Contusão Muscular – O Que é, Tratamento, Remédio, Spray, Pomada e Dicas

Especialista:
atualizado em 28/07/2020

Entenda o que é uma contusão muscular, como deve ser feito o tratamento e veja dicas de remédio, spray e pomada que aliviam a dor.

Na contusão muscular, os músculos sofrem uma lesão causada por um trauma direto como uma pancada. Esse machucado nas fibras musculares pode ser leve ou grave e cada caso precisa de um tratamento diferente. Os músculos da coxa e da panturrilha são os mais afetados por esse tipo de lesão, mas qualquer parte do corpo que tenha músculos pode sofrer uma contusão.

A contusão muscular é apenas um dos vários tipos de lesão muscular que podem ocorrer no músculo e por isso o diagnóstico médico é essencial para saber exatamente o tipo de lesão e para saber como tratar da forma mais adequada.

Contusão muscular – O que é

Uma contusão muscular é caracterizada por uma lesão nas fibras musculares e nos tecidos conjuntivos do corpo. A lesão danifica as fibras musculares, mas o tecido da pele não é afetado e por isso não há sangramento aparente.

Geralmente, a lesão ocorre devido a um impacto como uma queda ou uma colisão que machuca os músculos.

Mesmo sem danificar a pele, pode ocorrer sangramento abaixo da pele que se acumula no local. O sangue acumulado pode deixar a pele da região vermelha ou roxa e o local tende a ficar sensível e dolorido ao toque. Os principais sintomas são:

  • Dor;
  • Inchaço local;
  • Descoloração da pele ou hematoma;
  • Mobilidade articular reduzida e dificuldade para movimentar o local;
  • Diminuição da força;
  • Rigidez muscular.

Os músculos contundidos não sofrem danos a longo prazo. Em contusões leves, não é nem necessário interromper a prática de atividade física, mas em casos mais graves, é importante limitar os exercícios físicos para que os músculos se recuperem totalmente da lesão.

Quando deixada sem tratamento, a contusão muscular pode se agravar e causar complicações como a síndrome do compartimento e a miosite ossificante.

  • Síndrome do compartimento: decorre do sangramento interno que causa inchaço no tecido e que pode prejudicar o fluxo de sangue para as células do corpo, podendo evoluir para a morte dos tecidos envolvidos.
  • Miosite ossificante: resultado de uma contusão muscular profunda ou de um trauma que se repete no mesmo músculo, o que pode endurecer os tecidos musculares e transforma-los em ossos, interferindo permanentemente na amplitude de movimento.

Tratamento

Para garantir a recuperação do músculo contundido e evitar as complicações mencionadas acima, é importante contar com a avaliação de um médico, mesmo que a contusão pareça leve.

As contusões mais simples melhoram em poucos dias e o tratamento consiste no uso de anti-inflamatórios para controlar a inflamação e diminuir o inchaço, além de medidas simples que envolvem repouso e o uso de compressas.

Em geral, são três fases de tratamento: a fase aguda, a fase de recuperação e a fase de maturação (ou remodelamento).

  1. Fase aguda: nessa fase, o objetivo é diminuir a dor e o inchaço para reduzir o sofrimento do paciente e para evitar o agravamento da lesão.
  2. Fase de recuperação: nessa etapa, a dor já foi controlada e já é possível recuperar a forca muscular e a mobilidade por meio da retomada de atividades leves como caminhadas e exercícios indicados por um fisioterapeuta.
  3. Fase de maturação: a fase final de recuperação consiste na retomada da atividade física e na prática de exercícios de resistência.

Método RICE

O método RICE (do inglês Rest – Repouso, Ice – Gelo, Compression – Compressão, Elevation – Elevação) é a abordagem padrão para começar o tratamento de uma contusão muscular, seja ela leve ou grave.

Os médicos recomendam que os passos descritos abaixo sejam realizados assim que possível para evitar que a inflamação causada pela lesão se espalhe para os tecidos ao redor.

  • Repouso: parar de mexer a área contundida e descansar é essencial para proteger o local lesionado de mais danos causados por movimentos ou atividades físicas que podem ser postergados até segunda ordem.
  • Gelo: o gelo é um ótimo aliado para auxiliar na redução da dor e do inchaço e para ajudar a parar o sangramento (se houver). Para não machucar a pele, o gelo deve ser enrolado em um pano ou toalha limpa e úmida e aplicado sobre a lesão por até 20 minutos a cada 2 horas por um ou dois dias ou de acordo com a orientação médica.
  • Compressão: uma faixa de compressão pode ser enrolada ao redor da lesão para ajudar na imobilização, além de contribuir também com o sangramento e o inchaço local. Apenas tome cuidado para não apertar demais.
  • Elevação: elevar o local lesionado acima do nível do coração quando você estiver em repouso é útil para melhorar a circulação sanguínea e diminuir o inchaço provocado.

Contusões musculares leves respondem ao método RICE em um ou dois dias, mas é sempre recomendado buscar atendimento médico caso os sintomas não desapareçam por completo.

Remédios

  • Anti-inflamatórios: Anti-inflamatórios de uso oral e pomadas anti-inflamatórias podem ser indicados por um médico durante o tratamento de uma contusão muscular. Caso um anti-inflamatório não esteroide não seja suficiente para aliviar a dor e o inchaço, um corticosteroide como a cortisona pode ser a solução para melhorar os sintomas da inflamação.
  • Analgésicos: Analgésicos são recomendados nas primeiras horas após a contusão muscular para promover alívio da dor. Há também sprays como o Gelol e o Calminex, por exemplo que ajudam a aliviar a dor gerando uma sensação térmica na pele.

Remédios alternativos

  • Arnica: A arnica é um remédio capaz de diminuir a inflamação e o inchaço associado a contusões musculares. Ela é principalmente encontrada na composição de géis ou pomadas de uso tópico. Confira outros benefícios da arnica para a saúde.
  • Bromelina: Substância encontrada no abacaxi, a bromelina pode contribuir para diminuir a inflamação e acelerar a recuperação. A bromelina é encontrada na forma de suplementos e, é claro, no abacaxi.
  • Babosa: A babosa (ou Aloe vera) ajuda a diminuir a dor e a inflamação. Além do gel encontrado dentro da folha de babosa, é possível encontrar vários produtos de uso tópico para passar sobre a pele.
  • Quercetina: A quercetina é um composto flavonoide encontrado em algumas frutas que apresenta efeito anti-inflamatório. Tal efeito é benéfico para o tratamento de contusões musculares e por isso o composto está presente em géis e pomadas usadas para aliviar dores – geralmente em combinação com outros ingredientes como a vitamina K.
  • Vitamina K: A vitamina K é importante para a coagulação correta do sangue e isso ajuda a reduzir os hematomas causados por uma contusão. Existem vários cremes com vitamina K que podem ser aplicados topicamente no local machucado.
  • Vitamina C: O efeito anti-inflamatório da vitamina C ajuda na recuperação da contusão muscular. Você pode usar um creme ou gel com vitamina C, além de ingerir frutas cítricas e vegetais que são ricos nessa vitamina como a laranja e o brócolis, por exemplo.
  • Óleos essenciais: Massagear o local com óleos essenciais promove relaxamento e melhora a circulação do sangue, o que acaba reduzindo a dor local.

Dicas úteis

– No momento da contusão muscular

Assim que você ou alguém próximo sofrer uma lesão que pareça uma contusão muscular, é importante imobilizar o local imediatamente. A imobilização evita que mais danos sejam causados as fibras musculares. Além de evitar ao máximo movimentar o local, se possível, aplique uma compressa gelada no local, pois isso também ajuda a limitar os danos e a reduzir a inflamação.

Feitas essas duas etapas, procure atendimento médico para avaliar a extensão da lesão e continuar o tratamento.

– Após a ida ao médico

Depois de dois ou três dias usando anti-inflamatório prescrito por um médico e aplicando compressas de gelo, você pode passar a usar compressa quente pois isso estimula a circulação sanguínea e acelera a cicatrização. Saiba quando usar gelo ou água quente em uma lesão.

As atividades físicas devem ser evitadas por pelo menos duas semanas ou mais, dependendo da gravidade da contusão e da orientação médica. Após essa fase, o acompanhamento de um fisioterapeuta pode ser necessário nessa etapa para que o local não seja lesionado novamente e para que você possa voltar a se exercitar com segurança.

A recuperação completa de uma contusão moderada a grave normalmente se dá em 21 dias, mas esse prazo pode variar dependendo do local da contusão, gravidade e comprometimento no tratamento.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sofreu uma contusão muscular alguma vez? Como foi o tratamento e tempo de recuperação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. João Hollanda

Dr. João Hollanda é médico ortopedista formado pela Santa Casa de São Paulo, com especialização em cirurgia do joelho. É também médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino desde 2016 e médico voluntário do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo desde 2010. Tem experiência de trabalho prévio com a Confederação Brasileira de Vela, Cisne Negro Companhia de Dança, Escola de Dança do Teatro Municipal de São Paulo, Equipe de Ginástica Artística de Guarulhos. Já trabalhou como Médico nos Jogos Panamericanos Rio 2007, e foi Médico do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhou junto a organização Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão e no Haiti, e junto a organização Expedicionários da Saúde no Haiti. Dr. João Hollanda é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Você pode entrar em contato com o Dr. João através de seu site.

Deixe um comentário