7 Comidas Exóticas Que Podem Fazer Bem à Sua Saúde

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Comida estranha é o que não falta mundo afora. Tem perna de sapo, carne de jacaré, tarântula, caviar e até sopa de ninho de pássaro. Entretanto, apesar desses pratos serem um tanto quanto diferentes, pelo menos na maior parte de nosso país, certos benefícios à saúde são creditados a alguns deles. Confira quais são eles na lista abaixo:

1. Tarântula frita

Tarântula

No Camboja, país asiático, é possível encontrar nas ruas das cidades a tarântula frita, oferecida como um petisco que é preparado com sal e alho. Apesar de não haver nenhuma informação nutricional disponível sobre o alimento, é atribuído a ele o alívio de dores nas costas, além do auxílio a crianças que sofram de problemas respiratórios.

2. Gafanhoto

Gafanhoto

Já no México, um prato exótico que podemos encontrar é o gafanhoto. Depois de lavado, o inseto é tostado com alho, suco de limão e sal, o que resulta em um prato crocante.

Ele é uma excelente fonte de proteínas, já que existem 14 g do nutriente em um gafanhoto grande. O alimento ainda é pobre em gorduras e carboidratos, tendo 3,3 g e 2,2 g, respectivamente, nessa mesma proporção.

Outra importante substância presente no inseto é o ferro: há 3 mg em um grande, o que corresponde a 16% da quantidade do nutriente recomendada por dia. Entre os benefícios que o ferro oferece ao organismo estão a formação de hemoglobina, o transporte de oxigênio pelo organismo, a função muscular, o tratamento de doenças crônicas como insuficiência renal e prevenção a anemia.

3. Sopa de ninho de pássaro

Sopa de ninho de pássaro

A sopa de ninho de pássaro é um delicado prato oriundo da China. Criado por espécies de andorinhão, o ninho comestível é feito com a saliva dessas aves ao invés de galhos e ramos. Esse processo dá origem a uma substância gelatinosa, que ao ser dissolvida em água transforma-se em uma sopa.

Isso resulta em um prato rico em cálcio, ferro, potássio e magnésio, que além de contribuir com a digestão, ajuda a melhorar o foco e pode auxiliar o sistema imunológico.

4. Lagarta

Comendo lagarta

O local onde é lagarta é encontrada no cardápio da população é Botswana, um país africano. Frita ou crua, ela é preparada com cebola, tomates e pimentas. O prato é rico em ferro, com 35,5 mg a cada 100 g, e em proteínas, com 28,2 g a cada 100 g.

As proteínas são importantes para o corpo humano porque ajudam na formação e contração adequada dos músculos e melhoram o sistema imunológico.

5. Farofa de formiga

4e-farofa-de-formigas

Se você acha que é só do outro lado do mundo que as comidas exóticas aparecem no cardápio da população, saiba que está bastante enganado. Por aqui no Brasil, em algumas áreas rurais da região Sudeste é possível encontrar a farofa de formiga. Feita com a içá ou a saúva, a promessa é que a receita fica com um gosto crocante, parecido com o amendoim.

E essa farofa também faz bem à saúde: seu ingrediente principal – a formiga – é rico em importantes nutrientes como proteína e fósforo, além de possuir pouca gordura.

6. Cérebro de macaco

Cérebro de macaco

Está precisando de nutrientes como proteínas, vitaminas e fósforo? Que tal experimentar a iguaria de cérebro de macaco? Pois bem, na África já é um costume antigo preparar receitas com o órgão do animal.

Por lá, eles lavam o cérebro, misturam com vinagre ou suco de limão, retiram as membranas e vasos sanguíneos da superfície, conservam em salmoura e cozinham, antes de servir.

Se você acha muito estranho comer o cérebro de um ser vivo, saiba que existem ainda outras opções como o gorila – que é considerado afrodisíaco – e os de porco, cordeiro e carneiro, que são utilizados em receitas nas áreas rurais da Europa.

7. Morcego à caçarola

Morcego

Esse é um prato apreciado na China, no Vietnã e no sudeste da Ásia. Para preparar a receita, são escolhidos os morcegos que se alimentam de frutas, por não serem venenosos, terem uma dieta saudável e possuírem pouca gordura.

Com a textura de sua carne comparada à do frango, também é creditado ao morcego o aumento na potência sexual masculina e maior longevidade.

Caso um dia você faça uma viagem para um desses lugares citados na lista, pense duas vezes antes de recusar uma porção ao se deparar com algum desses alimentos. Eles podem parecer nojentos e que não possuem um sabor muito apetitoso, mas tendo em vista que podem ser benéficos à saúde do organismo e que muitas pessoas dessas localidades se alimentam com eles há certo tempo, não custa nada dar uma chance.

E aí, o que achou da nossa lista? Teria coragem de comer alguma dessas comidas excêntricas em prol da sua saúde? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “7 Comidas Exóticas Que Podem Fazer Bem à Sua Saúde”