Cicatriz de Abdominoplastia – Cuidados Importantes

Uma cirurgia plástica procurada para melhorar a aparência abdominal é a abdominoplastia. O procedimento consiste em remover excessos e reposicionar os tecidos de pele no abdômen de modo que o abdômen fique “liso”.

Muito procurada após procedimentos como a lipoaspiração para remover o excesso de pele na região abdominal, a abdominoplastia pode remover também acúmulo de gordura local.

Apesar dos benefícios estéticos em relação à redução quase que instantânea da gordura abdominal e da pele em excesso, a abdominoplastia geralmente resulta em uma cicatriz grande e pouco atraente. Aqui, vamos dar dicas de quais são os cuidados que devem ser tomados para amenizar a aparência final da cicatriz de abdominoplastia, além de mostrar outros procedimentos que são capazes de reduzir ou até mesmo eliminar esse tipo de cicatriz da pele.

Abdominoplastia

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico estético que serve para remover o excesso de gordura acumulado na região do abdômen e também para remover a pele em excesso e para firmar os músculos do estômago durante a cirurgia.

Nem sempre quem busca a abdominoplastia faz isso por causa do excesso de gordura no corpo. Também há quem o faça devido à baixa elasticidade da pele, ao excesso de pele, ao alongamento da cintura interna do tecido conjuntivo chamado também de fáscia abdominal e dos músculos abdominais.

Essa cintura interna, além de manter os órgãos nos seus respectivos lugares, é responsável pela aparência do abdômen. Além disso, a fáscia abdominal costuma esticar durante a gravidez ou devido a alterações significativas de peso. Nesses casos, a abdominoplastia pode corrigir a aparência do local. Além de extrair o excesso de gordura e de pele, a abdominoplastia também pode remover algumas estrias abaixo do umbigo em alguns casos.

Assim, os pacientes que procuram fazer uma abdominoplastia costumam englobar pessoas que:

  • têm excesso de pele acumulada ao redor do umbigo;
  • fizeram cesariana;
  • querem complementar o resultado de uma lipoaspiração;
  • têm uma parede abdominal inferior fraca.

O procedimento não é indicado para pessoas que:

  • têm um índice de massa corporal (IMC) maior que 30;
  • consideram ter filhos futuramente;
  • planeja perder uma quantidade significativa de peso;
  • têm uma doença crônica grave como doenças cardíacas, síndrome do intestino irritável ou diabetes.

Nesse procedimento, é feita uma incisão invasiva na área do biquíni que deixa uma cicatriz bem grande e que pode ser esteticamente incômoda. Apesar de já existirem métodos e cirurgiões meticulosos que conseguem minimizar essas cicatrizes, não há como não deixar nenhuma marca.

Cicatriz de abdominoplastia

A cicatriz de abdominoplastia é inevitável, mas já existem técnicas que ajudam a suavizar as marcas. Apesar de ficarem estrategicamente na linha do biquíni para que roupas escondam a marca, o comprimento e a visibilidade da cicatriz podem variar de pessoa para pessoa.

Alguns métodos que podem ser usados para reduzir as cicatrizes após a cirurgia incluem:

1. Cirurgia de correção

Há a possibilidade de realizar uma cirurgia de correção da cicatriz de abdominoplastia após a cirurgia. Essa técnica permite reconectar a cicatriz já formada com a pele ao redor não afetada, dando um aspecto natural e diminuindo a cicatriz. A correção cirúrgica traz bons resultados em cicatrizes que são longas e largas, já que a intenção do método é encurtar essa cicatriz.

Além disso, o cirurgião pode adotar a técnica de incisões irregulares no lugar de uma incisão reta, o que ajuda a disfarçar a nova cicatriz e a deixá-la menos perceptível.

De acordo com especialistas, o ideal é esperar de 6 meses a 1 ano após a abdominoplastia para realizar a cirurgia de correção da cicatriz.

2. Enxertos

A aplicação de enxertos também pode ajudar a reduzir a cicatriz de abdominoplastia. Segundo a American Academy of Dermatology, neste procedimento, é feita a remoção da cicatriz da pele cortando uma espécie de buraco ao redor dela. Toda a pele removida é então substituída por um enxerto de pele sem cicatriz.

É claro que uma nova cicatriz também deve ser formada, mas muito mais lisa e menos visível que a cicatriz de abdominoplastia, mais profunda.

3. Tratamento com laser

Existes tratamentos a laser que prometem remover as cicatriz de abdominoplastia. Esses tratamentos envolvem o uso de uma luz de alta energia que atua regenerando a pele danificada pela cicatriz e substituindo-a por um colágeno saudável que ajuda a melhorar a textura e a cor da pele na região.

O tipo de laser usado e o número de sessões vai depender do grau da cicatriz, mas geralmente são necessárias no mínimo 2 sessões em um intervalo de poucos meses entre elas.

A desvantagem desse método é que o procedimento é caro e pode precisar de mais de 2 sessões, mas como vantagem destaca-se o fato de ser um método não invasivo para tratar a cicatriz da abdominoplastia.

4. Uso de esteroides

Injeções ou pomadas contendo esteroides podem ser usadas para livrar o corpo de cicatrizes elevadas, vermelhas ou grossas. Esses tratamentos podem ser aplicados no momento da cirurgia como uma medida preventiva ou 4 semanas após a cirurgia como uma medida corretiva.

Embora seja relativamente mais simples do que o tratamento com laser, as aplicações de esteroides também são caras.

Cuidados importantes

Existem alguns cuidados que podem e devem ser tomados para evitar o agravamento da cicatriz ou até mesmo para evitar que ela se forme.

Prevenção antes da cirurgia

– Pesquise

Pesquise sobre o seu cirurgião. Procure saber sobre a formação acadêmica dele, verifique se ele é um bom profissional e se há depoimentos de pacientes que já realizaram o procedimento ou cirurgias similares com ele e sua equipe.

– Tire dúvidas

Converse sobre a cicatriz de abdominoplastia com o cirurgião antes de realizar o procedimento. Dependendo do seu corpo, é possível ter uma cicatriz no formato de V ou de U. Discuta qual cairá melhor no seu tipo de corpo e faça essa escolha em conjunto com o profissional.

Se ficar na dúvida, vale até levar a parte inferior do biquíni que você mais usa na consulta de planejamento cirúrgico para você ter uma ideia real de onde ficará a cicatriz.

– Não fume

Evite fumar por pelo menos 2 semanas antes da cirurgia e continue sem fumar até a incisão cicatrizar por total. Se conseguir, o ideal é parar de fumar por 6 semanas antes da cirurgia. Isso é recomendado porque fumar pode prejudicar o processo normal de cicatrização, além de o cigarro ser responsável por vários outros problemas de saúde.

Medidas após a cirurgia

– Evite se expor ao sol

Após a cirurgia, evite expor a região da cicatriz ao sol pois a luz solar direta pode deixar a cicatriz mais escura e visível. Isso porque as cicatrizes são compostas de novos tecidos epiteliais que reagem de forma diferente ao sol, podendo adotar uma pigmentação diferente da pele ao redor.

Assim, é importante usar protetor solar com fator igual ou maior que 30 sempre que precisar se expor ao sol e evitar expor o local ao sol intenso durante os primeiros meses após a cirurgia.

– Alimente-se bem

Tenha uma dieta extremamente saudável rica em frutas frescas e legumes e mantenha-se bem hidratado. Evite o consumo de alimentos remosos que prejudicam a cicatrização.

– Caminhe

Faça caminhadas breves assim que for possível e que for liberada pelo médico, pois isso ajuda a reduzir o inchaço e a diminuir o risco de formação de coágulos sanguíneos.

– Não fume

Se você é fumante, abstenha-se do cigarro por mais 6 semanas, se conseguir. Aproveite para tentar deixar de fumar de vez.

– Mantenha as suturas limpas

Mantenha as incisões limpas e secas para diminuir o risco de infecção, que pode causar como sintomas: dores, inchaço grave, vermelhidão, hematomas, sangramento excessivo na incisão, odor desagradável, perda de sensibilidade na região, febre, calafrios e drenagem amarelada ou esverdeada.

Vale lembrar que infecções durante a recuperação podem aumentar o risco de desenvolver queloides e cicatrizes hipertróficas que são muito difíceis de tratar.

– Não se desgaste fisicamente

Não faça atividades que exijam esforço físico. Isso inclui carregar peso e ter relações sexuais por pelo menos 6 semanas e 3 semanas, respectivamente. Além disso, não faça nenhum tipo de movimento que precise que você dobre ou pressione o abdômen durante as primeiras semanas do pós-operatório.

– Utilize vitamina E

Use cremes ou pomadas que contenham vitamina E sobre a pele do abdômen após a cicatrização total. Pesquisas indicam que o uso de vitamina E topicamente pode melhorar a aparência de cicatrizes e ajuda a manter a cicatriz hidratada. Se possível, use óleo de vitamina E pura ao menos uma vez por dia durante os primeiros 2 meses após o procedimento.

Também é possível usar cremes hidratantes contendo componentes como silicone e aloe vera, por exemplo. No entanto, ao notar qualquer sinal de reação alérgica, interrompa o uso do produto e procure um dermatologista.

– Evite usar roupas desconfortáveis

Roupas que geram atrito na região da cicatriz devem ser evitadas para que não ocorra um estresse maior na região, o que pode dificultar ainda mais a cicatrização. Também é importante evitar o uso de qualquer produto que possa ser irritante para a pele durante a cicatrização.

Considerações

É importante lembrar que qualquer cicatrização precisa de um certo tempo para se completar. Na abdominoplastia, que causa uma cicatriz muito grande e profunda, a cicatrização total pode demorar de 3 a 6 meses, segundo dados dos National Institutes of Health dos Estados Unidos. Há casos em que a cicatrização completa se dá um ano após a cirurgia.

Dessa forma, é muito importante esperar ao menos entre 6 meses e 1 ano antes de se submeter a outro procedimento cirúrgico para minimizar a cicatriz.

Ainda que as precauções, cuidados e técnicas de correção mencionadas acima ajudem a suavizar as cicatrizes, nenhum deles garante a remoção total da cicatriz.

Por fim, antes de realizar qualquer procedimento estético invasivo, é essencial fazer um checkup e discutir sobre todos os benefícios e riscos da abdominoplastia e tirar qualquer tipo de dúvida sobre o pré e o pós-operatório, além de falar sobre suas expectativas em relação aos resultados com o seu cirurgião. Só após um diálogo detalhado e esclarecedor e com a saúde em dia, é possível prosseguir com segurança.

Seguir as orientações médicas antes e após a cirurgia é essencial para uma boa recuperação não só da sua saúde em geral, mas também para a formação de uma cirurgia minimamente perceptível.

Referências adicionais:

Você tem vontade de realizar a cirurgia e se incomoda com a aparência da cicatriz de abdominoplastia pós-operação? O que pretende fazer? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário