Desintoxicação Alimentar Rápida – Como Fazer e Cuidados

Especialista:
atualizado em 20/12/2019

Quando a gente passa dos limites na alimentação, come mais do que devia e abusa de alimentos ricos em gorduras, cheios de açúcar ou enlatados, o nosso organismo fica lotado de componentes tóxicos.

E por mais que o corpo tenha a capacidade de eliminar essas toxinas por meio de mecanismos como a transpiração, respiração, fezes e urina, quando o acúmulo é grande, ele precisa de uma ajuda.

Isso é necessário e importante porque quando está cheio de toxinas, o organismo sofre com problemas como inflamação das células, baixa resistência, cansaço, opacidade dos cabelos e excesso de peso.

Mas então, como dar essa forcinha para o corpo? A solução é promover uma espécie de faxina, por meio de uma desintoxicação alimentar. Existem diversas formas de fazer isso e é sobre algumas delas que nós vamos falar mais abaixo.

Táticas básicas para desintoxicar 

Para quem ao pensar em fazer uma desintoxicação alimentar baseada somente na ingestão de líquidos, já vira os olhos e sai correndo, vale a pena saber que existe uma forma de fazer isso sem deixar os alimentos sólidos de lado.

E é sobre essa forma, com táticas básicas para desintoxicar, que vamos falar neste tópico. O método consiste em modificar alguns hábitos no dia a dia para limpar o organismo. Quais são essas táticas? É o que você confere na lista a seguir:

  • Evitar comidas industrializadas: a regra é eliminar todos os alimentos de origem industrializada, até mesmo os molhos light prontos. Eles podem ser substituídos por temperos naturais como vinagre de maçã e limão, que são dotados de ação antioxidante e fortalecem a imunidade, ou pelo azeite de oliva, que é capaz de lubrificar o intestino, intensificando o processo de eliminação das toxinas.
  • Farinha de banana verde no lugar das farinhas tradicionais: o ingrediente é conhecido por alimentar as bactérias do bem e bloquear as invasoras. O resultado disso é uma sensação de saciedade, acompanhada de uma melhor absorção de nutrientes.
  • Frutas cítricas: acerola, kiwi, caju, limão e laranja são exemplos de algumas frutas cítricas que possuem uma substância chamada limonoide, que estimula o fígado a liberar mais toxinas do organismo. Elas podem ser ingeridas cruas ou em receitas de peixes, sucos e saladas;
  • Comer alimentos crus: a coordenadora do serviço de nutrição e gastronomia do Hospital Leforte, em São Paulo, Lizandri Rangan, recomenda compor 50% dos pratos das refeições com alimentos crus e frescos. O motivo? É assim que se garante uma quantidade significativa de compostos desintoxicantes como fibras e água.
  • Comer couve: a couve deve ser consumida durante o período de desintoxicação alimentar porque estimula as enzimas que neutralizam as toxinas. Ela pode ser consumidas em saladas, refogada ou em forma de suco.
  • Chá de hibisco: a bebida aparece na lista porque combate a retenção de líquido, que causa inchaço, além de contribuir com a queima de gorduras.
  • Chá verde com gengibre: a bebida torna o processo de desintoxicação alimentar mais rápido, além de acelerar o metabolismo.
  • Comer maçã e brócolis: os dois são fontes de antioxidantes que amenizam os problemas trazidos pelas toxinas e combatem os radicais livres causadores de doenças degenerativas e promotores do envelhecimento.
  • Ingerir fibras: elas também contribuem com a limpeza de toxinas do organismo e colaboram com o bom funcionamento do intestino, outro fator que também é importante para expulsar as toxinas.
  • Beber bastante líquido: chás ou sucos naturais, sopas, alimentos ricos em água como melancia, melão, alface e pepino e principalmente a água são fundamentais para promover a eliminação das toxinas através do suor, das fezes e da urina.

Dieta para uma desintoxicação alimentar de três dias

A nutricionista Sara Riba apresenta uma sugestão de dieta para desintoxicar o organismo que dura três dias. Ela não propõe um jejum, mas sim uma alimentação limpa, sem a presença de bebidas alcoólicas, cafeína, álcool, carboidratos refinados, açúcar e seus substitutos, chicletes e pastilhas de menta.

Cada dia tem um cardápio de aproximadamente 1.500 calorias, divididas em cinco refeições. O método ainda determina o consumo de bastante água: a maior parte da ingestão de líquidos deve ser água e é preciso tomar aproximadamente 2 litros de água por dia.

Apesar disso, é permitido o consumo de chá verde descafeinado e água morna com limão, caso a pessoa não consiga ficar só na água.

O cardápio de três dias da dieta para desintoxicação alimentar fica assim:

Dia 1

  • Café da manhã: uma xícara de aveia irlandesa (de corte de aço) cozida (medir após cozinhar), com duas colheres de amêndoas picadas e uma xícara de mix de frutinhas como amora, mirtilo e framboesa frescas ou congeladas.
  • Lanche: ½ xícara de iogurte sem gordura com ½ banana fatiada e duas colheres de sopa de cereal rico em fibras.
  • Almoço: folhas de espinafre baby com 115 g de frango grelhado, oito a 10 uvas vermelhas fatiadas, cebola vermelha fatiada e duas colheres de sopa de lascas de amêndoas. Temperar com suco fresco de limão e duas colheres de chá de azeite de oliva e servir dentro de um pão pita integral de cerca de 15 cm.
  • Lanche: maçã verde fatiada com cerca de 30 g de queijo cheddar.
  • Jantar: 150 g de tilápia ou bacalhau assado, temperado com suco fresco de limão, duas colheres de chá de azeite de oliva, pimenta e uma pitada de sal marinho, acompanhado de ½ xícara de arroz integral e brócolis cozido ao vapor.

Dia 2

  • Café da manhã: omelete de três claras de ovos recheado com duas colheres de sopa de queijo parmesão ralado e ½ xícara de mix de tomate e cebola ou outros vegetais de sua preferência. Fazer o omelete em uma frigideira antiaderente revestida com spray de cozinha e servi-lo com uma laranja-de-umbigo ou ½ toranja.
  • Lanche: uma fatia de pão integral com uma colher de sopa de manteiga de amendoim 100% natural ou manteiga de amêndoas 100% natural.
  • Almoço: 140 g de filé de salmão grelha ou escalfado servido em uma camada de rúcula baby e coberto por ½ xícara de grão-de-bico, suco fresco de limão e uma colher de chá de azeite de oliva.
  • Lanche: ½ xícara de queijo cottage com 1% de gordura – fortificado com cálcio, se possível – com ½ xícara de mix de frutinhas como amora, mirtilo e framboesa frescas ou congeladas como cobertura.
  • Jantar: 115 g de lombo magro de vaca moído ou de carne moída de peru servido em um muffin inglês de farinha integral, coberto com cogumelo e cebola refogado e acompanhado de uma salada verde grande temperada com vinagre balsâmico e uma colher de chá de azeite de oliva.

Dia 3 

  • Café da manhã: uma xícara de iogurte grego sem gorduras, duas colheres de sopa de sementes de linhaça, uma xícara de mix de frutinhas como amora, mirtilo e framboesa frescas ou congeladas e duas colheres de sopa de cereal rico em fibras.
  • Lanche: um ovo bem cozido e um punhado de cenouras baby.
  • Almoço: uma tortilla de cerca de 15 cm com ¼ de abacate em fatias, duas fatias de tomate, duas fatias de queijo mussarela parcialmente desnatado, uma colher de sopa de mostarda Dijon e uma folha de alface romana, acompanhada de 15 a 20 uvas (verdes ou roxas).
  • Lanche: uma xícara de leite desnatado ou leite de soja e 20 amêndoas cruas.
  • Jantar: 140 g de peito de frango sem osso e sem pele assado com suco fresco de limão, duas colheres de chá de azeite de oliva e uma colher de sopa de alcaparras ou azeitonas verdes fatiadas, acompanhado de salada de alface-de-cordeiro com uma xícara de milho congelado e depois descongelado, um tomate ameixa picado em quadradinhos, ¼ de xícara de feijão preto, temperada com uma pitada de sal marinho e pimenta.

Desintoxicação alimentar rápida à base de líquidos

Para sermos democráticos, também vamos falar a respeito de um método mais restritivo: a desintoxicação alimentar por meio de uma dieta à base de líquidos. Uma das maneiras de fazer isso foi elaborada pela nutricionista americana Ann Louise Gittleman, autora do livro Fat Flush for Life (algo como Enxaguando a Gordura Para a Vida Toda, tradução livre), que trata de um plano alimentar detox.

A proposta consiste em consumir apenas sucos em um período de 24 horas para desintoxicar e perder em torno de 2,3 kg. A nutricionista Mariana Ferri Dávila adaptou o método de Gittleman, que passou a funcionar assim: intercalar a ingestão de uma porção de dois sucos diferentes a cada hora do dia e iniciar a dieta assim que acordar.

O primeiro suco a ser consumido é de limão, feito com um copo de água e uma colher de limão. O segundo é uma bebida desintoxicante, preparada com 210 ml de suco de uva integral, 200 ml de suco de abacaxi, sete copos de água, ½ colher de chá de gengibre ralado, ½ copo de suco de laranja. ½ colher de chá de canela e uma pitada de cravo-da-índia. 

Cuidados com a desintoxicação alimentar rápida

A desintoxicação alimentar mais severa, que é realizada a partir da ingestão de apenas líquidos ao longo do período de um dia, não pode ser adotada por crianças, gestantes, idosos, diabéticos e pessoas que sofrem com problemas como disfunções renais ou gastrite.

Além disso, o programa deve ser realizado somente por pessoas saudáveis e pode acontecer apenas uma vez a cada 15 dias. E depois do processo, o ideal é retornar a uma alimentação saudável, equilibrada, controlada e nutritiva, sem expor o corpo as mesmas toxinas de antes.

Antes de adotar um método de desintoxicação alimentar, cheque com o seu médico e/ou nutricionista se a tática é realmente a mais adequada para o seu caso, tendo em vista especialmente a sua saúde.

Que tipo de desintoxicação alimentar você experimentaria para fazer uma limpeza em seu organismo? Você já tentou algo parecido? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 4,29 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário