem dor, sem ganho?

A chave para desenvolver sua performance na academia é sempre estender seus limites com o passar do tempo. Vai ser duro, você vai suar e se sentir confortável algumas vezes. No entanto, você nunca deve sentir dor, durante nenhum exercício.

A dor é um indicador de uma lesão, e passar por cima dela vai somente deixar tudo pior. A famosa técnica da falha muscular, inclusive, deveria ser usada com moderação, já que é bastante desgastante para o corpo. Aquela dorzinha pós-musculação vem e vai, principalmente se você acabou de começar a fazer um novo exercício. Mas nunca pense que seu treino não valeu a pena sem ela.

Concentre-se em crescer cada vez mais, semana a semana, mas faça isso de forma lenta, progressiva e segura. Se você sente dor durante um exercício, precisa parar um pouco e recuperar-se, se não, isso pode te tirar da ativa por um tempo.

6. Muito tempo na academia não significa maior crescimento

Lembre-se sempre de que seu corpo tem uma certa capacidade de crescimento e recuperação. Ultrapassar essas fronteiras só vai afetar a sua recuperação e parar o seu progresso. Você deve treinar duro para desenvolver seus músculos, mas também permiti-los o tempo necessário para se recuperarem e crescerem mais fortes.

Em vez de ficar horas na academia malhando, concentre-se em 45 minutos a 1 hora intensa de treino. Mais do que isso, você não estaria usando seu temp ode forma efetiva, causando o famoso overtraining. Em relação à frequência, 3 idas por semana à academia, com um dia de intervalo para recuperação, é o ideal para a maioria.

A menos que você seja um levantador de peso avançado, que usa rotinas e planos de exercícios de especialistas, não vá para a academia mais de 5 vezes por semana!

Você acreditava em algum destes mitos sobre o mundo da musculação que listamos acima? Qual deles? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário