Ácido lático – O que é, causas, sintomas e dicas

Especialista da área:
atualizado em 28/11/2020

O ácido lático é uma substância produzida quando fazemos um grande esforço físico. Assim, quando praticamos atividades intensas, como a corrida, há o acúmulo dessa substância nos músculos, o que pode causar cãibras musculares e outros problemas.

  Continua Depois da Publicidade  

Vamos então entender qual é a real função do ácido lático no organismo e, além disso, falar um pouco sobre sua aplicação na estética.

O que é ácido lático?

ácido lático na corrida

O ácido lático é um resíduo de um dos processos que nossas células usam para produzir energia de forma rápida.

Esse processo ocorre por meio da quebra de carboidratos como a glicose.

Então, o ácido lático nada mais é do que um subproduto do metabolismo desses carboidratos para produção de energia. Mas sua produção não acontece apenas durante a realização de exercícios, pois uma série de condições de saúde podem levar ao acúmulo dessa substância.

Para que serve o ácido lático

Em um treino mais pesado, nossos músculos precisam de energia extra para manter a força. Assim, eles recorrem a uma outra forma de produção de energia, que é a quebra da glicose, sem a utilização de oxigênio.

Dizemos então que essa energia é obtida através da respiração anaeróbica, um tipo de reação que não precisa de oxigênio para acontecer.

Esse processo é totalmente diferente do que acontece quando realizamos atividades que requerem menos energia, como caminhar. Nesse caso energia é produzida por meio da respiração aeróbica, já que o suprimento de oxigênio para os músculos é suficiente.

Acúmulo de ácido lático

Durante a realização de atividades físicas intensas, como um treino aeróbico HIIT por exemplo, o ácido lático pode se acumular nos músculos e na corrente sanguínea. E é aí que as cãibras e a sensação de queimação durante exercícios de repetição surgem.

Mas, mesmo que esse acúmulo aconteça, trata-se de um problema temporário, e o próprio metabolismo dá conta de se livrar desse excesso.

  Continua Depois da Publicidade  

No final da atividade, a respiração continua mais rápida e ofegante, o que permite que você inspire mais oxigênio do que o normal. E esse oxigênio extra reage com o ácido láctico em excesso, fazendo com que as cãibras e a fadiga desapareçam.

Sintomas do acúmulo de ácido lático

O acúmulo de ácido lático pode causar sintomas como:

  • Dor muscular;
  • Respiração rápida ou dificuldade para respirar;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Suor;
  • Desorientação;
  • Fraqueza muscular;
  • Queimação nos músculos;
  • Exaustão.

Causas do acúmulo de ácido lático

A principal causa da acidose lática, como já mencionamos, é o exercício intenso. Nesses casos, o ácido lático só se acumula durante o exercício.

Mas, existem algumas condições de saúde que também podem causar acidose lática, e as mais comuns são:

  • Doenças cardíacas: Condições de saúde como insuficiência cardíaca ou até mesmo um ataque cardíaco reduzem o fluxo de sangue e de oxigênio pelo corpo, aumentando os níveis sanguíneos de ácido lático;
  • Sepse: A sepse é uma infecção grave que afeta todo o corpo, causada normalmente por bactérias, e que pode limitar o fluxo de oxigênio no organismo;
  • Uso de medicamentos: Alguns medicamentos como o paracetamol, a metformina usada no tratamento da diabetes e os inibidores da transcriptase reversa usados para tratar o HIV também podem resultar em acidose lática. Além disso, tais medicamentos podem prejudicar o funcionamento do fígado e dificultar o metabolismo do lactato;
  • Alcoolismo: Consumir álcool em excesso pode causar problemas como a cetoacidose alcoólica e a acidose lática;
  • Síndrome do intestino curto: Mesmo sendo uma doença rara, essa síndrome pode causar um acúmulo de ácido lático no organismo devido ao crescimento de bactérias no intestino delgado.

O que fazer

A forma mais eficaz de lidar com a alta concentração de ácido lático é identificando o problema através do diagnóstico médico e tratando a causa, e os tratamentos variam de acordo com o agente causador.

Já para pessoas que passam mal durante atividades físicas, o ideal é procurar um treino mais leve ou realizar pausas para descansar durante os exercícios, além de se manter bem hidratado.

O uso do ácido lático na estética

O ácido lático é muito utilizado na estética como um agente de limpeza em vários produtos cosméticos para a pele e cabelos.

Nesses casos, o ácido lático natural ou sintético é incluído nas fórmulas de shampoos, maquiagens e outros produtos usados, ajudando a remover resíduos e deixar a pele mais limpa e saudável.

  Continua Depois da Publicidade  

Outro uso do ácido lático na estética é no tratamento de manchas na pele. O procedimento, chamado de peeling, age como uma esfoliação acelerada, e é feito usando alguma substância que provoque um “dano controlado” no local de aplicação, como o ácido lático por exemplo.

Um estudo realizado em São Paulo mostrou que o peeling com ácido lático ajuda a tratar o melasma resistente, que é uma hiperpigmentação facial, que atinge principalmente mulheres.

Dicas

  • Respeite seus limites durante a prática de exercícios físicos, para evitar o aparecimento de sintomas mais graves;
  • Beba bastante água, uma vez que a hidratação ajuda a remover o excesso de ácidos do organismo;
  • É importante também manter uma boa alimentação e dormir bem, para que seu corpo se recupere melhor da atividade física;
  • Em casos de ácido lático alto por causa de um medicamento ou problema de saúde, não deixe de conversar com um médico para determinar o melhor tratamento;
  • Sintomas leves de acidose lática durante ou logo após um treino são normais. Significa que seu corpo se esforçou e está se recuperando. Entretanto, se os sintomas persistirem, é sinal de que algo está errado e você deve procurar ajuda.
Fontes e Referências Adicionais

Você já sofreu com sintomas do acúmulo e ácido lático no organismo? O médico especializado passou que exame e tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 3,33 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Ácido lático – O que é, causas, sintomas e dicas”