Home » Estética » Ácido Salicílico – O Que é, Para Que Serve e Como Funciona

Ácido Salicílico – O Que é, Para Que Serve e Como Funciona

Ácido salicílico

A palavra “ácido” não costuma causar uma boa sensação, pois os nossos pensamentos são direcionados a queimaduras químicas assustadoras. Mas os ácidos são, na verdade, alguns dos produtos mais benéficos disponíveis para os cuidados com a pele, mas isso só é possível quando eles são utilizados nas concentrações exatas.

  Continua Depois da Publicidade  

O ácido salicílico tem se tornado muito conhecido devido a sua eficácia. O seu uso para o cuidado com a pele está em ascensão e já é possível encontrar uma infinidade de diferentes produtos contendo a substância.

Embora para muitas pessoas usar algum tipo de ácido faça parte da rotina diária de cuidados com a pele, é importante conhecer os benefícios de cada um e o que é certo para você.

Para ajudar você a aproveitar ao máximo o uso deste produto, reunimos informações para explicar o que é o ácido salicílico, para que serve, como funciona e como você pode obter resultados ideais ao usá-lo em sua pele.

Ácido salicílico – O que é?

O ácido salicílico é também conhecido como ácido beta-hidroxi. É uma substância que serve para o tratamento de uma variedade de problemas da pele.

  Continua Depois da Publicidade  

A substância é obtida a partir de plantas (folhas de salgueiro branco e invernal) ou também sintetizada, é versátil e possui ações bacteriostáticas, fungicidas e queratolíticas.

Ele é utilizado como conservante de alimentos e como antisséptico em cremes dentais. É um agente presente em peelings, pomadas, cremes, géis e aplicado para reduzir a descamação da pele ou do couro cabeludo na psoríase. É o ingrediente ativo de muitos produtos para a pele e para o tratamento da acne, uma vez que faz com que as células da pele se desprendam mais prontamente, impedindo-as de entupir os poros.

Como potente anti-inflamatório, é um dos principais ingredientes da aspirina. Ele também apresenta produtos projetados para acalmar o estômago e reduzir a náusea.

O ácido salicílico existe há muito tempo. É comercializado em soros e limpadores em concentrações entre 0,5% e 2%. Também é usado em concentrações mais altas como um agente no peeling para o tratamento de acne, cicatrizes de acne, melasma, danos causados ​​pelo sol, manchas da idade e remoção de verrugas em clínicas de dermatologia.

Para que serve?

O ácido salicílico trabalha para melhorar a pele de duas formas: esfolia a superfície da pele e reduz a inflamação. Os beta hidroxiácidos têm funções diferentes, dependendo do que você está usando.

Existem dois tipos, os alfa hidroxiácidos, que esfoliam suavemente a camada superior da pele para suavizar e uniformizar o tom da pele, e beta, que têm poderes esfoliantes similares com a vantagem adicional de desobstruir os poros e agir como um agente antibacteriano.

  Continua Depois da Publicidade  

Como funciona?

Suas fortes propriedades ácidas permitem que ela penetre até mesmo nas camadas mais difíceis da pele, dissolvendo as ligações que mantêm cada camada unida. O ácido salicílico age no amolecimento da “cola” que mantém todas as células mortas juntas, desobstruindo todos os detritos dos seus poros e limpando as células da sua pele.

O ácido salicílico não trabalha somente na limpeza da pele, mas também para nutrir e é muito eficaz contra a vermelhidão e irritação, muitas vezes causada pele pele inflamada que é muito seca para segregar muitos dos seus óleos naturais.

Benefícios para a pele

  1. Ação esfoliante: O ácido salicílico é um excelente esfoliante para a pele. Ele dissolve as células mortas e a pele escamosa. Também remove a sujeira da superfície da pele e de dentro dos poros, purificando a pele e promovendo uma aparência impecável.
  2. Eficaz no combate a acne: O ácido salicílico é comumente encontrado em produtos para cuidados da pele e acne. Isso acontece porque ele ajuda a reduzir a inflamação da acne, alivia a acne dolorosa, reduz a pele oleosa e desobstrui os poros, além de acelerar o processo de cicatrização de acne e manchas. Tudo isso ajuda a tratar a acne e evitar o seu aparecimento.
  3. Reduz as cicatrizes e manchas de acne: Se você é vitima da acne, certamente tem cicatrizes e manchas na sua pele, e pode ter interesse em experimentar o ácido salicílico. Ele é eficaz para reduzir a descoloração e nivelar o tom da pele.
  4. Abre os poros entupidos: O ácido salicílico aumenta a circulação. Ele ajuda na circulação eliminando resíduos, sujeira e poluição para fora dos poros de peles oleosas com poros entupidos.
  5. Reduz a oleosidade: Quando aplicado à pele oleosa, o ácido salicílico quebra os compostos gordurosos, com a gordura da própria pele ou com a ajuda de óleos naturais. Essa condição ajuda a eliminar o excesso de oleosidade da pele. 
  6. Reduz os poros grandes: O fato de “apertar” a pele e reduzir a oleosidade ajuda o ácido salicílico a reduzir os poros grandes. Suas propriedades adstringentes trabalham para diminuir os poros grandes, dando à pele uma aparência mais suave.
  7. Promove o anti-envelhecimento: O ácido salicílico aumenta a renovação celular, o que acelera a taxa de crescimento da pele. Essa ação permite a rápida reparação de células danificadas da pele e aumenta a produção de colágeno, contribuindo para uma pele suave e jovem. 
  8. Reduz a inflamação da pele: Ele é bom para reduzir todos os tipos de inflamação e vermelhidão na pele. Esse benefício é eficaz para inflamação de acne, eczema, queimaduras e muito mais.
  9. Solta cravos: Ao abrir os poros, o ácido salicílico ajuda a soltar e espremer cravos.
  10. Dissolve as verrugas: Uma concentração de 10% a 30% de ácido salicílico é recomendada para dissolver as verrugas. Um estudo mostra que 81% dos pacientes removeram ou perceberam grande melhora após apenas duas semanas de uso de ácido salicílico a 26%. Outros estudos tiveram taxas de cura semelhantes (cerca de 70%).

Cuidados importantes

Alguns cuidados são importantes na hora de incluir o ácido salicílico na sua rotina. Fique atento.

  Continua Depois da Publicidade  

  • É fundamental conhecer os produtos que você está usando, pois o ácido salicílico é frequentemente incorporado em fórmulas agressivas. Se por acaso você tem uma pele sensível, garanta que esse produto é especificamente projetado para ser suave na pele e não abrasivo.
  • O uso do ácido salicílico pode desencadear um processo chamado purga. Essa é uma referência ao tipo de fuga que ocorre após o uso de um ingrediente ativo. Esse processo ocorre porque o ácido salicílico está rapidamente removendo as células da camada superficial da pele e as fugas e os óleos que estavam abaixo dessa camada estão agora expostos e potencialmente irritados. Geralmente, aparece de uma a duas semanas após o início do uso do ativo.
  • É possível esfoliar a pele com qualquer produto, por isso preste atenção à sua pele em busca de sinais de esfoliação excessiva, como irritação, secura, aperto ou flacidez.
  • O ácido salicílico funciona bem com quase todos os ingredientes para o cuidado da pele, mas algumas peles não reagem bem com muitos compostos ativos usados ao mesmo tempo.
  • Peles muito secas podem sentir irritação e desconforto após a aplicação de produtos à base de ácido salicílico. Se isso acontecer com você, procure usar o produto uma vez a cada duas semanas.

Como usar o ácido salicílico?

Faça o teste antes de iniciar o uso. Aplique uma pequena quantidade do produto em uma ou duas pequenas áreas que você deseja tratar por 3 dias quando começar a usar este medicamento pela primeira vez. Se nenhuma reação ou desconforto ocorrer, use o produto conforme indicado na embalagem ou no rótulo da receita.

Vale ressaltar que quando começar a usar, sua pele pode ficar seca. Para evitar isso, você pode aplicar o produto com menos frequência no início e, em seguida, gradualmente começar a aplicar o produto com mais frequência após a sua pele ter se ajustado à medicação.

Se a sua pele ficar seca ou irritada a qualquer momento durante o tratamento, você poderá aplicar o produto com menos frequência. Converse com seu médico ou verifique o rótulo da embalagem para mais informações.

Para obter o máximo de ácido salicílico em sua rotina de cuidados, siga os passos relacionados abaixo.

  1. Comece limpando sua pele com um produto apropriado. Certifique-se de enxaguar completamente. Para peles mais oleosas, use um produto específico para reduzir o excesso de óleo e sujeira.
  2. Aplique o ácido salicílico. Se for um gel ou loção, aplique uma quantidade do tamanho de uma ervilha e massageie na pele em movimentos ascendentes. Se estiver na forma de líquido ou toner, você pode optar por aplicá-lo com um algodão ou dispensá-lo cuidadosamente nos dedos e esfregá-lo no rosto.
  3. Aguarde entre 15 a 30 minutos antes de aplicar quaisquer outros produtos na pele. Isso permite que o ácido salicílico esfolie e tenha tempo suficiente para o pH da pele se reajustar.
  4. Não lave o ácido salicílico, pois ele será absorvido pelos poros e estará fornecendo à sua pele todos os benefícios.
  5. Continue com a sua rotina de cuidados com a pele. Procure aplicar os demais produtos nesta ordem: outros ativos como ácido glicólico, vitamina C, essências hidratantes e soros, loções e hidratantes. Não se esqueça do protetor solar para o rosto durante o dia.

Onde encontrar ácido salicílico?

O ácido salicílico é versátil e pode ser encontrado em uma variedade de fórmulas, incluindo limpadores, toners, soros, hidratantes, sabonete, creme e pomada.

As pessoas que possuem uma pele saudável e querem apenas fazer uma manutenção de beleza podem optar pelos produtos como sabonete, creme e até mesmo a pomada que são vendidos em farmácias ou lojas de cosméticos. Esses produtos comercializados possuem uma concentração de ácido salicílico menor, geralmente entre 0,5% a 3%.

Para casos mais severos de oleosidade e acne, é mais adequado consultar um dermatologista, que receitará uma fórmula com uma concentração indicada para a gravidade do problema.

Este ácido também é utilizado em peelings. Esse procedimento deve ser feito somente por profissionais qualificados, devido às concentrações altas deste ativo, que são de aproximadamente 35%.

Como potencializar os resultados?

  • Mantenha bons hábitos de cuidados com a pele. Lave o rosto com produtos adequados pela manhã e antes de dormir. Regularmente lave o cabelo também, isso ajudará a manter a oleosidade sob controle.
  • Invista em uma alimentação rica em frutas, vegetais e outros alimentos integrais. Beba muita água para manter sua pele hidratada.
  • Inclua na dieta alimentos como leite, ovos, cenoura e peixe. Eles são ricos em vitamina A e contribuem muito para a pele saudável.
  • Um pouco de sol pode realmente ajudar a secar espinhas, mas a exposição precisa ser feita com cuidado. Se você estiver usando ácido salicílico ou outros medicamentos, você pode estar mais propenso a queimaduras, então o uso do protetor solar é fundamental.
  • Trate as espinhas suavemente. Esfregar, estourar e pegar demais só vai piorar as coisas. Usar produtos de limpeza agressivos ou muito atrito pode estimular sua pele a produzir mais óleo, causando erupções que podem resultar em cicatrizes.
  • Leia os rótulos dos produtos de cuidados da pele que você compra antes de usá-los. Discuta quaisquer ingredientes desconhecidos com o seu médico antes de usar.

Efeitos colaterais

O ácido salicílico tópico pode causar efeitos colaterais. Informe o seu médico se algum destes sintomas não desaparecer.

  • Irritação na pele;
  • Ardor na área onde você aplicou o ácido salicílico tópico.

Alguns efeitos secundários podem ser graves. Se sentir algum destes sintomas, contacte o seu médico imediatamente.

  • Confusão;
  • Cansaço extremo ou fraqueza;
  • Dor de cabeça;
  • Respiração acelerada;
  • Zumbido nos ouvidos;
  • Perda de audição;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarréia.

Se você tiver algum dos seguintes sintomas, pare de usar ácido salicílico e procure ajuda médica imediatamente.

  • Urticária;
  • Aperto na garganta;
  • Dificuldade ao respirar;
  • Inchaço dos olhos, face, lábios ou língua.

Contraindicação

Ácido salicílico não deve ser usado em nenhum paciente conhecido por ser sensível ao ácido salicílico ou qualquer outro ingrediente listado.

O ácido não deve ser usado em crianças menores de 2 anos de idade.

Não use este medicamento sem o conselho do seu médico se estiver grávida ou amamentando.

A eficácia dos tratamentos com o ácido salicílico teve evidências comprovadas. Muitos estudos foram realizados e eles demonstraram que este é um método de tratamento surpreendentemente e eficaz para o tratamento da acne. Se está buscando uma alternativa para o seu tratamento, vale a pena investir no ácido salicílico.

Referências adicionais:

Você já utilizou algum produto com o ácido salicílico para a sua pele? Como foram os resultado obtidos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (18 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. ácido salicílico gel despigmentante de sobrancelhas 30% funciona com despigmentaçao de sobrancelhas? grata

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*