Óleo de rícino

13 Benefícios do Óleo de Rícino Para Pele – Como Usar e Dicas

O óleo de rícino é usado há milhares de anos como um poderoso tratamento natural para uma variedade de problemas de saúde. É eficaz para ajudar a aliviar a constipação, crescimento dos cabelos, cílios e sobrancelhas, mas também há muitos benefícios do óleo de rícino para pele e ele tem aparecido constantemente em todo o mundo da beleza.

É fato que o óleo de rícino já existe há algum tempo, então o que despertou o súbito interesse no mundo da beleza de hoje? Bem, ele é composto por minerais, vitaminas e ácido ricinoleico, que é um ácido graxo ômega-9 e 6 insaturado que também ganhou grande popularidade por suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Vamos evidenciar os benefícios do óleo de rícino para pele, além de algumas dicas de como usar e alcançar resultados relevantes mais abaixo.

Óleo de Ricino – O que é?

O óleo de rícino, também conhecido como óleo de mamona, é um vegetal derivado das sementes da planta de mamona Ricinus communis. É cultivado principalmente na Índia, África e América do Sul, porém a Índia é a líder mundial na produção.

O óleo é produzido a partir da prensagem das sementes e não é considerado um óleo comestível. Na aparência, é um líquido translúcido e muito utilizado como ingrediente em cosméticos, sendo considerado uma importante matéria-prima de base biológica para sabonetes, óleos de massagem e até mesmo medicamentos.

Há inúmeros benefícios do óleo de ricino para pele surpreendentes. Confira abaixo quais são os melhores.

Benefícios

O óleo de ricino contém uma substância chamada ácido ricinoleico, que é um ácido graxo ômega-9 insaturado. Este elemento em particular é frequentemente apontado como a principal razão pela qual este óleo tem tantos benefícios para a saúde da pele.

Vamos então conhecer suas vantagens:

1. Prevenção de rugas

Os radicais livres são responsáveis por acelerar o processo de envelhecimento e o aparecimento de sinais de expressão e rugas antes do tempo. O óleo de rícino ajuda a prevenir isso, pois ele é composto por antioxidantes que combatem os radicais livres, permitindo uma pele jovem por mais tempo. Além disso, quando aplicado na pele, ele penetra profundamente e estimula a produção de colágeno e elastina, ajudando a amaciar e hidratar.

2. Combate à acne

As bactérias do seu rosto podem entupir os poros e causar a acne, que é uma irritação cutânea comum que pode incluir lesões leves ou graves. Aqueles que têm predisposição a acne costumam fugir da maioria dos óleos, pois eles tendem a obstruir os poros e agravar o problema, mas na verdade há benefícios do óleo de ricino para pele nesse sentido, devido às suas propriedades anti-inflamatórias e sua concentração de ácido ricinoleico, que penetra nas camadas da pele e combate as bactérias causadoras da acne.

3. Redução do inchaço facial

Devido a suas propriedades anti-inflamatórias, o óleo de rícino ajuda a reduzir as bolsas embaixo dos olhos e também o tamanho das espinhas inflamadas.

4. Hidratação da pele

O óleo de rícino tem um alto poder de hidratação. Os ácidos graxos altamente concentrados penetram facilmente na pele ajudando na remoção de manchas e restaurando a hidratação da pele. Também retém a umidade, fato que contribui com a prevenção das rugas, deixando um aspecto mais jovem, brilhante e saudável.

5. Calmante para queimaduras solares

O óleo de rícino pode aliviar as dores causadas por queimaduras solares. Isso é possível devido às suas propriedades anti-inflamatórias, além do seu alto poder de hidratação que ajuda a reduzir o processo de descamação.

6. Hidratante para lábios secos

É muito comum encontrar o óleo de rícino na composição de batons, mas se o objetivo é hidratar, você pode utilizá-lo diretamente nos lábios. Caso o sabor não seja agradável, misturar com outro óleo, o de coco, por exemplo, é uma boa opção.

7. Ajuda a reduzir cicatrizes

Esse é mais um dos benefícios do óleo de rícino para pele devido aos ácidos graxos presentes em sua composição, pois eles penetram profundamente na pele e estimulam o crescimento de tecidos saudáveis ​​ao redor das cicatrizes, além da produção de colágeno.

É claro que os resultados não serão visíveis da noite para o dia. Ele funciona lentamente e é necessário regularidade no seu uso para ver os resultados.

8. Impede e trata as estrias durante a gravidez

As estrias são o resultado do alongamento da pele em um curto espaço de tempo, que é o que ocorre durante a gravidez. Os ácidos graxos do óleo contribuem com a elasticidade da pele, principalmente se for usado durante os meses finais da gravidez, evitando o aparecimento de estrias.

Ele também ajuda no tratamento daquelas que já apareceram, clareando as estrias vermelhas e deixando as brancas menos aparentes.

9. Reduz a pigmentação da pele

O óleo de rícino é muito potente para clarear manchas e marcas da pele. A sua eficácia é reconhecida inclusive por médicos dermatologistas, que o receitam para esses tratamentos devido à sua capacidade de reduzir pigmentação. Isso é possível devido ao estímulo do crescimento de um novo tecido na região onde o óleo foi aplicado.

10. Ajuda a desinfetar cortes e arranhões.

As suas propriedades antimicrobianas funcionam como um excelente desinfetante para cortes e arranhões e suas propriedades anti-inflamatórias ajudam a aliviar a dor e o desconforto, além dos ácidos graxos, que estimularão o crescimento de um novo tecido na região machucada.

11. Ajuda a prevenir e tratar assaduras

As assaduras são o resultado da irritação decorrente do atrito da pele com ela mesma, com roupas e outros materiais. Costuma aparecer nas coxas, virilha, axilas, barriga e até nos mamilos. Os benefícios do óleo de rícino para pele no tratamento de assaduras ocorrem devido as suas propriedades anti-inflamatórias e ele é uma ótima opção para hidratar as regiões mais afetadas pela assadura.

12. Limpeza

Os triglicerídeos encontrados no óleo são úteis para remover a sujeira do dia a dia da pele.

13. Tratar erupções cutâneas e irritação

As propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas do óleo de rícino o tornam ideal para o tratamento de erupções cutâneas, coceiras e picadas de insetos.

Como usar?

A versão natural do óleo de rícino costuma ser “grossa” e seu uso de forma pura não é indicado para a pele. O recomendado é misturá-lo a um óleo transportador, como o de coco, amêndoa e até o azeite. Para garantir uma hidratação extra, a manteiga de karité é uma boa opção.

Os especialistas recomendam que a mistura contenha uma proporção de 50/50, ou seja, quantidades iguais para ambos os óleos.

Dicas para usar o óleo de rícino em diferentes situações

Usar o óleo de rícino é muito simples. Sua aplicação deve ser feita de forma diferente, respeitando a necessidade e os resultados que deseja obter. Confira abaixo:

– Hidratação da pele

Aplique o óleo na pele e massageie por alguns minutos para que ela absorva. Utilize uma toalha úmida com água morna, aplique suavemente no local e retire. Aguarde um minuto e repita o procedimento. Lave com água fria e aplique um protetor solar.

– Inflamações

Para as inflamações, a aplicação deve ser feita diretamente na área da pele afetada com a ajuda de um algodão. Deixe agir por uma hora e lave com água corrente.

– Acne

Para casos de acne, a recomendação é iniciar o tratamento pela limpeza do rosto com água morna para abrir seus poros. Depois, é só massagear o rosto com o óleo, fazendo movimentos circulares. Pra esses casos é interessante deixar o óleo agir durante a noite, lavando na manhã seguinte com água fria.

– Hidratação labial

Os lábios ficarão mais hidratados se aplicar o óleo de rícino antes de dormir. Você também pode fazer isso no primeiro horário da manhã. Tem um ótimo resultado e é uma opção mais barata em comparação aos produtos vendidos nas farmácias e lojas especializadas.

– Assaduras

Lave e seque muito bem o local. Faça a hidratação como óleo de rícino e deixe na pele.

– Inchaço na área dos olhos

Aplique suavemente 2 gotas de óleo de rícino misturado com mais algumas gotas de um óleo de sua preferência sob seus olhos. Faça isso todas as noites antes de dormir.

– Manchas existentes

Aplique o óleo de rícino na área afetada com um cotonete limpo. Deixe na pele até ela absorver. Esfregar algumas gotas duas vezes ao dia pode ajudar a reduzir a pigmentação e o melasma.

– Queimadura solar

Aplique o óleo de rícino misturado com óleo de coco (1 por 1) na área afetada por 3 vezes ao dia. Para um melhor resultado aplique a noite e lave na manhã seguinte.

– Cicatrizes e erupções na pele

Para melhorar o aspecto das cicatrizes, você poderá utilizar técnicas diferentes.

  1. Limpe a área afetada, preferencialmente com água morna para abrir os poros e aplique algumas gotas de óleo de ricino, massageando por alguns minutos. Repita duas vezes por dia.
  2. Aplique diretamente na cicatriz e envolva a região com um pano pequeno. Em seguida, coloque uma toalha embebida em água quente por cerca de 20 minutos e abafe o local. Repita todos os dias até a cicatriz desaparecer.
  3. Se a área afetada for pequena, mergulhe um band-aid no óleo e aplique.
  4. Para áreas maiores, mergulhe um pedaço de algodão no óleo e aplique-o diretamente na área da pele afetada. Deixe por uma hora ou durante a noite e lave depois, se quiser. Repita isso algumas vezes por dia para obter resultados mais rápidos.

Tipos

Agora que você já conhece os benefícios do óleo de rícino para pele, é importante distinguir entre os  diferentes tipos d0 óleo.

1. Óleo de mamona preto jamaicano

Para produzir o óleo preto da Jamaica, as sementes são primeiramente assadas. Isso dá ao óleo sua cor escura e cheiro de queimado.

O óleo preto jamaicano possui maior componente purificador devido ao aumento do seu pH, resultante da torrefação das sementes de mamona. Essa condição o torna mais apropriado para reduzir a acne, por exemplo.

2. Óleo de mamona prensado a frio

O óleo de mamona prensado a frio é feito pressionando sementes de mamona orgânicas sem calor envolvido. Sua consistência é amarelada e sua textura mais espessa, além do menor risco de degradar as propriedades curativas naturais do óleo.

É normalmente mais barato do que o óleo negro da Jamaica, e é mais conhecido por suas propriedades calmantes para o cuidado da pele.

No geral, a diferença entre os dois tipos de óleo realmente se resume aos seus processos. Ambos os tipos têm propriedades de cura e hidratação significativas.

Efeitos colaterais potenciais do uso de óleo de rícino na pele

A FDA (órgão americano com a função de controlar os alimentos e medicamentos, através de diversos testes e pesquisas) classificou o óleo de rícino como seguro e eficaz, mas ele tem sua lista de efeitos colaterais e deve ser usado com cautela.

Geralmente, o óleo de rícino não resulta em alergias e sensibilidades cutâneas, de acordo com testes clínicos em humanos.

Sempre realize um teste básico de alergia antes de usar. Aplique algumas gotas de óleo de rícino no braço e deixe-o em contato com a pele durante a noite. Se sentir coceira, erupções ou vermelhidão, provavelmente você é alérgico.

A revisão de segurança também descobriu que a aplicação irritava a pele de algumas pessoas com dermatite. Se este é o seu caso, consulte seu médico antes de usar qualquer novo produto.

Na hora de comprar o óleo de rícino, opte por aqueles que são puros e livres de solventes. Ele é uma excelente opção entre os óleos para ter em casa e usar diariamente na pele. É seguro, relativamente barato, e pode ser usado para manter seu rosto jovem e brilhante, reduzir a acne, o crescimento da pele, irritação, inflamação, as cicatrizes que o incomodam durante anos e outros problemas de pele.

Referências adicionais:

Você já conhecia os benefícios do óleo de rícino para pele? Já experimentou usar esse produto para alguma das aplicações listadas acima? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*