Como Fazer Drenagem Linfática Em Casa?

A maioria das mulheres vive buscando tratamentos de beleza. Cada novidade é sempre um convite à curiosidade.

Há alguns anos atrás surgiu a drenagem linfática. Uma técnica bastante eficiente, que desintoxica o organismo através da pressão sobre os gânglios linfáticos, que são estimulados durante a massagem, proporcionando uma melhora na circulação, eliminando o inchaço, modelando as formas, e podendo até diminuir medidas através da queima de gordura.

A drenagem linfática é aplicada em clínicas de estética, SPAs, salões de beleza e etc.

Durante as sessões, o profissional estimula o sistema linfático do corpo todo, ou em alguns casos, em partes específicas.

Esses locais oferecem “pacotes” de drenagem com um número inicial de sessões, porém, será preciso um bom tempo de tratamento para que os resultados estéticos sejam percebidos. No entanto, alguns benefícios poderão ser notados desde a primeira aplicação, como por exemplo, maior volume de urina e a redução de inchaço.

O que acontece é que, justamente por demorar a apresentar os tão sonhados efeitos estéticos, as pessoas acabam desistindo, pois a necessidade de cada vez mais sessões onera muito o tratamento.

Outro fator que faz com que as pessoas interrompam as sessões de drenagem é a falta de tempo. Por estes motivos, vamos desvendar como fazer drenagem linfática em casa.

Devo preparar a pele?

As mesmas recomendações que nos são dadas nos tratamentos profissionais devem ser seguidas quando se procura como fazer drenagem linfática em casa.

Uma das primeiras providências a tomar é a esfoliação semanal. Ela poderá ser realizada com cremes apropriados.

Evite o método caseiro de esfoliação com açúcar. Os cristais de açúcar são muito rústicos e acabam removendo camadas de pele sadias.

A esfoliação tem por princípio a remoção de células mortas. Alguns cremes e loções esfoliantes cumprirão esse papel, além de hidratar a pele. Há bons produtos, com preços bastante acessíveis.

A esfoliação promove a limpeza externa, enquanto a drenagem faz a limpeza interna, por esse motivo, deve-se adquirir o hábito desses dois tratamentos integrados, mesmo quando estamos fazendo drenagem linfática em casa.

Devo utilizar cremes?

Os cremes e óleos de massagem facilitam o deslizamento das mãos sobre a pele. Quando essa pele estiver devidamente depilada, a drenagem fica ainda mais facilitada, pois a remoção dos pelos permite a melhor absorção dos cremes pela derme e epiderme.

Esses cremes devem ser de boa qualidade, hipoalergênicos, com princípios ativos que estimulem a circulação.

É possível realizar os movimentos sem creme também. Isso vai depender de preferências pessoais.

Qual a intensidade da pressão sobre a pele?

Para quem já se submeteu a sessões de drenagem aplicadas por profissionais, fica mais fácil, uma vez que basta repetir a pressão conforme a utilizada durante o tratamento. Porém, as iniciantes encontrarão mais dificuldade.

A pressão não deve ser realizada com força. Drenagem linfática não é shiatsu. Os movimentos são leves e a pressão sobre os gânglios deve ser suave.

Quantas sessões semanais?

Por ser extremamente benéfica, poderia ser realizada diariamente, porém, aconselha-se no mínimo duas sessões semanais, dez vezes em cada membro, na região abdominal e do pescoço.

Para a aplicação facial, as recomendações são as mesmas.

Auto aplicação

Como fazer drenagem linfática em casa? É possível? Como vimos acima, é possível, mas há limitações. Com exceção da drenagem linfática facial, onde o procedimento é relativamente simples, a drenagem corporal envolve movimentos que vão exigir uma extensão e amplitude um tanto complicadas para se realizar sozinha.

Numa sessão de drenagem linfática corporal, os movimentos são realizados das extremidades até os gânglios.

Exemplificando: a terapeuta inicia o procedimento pelos pés, vai subindo pelas pernas até alcançar os gânglios da virilha, onde então será feito o bombeamento.

Nos braços, os movimentos iniciam-se nas mãos, percorrem os braços e chegam às axilas, e daí se realiza o bombeamento nos gânglios dessa região.

Na barriga é mais fácil, uma vez que os braços conseguem alcançar toda a extensão abdominal. Essas limitações não impedirão o procedimento, mas será preciso adaptar-se.

No vídeo a seguir, mostramos uma possibilidade de auto drenagem linfática nas pernas.

Uso de Acessórios

Costumamos encontrar em alguns espaços terapêuticos alguns acessórios para potencializar a drenagem. Em muitos deles, as terapeutas utilizam bambu, onde aplicam um rolamento sobre a pele, em movimentos ascendentes, nos membros inferiores e superiores, em direção aos gânglios.

Nada impede de fazer o mesmo em casa, respeitando a sequência e direção desses movimentos.

Algumas adaptações estão surgindo e funcionando, apresentando resultados bastante satisfatórios. Uma dessas possibilidades é fazer o bombeamento ou pressão na região dos gânglios utilizando um “desentupidor de pia”!

Você não leu errado!

É exatamente isso! O bom e velho desentupidor de pia pode promover uma pressão na região dos gânglios, trazendo benefícios.

No vídeo abaixo, há uma demonstração do bombeamento na região da virilha, axilas e abdome, com o auxílio dessa peça tão simples, fácil de encontrar e barata.

Benefícios da Drenagem Linfática

Independente do ambiente onde se está recebendo a drenagem, seus benefícios são incontestáveis.

  • A drenagem linfática pode aumentar o volume do fluxo da linfa em até 20 vezes, dessa forma, a remoção de toxinas será muito mais eficiente;
  • Tornozelos, pernas, olhos e outras áreas inchadas começarão a ter uma melhor circulação e esses efeitos indesejados tendem a desaparecer;
  • Ótima para cicatrização pós-operatória;
  • Alivia os edemas pós cirurgia plástica;
  • Coadjuvante no tratamento de sinusite, rinite;
  • Promove relaxamento profundo;
  • Melhora a qualidade do sono.

Dicas

Antes de se auto aplicar a drenagem linfática:

  • Tome um banho relaxante;
  • Relaxe, com as pernas elevadas sobre uma almofada ou travesseiro por alguns minutos;
  • Tome um suco detox. 

Contraindicações

Qualquer pessoa pode receber drenagem linfática? A princípio sim, mas os seguintes casos deverão pedir orientações a seus respectivos médicos:

  • Pessoas que tiveram seus gânglios linfáticos removidos em procedimentos cirúrgicos, ou que estejam se submetendo a radioterapia;
  • Casos de linfedema;
  • Varizes grossas e saltadas;
  • Trombose.

Considerações Finais 

As técnicas para saber como fazer drenagem linfática em casa são bastante simples de serem executadas.

Quem já recebeu drenagem terá maior exatidão sobre quais pontos fazer a pressão (bombeamento). Uma dica para quem nunca passou por uma sessão de drenagem é procurar se orientar com um profissional, para ter certeza que estará fazendo os movimentos nos locais adequados.

Inicialmente, poderá haver alguma dificuldade, mas com a prática constante, os resultados aparecerão.

Você tem vontade de aprender como fazer drenagem linfática em casa? Já passou pelo procedimento em algum centro de beleza alguma vez, ou seria sua primeira? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (77 votos, média: 3,88 de 5)
Loading...

4 comentários em “Como Fazer Drenagem Linfática Em Casa?”

  1. Estou precisando de ajuda, depois que tive um acidente há 3 meses, fiquei com retenção de líquidos, na parte superior , na barriga e quadris, o que faço?

Deixe um comentário