Diclofenaco de Potássio – O Que é, Para Que Serve e Indicação

Especialista:
atualizado em 19/05/2020

O diclofenaco de potássio é um anti-inflamatório usado para diminuir a inflamação e a dor. Saiba o que é o diclofenaco, para que serve e quando é feita a indicação desse medicamento anti-inflamatório.

Quem já sofreu algum tipo de inflamação, provavelmente já tomou diclofenaco. Pode ter até sido o diclofenaco de sódio ao invés do diclofenaco de potássio, mas o fato é que ambos são anti-inflamatórios com efeitos muito semelhantes e que são muito eficientes para reduzir qualquer tipo de inflamação.

Na gravidez, o diclofenaco de potássio não é indicado, pois ele é um remédio da classe de risco C. O risco C significa que não há estudos suficientes sobre o uso do remédio em mulheres grávidas, mas que alguns efeitos adversos foram observados no feto em estudos conduzidos em animais. Nesse caso, é melhor consultar um médico ou buscar outras opções como chás anti-inflamatórios para aliviar a dor e o inchaço associados à inflamação em curso.

O diclofenaco é muito procurado em casos de dor e febre, mesmo sem inflamação. Uma alternativa nesse caso é a dipirona sódica que atua reduzindo a dor e a febre, mas sem ação anti-inflamatória.

Outro uso bastante comum do diclofenaco de potássio é no alívio de dores lombares ou dores de cabeça. Em situações como essas, pode ser que a dor seja apenas muscular. Se esse for o caso, é possível optar por remédios para dores musculares que aliam propriedades analgésicas com o relaxamento muscular.

Mas se a sua condição realmente pede por um anti-inflamatório de ação rápida e potente, o diclofenaco de potássio pode te ajudar bastante.

O que é diclofenaco de potássio

Esse remédio é da classe dos anti-inflamatórios não esteroides e apresenta propriedades analgésicas que também aliviar dores associadas a inflamações.

Conhecido pelo nome comercial Cataflam, o diclofenaco de potássio é muito parecido com o ibuprofeno, mas é um pouco mais forte e por isso só deve ser usado sob orientação médica.

O Cataflam é muito conhecido por aliviar inflamações de garganta e atuar no tratamento da amigdalite.

Para que serve

O diclofenaco potássico é muito usado para aliviar a dor e o inchaço em condições inflamatórias dolorosas leves ou moderadas.

Os principais usos do diclofenaco de potássio são para tratar:

  • Dores nas costas;
  • Dores musculares;
  • Cólicas menstruais;
  • Lesões esportivas;
  • Dor de dente;
  • Dor de garganta;
  • Dor associada a procedimento cirúrgicos simples;
  • Dor, inchaço e rigidez articular em casos de artrite.

Mecanismo de ação do diclofenaco de potássio

As propriedades analgésicas do diclofenaco de potássio são clinicamente comprovadas bem como seu efeito anti-inflamatório e antipirético.

Isso é possível graças ao efeito inibidor do diclofenaco em relação as prostaglandinas que são moléculas liberadas quando há uma inflamação e que causam a sensação de dor. Por meio da inibição dessa molécula inflamatória, é possível controlar crise agudas de dor e inflamação.

A ação do remédio é muito rápida e os benefícios podem ser observados em até 90 minutos depois da ingestão do comprimido.

Indicação

Como já mencionamos, o diclofenaco é indicado para tratar vários tipos de inflamação. O remédio é prescrito em casos de:

  • Dor de cabeça ou enxaqueca;
  • Dor nas costas;
  • Artrite reumatoide;
  • Amigdalite;
  • Osteoartrite;
  • Gota aguda;
  • Dores leves ou moderadas;
  • Cólicas durante o período menstrual;
  • Espondilite anquilosante em que há uma inflamação na coluna e em outras partes do corpo;
  • Controle da dor e da inflamação após cirurgias ortopédicas, odontológicas ou outras pequenas cirurgias;
  • Entorses e distensões musculares ou nos ligamentos.

De acordo com uma publicação de 2015 do National Institute for Health Research, uma dose única de diclofenaco de potássio pode ser mais eficaz para aliviar a dor pós-operatória do que o diclofenaco de sódio. Aliás, vale ressaltar que o diclofenaco de sódio é um remédio diferente encontrado pelo nome comercial Voltaren.

Posologia

Segundo informações contidas na bula do diclofenaco de potássio, as doses recomendadas são as seguintes:

– Dose adulta

Geralmente, a dose diária recomendada é de 100 a 150 mg de diclofenaco de potássio. Essa dose pode ser dividida em até três doses ao longo do dia.

Em casos de inflamação e dor leves, doses diárias de 75 a 100 mg já são suficientes.

Para a enxaqueca, é indicado tomar uma dose de 50 mg aos primeiros sinais de dor. Se a dor persistir por até 2 horas, você pode repetir uma dose de 50 mg. Caso a enxaqueca não passe, é possível tomar doses adicionais de 50 mg cada em intervalos de 4 ou 6 horas, sem exceder a dose máxima de 200 mg ao dia.

Aproveite para conferir outros remédios para dor de cabeça mais usados que podem servir de alternativa para você.

– Dose pediátrica

A dose pediátrica é indicada para maiores de 14 anos de idade. Para essa faixa etária, é indicado tomar de 75 a 100 mg por dia que podem ser divididas em duas ou três doses.

Adolescentes ou crianças com menos de 14 anos não são orientadas a tomar o diclofenaco de potássio, nem mesmo em doses mais baixas de 25 mg.

– Dose geriátrica

Os idosos podem tomar a mesma dose indicada para os adultos, mas é preciso ter cautela com pacientes que são mais propensos a efeitos colaterais. Para idosos com alguma condição de saúde, com baixo peso corporal ou com o sistema imunológico debilitado, o ideal é começar com a menor dose possível e ir aumentando conforme a necessidade.

Efeitos adversos

  • Tontura ou vertigem;
  • Dor de cabeça;
  • Perda de apetite;
  • Dor de estômago;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Erupção cutânea;
  • Sensibilidade solar.

Interações medicamentosas

Alguns medicamentos podem interagir com comprimidos de diclofenaco. São eles:

  • Lítio;
  • Digoxina;
  • Diuréticos;
  • Anticoagulantes e agentes antiplaquetários;
  • Remédios para hipertensão;
  • Outros anti-inflamatórios não esteroides;
  • Corticosteroides;
  • Antidiabéticos;
  • Inibidores seletivos da recaptação da serotonina;
  • Ciclosporina;
  • Metotrexato;
  • Zidovudina;
  • Antibacterianos de quinolona.

Contraindicações

Durante a gestação não é recomendado usar o diclofenaco de potássio. Isso porque a inibição da síntese de prostaglandinas não é seguro para a gravidez e nem para o desenvolvimento do embrião. Para evitar problemas, o ideal é buscar outras opções em conjunto com o seu médico caso haja necessidade de usar algum remédio para dor e inflamação.

Outro anti-inflamatório bem famoso é o ibuprofeno. Confira se as grávidas podem tomar ibuprofeno ou se ele também coloca a saúde do feto em risco.

Mesmo após o nascimento do bebê, é melhor evitar usar o diclofenaco potássico porque pequenas quantidades do princípio ativo podem passar para o leite materno e chegar até o bebê.

As mulheres que estão tentando engravidar também devem ficar longe do diclofenaco porque ele pode prejudicar a fertilidade feminina e dificultar a concepção.

O remédio também é contraindicado em casos de:

  • Insuficiência hepática ou renal;
  • Insuficiência cardíaca grave;
  • Úlcera gástrica;
  • Hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.

Cuidados e dicas finais

O diclofenaco de potássio é um ótimo anti-inflamatório para ajudar na recuperação contra inflamações. Mas como com qualquer tipo de remédio, é preciso tomar da forma indicada pelo médico e tomar todas as precauções sugeridas para evitar efeitos adversos.

Para evitar dores de estômago, por exemplo, é recomendado usar o diclofenaco de potássio com um pouco de água antes ou durante as refeições e evitar se deitar por pelo menos 10 minutos depois de tomar o remédio.

Os comprimidos devem ser engolidos inteiros e não devem ser partidos nem mastigados. Existem comprimidos de diclofenaco em várias dosagens (25 mg, 50 mg e 100 mg) e não há necessidade de parti-lo ao meio.

Mesmo não se tratando de um esteroide, o diclofenaco de potássio é um anti-inflamatório que deve ser usado a curto prazo e sob orientação médica.

Referências adicionais:

Você já conhecia o diclofenaco de potássio? Conhece alguém que possa recomendar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário