Endorfina e Serotonina – Como Agem no seu Corpo

Por que nos sentimos felizes, e outras vezes, não? Estamos desanimados, desmotivados, mas na hora seguinte a sensação é outra. Se não tomamos nenhum tipo de medicamento para modificar essa situação, o que então poderia ter acontecido para revertê-la?

A resposta está em nosso corpo. Ele produz uma série de hormônios, o tempo todo, que são responsáveis por centenas de situações cotidianas vividas por todos nós. Dois deles estão diretamente ligados a essas sensações: a endorfina e serotonina. A serotonina nos dá bom humor, e a endorfina traz a sensação inebriante da felicidade.

Então, vamos entender melhor o papel da endorfina e serotonina em nossas vidas?

Endorfina e serotonina: uma duplinha do barulho

Para termos uma saúde mental e emocional equilibradas, precisaremos de endorfina e serotonina circulando por nosso corpo. Vamos entendê-las separadamente, a princípio.

1. Endorfina

A endorfina é liberada na corrente sanguínea através da medula espinhal. É uma espécie de ópium natural em nosso organismo. Seus efeitos são tão poderosos, que em alguns casos, chegam a ser 20 vezes mais potentes que alguns medicamentos para dor.

– Como liberar endorfina?

Em atividades que nos tragam prazer. Elas poderão ser coisas simples, como fazer uma caminhada ao Sol, levar seu cãozinho para passear, visitar pessoas queridas, ouvir música, dançar, praticar algum esporte individual ou coletivo, passear, fazer tricô, pintar, cantar, cozinhar, enfim, essa é uma resposta de caráter individual. Cada um de nós sabe o que nos traz felicidade. A partir dessas respostas, devemos buscar, cada vez mais, esses momentos em nossas vidas.

– O que a endorfina provoca em nosso organismo?

Ela simplesmente nos coloca diante de momentos de calma, bem estar, melhora nosso humor, nos torna mais estimulados e dispostos, consegue reduzir ou até mesmo eliminar dores, reforça nosso sistema imunológico, retarda processos de envelhecimento, equilibra a pressão sanguínea, reduz os níveis de adrenalina, elimina os estados de ansiedade, entre tantas outras coisas.

– Que outras atividades liberam endorfina?

Os chocólatras de plantão, seguramente, sabem o quanto o chocolate ajuda na liberação de endorfina, automaticamente, em frações de segundo, assim que é colocado na boca. Tomar Sol é outra ferramenta importante para isso. Algumas pessoas conseguem através de meditação, tai chi chuan e yoga, enfim, as possibilidades são inúmeras.

Há tratamentos alternativos que dispensam medicamentos?

Felizmente sim. Antes de partir para terapias medicamentosas, pode-se tentar várias outras coisas, além das já mencionadas. Sabemos que acupuntura, quando praticada por um profissional idôneo, consegue promover um bem estar enorme, isso também se estende à hidroterapia, sessões de reiki, massagens, etc.

2. Serotonina

A serotonina é o hormônio do prazer, do bom humor, do alto astral, que ajuda a regular o sono, o apetite e a pressão arterial.

– Como age a serotonina? 

A serotonina é um neurotransmissor que age no Sistema Nervoso Central (SNC), sendo sintetizada pelo corpo através do aminoácido triptofano. É também um modulador para outros neurotransmissores, como a noradrenalina e a dopamina, que estão relacionados aos problemas de ansiedade, medo e agressividade.

– Quais são os benefícios da serotonina?

Ela consegue inibir ataques de ira, conter a agressividade, regular a temperatura corporal, manter nossa pressão arterial estabilizada, disparar nosso bom humor, controla o sono e o apetite, ajuda no estímulo sexual, controla as atividades motora e cognitiva, regula a secreção de alguns hormônios. Alguns medicamentos antidepressivos costumam alterar os níveis de serotonina do indivíduo.

– Por que a serotonina é o hormônio do prazer? 

Entre outras coisas, a serotonina está ligada ao orgasmo. Para que uma pessoa atinja um orgasmo, é necessário que o hipotálamo libere oxitocina através da glândula hipófise, aumentando, dessa forma, a serotonina em nosso cérebro, provocando prazer, saciedade e êxtase.

O lado B da questão

Ao mesmo tempo, o outro lado da questão também tem um peso considerável, ou seja, precisamos fugir, sempre que possível, das situações e pessoas que nos aborrecem, entristecem, magoam, nos deixam estressados e enfurecidos. Nesses momentos, deixamos de produzir endorfina e serotonina, e inundamos nosso sangue com cortisol e adrenalina, entre outras coisas. Saiba mais a seguir.

O que pode afetar a produção de endorfina e serotonina? 

  • Açúcar e farináceos brancos: Isso é muito importante e pouco divulgado, mas, esses ingredientes alteram a flora intestinal, destruindo bactérias anaeróbicas que metabolizam o triptofano. Quando o triptofano estiver em baixa, pouca quantidade chegará ao Sistema Nervoso Central, e consequentemente, a produção de serotonina será extremamente prejudicada;
  • Estresse: Aumenta os níveis de cortisol no cérebro. O cortisol afeta os neurônios, diminuindo as reações químicas no cérebro, diminuindo os níveis de serotonina;
  • Alguns medicamentos: Os antidepressivos têm a função de regular ou aumentar a serotonina, mas outros medicamentos, como por exemplo ciproheptadina, que é um anti-histamínico, bloqueiam sua produção, podendo deixar o usuário depressivo, caso o uso desse medicamento se estenda por muito tempo;
  • Drogas: Elas cessam temporariamente a produção de endorfina e serotonina, só sendo possível retornar à normalidade quando a substância se esgotar completamente no organismo;
  • Cafeína: É um estimulante que costuma interferir na produção de endorfina e serotonina;
  • Álcool: Os níveis de serotonina diminuem na presença do álcool, pois ele interfere na produção de triptofano. Essa é uma das prováveis explicações do porquê algumas pessoas se tornam agressivas e hostis, quando alcoolizadas, uma vez que a serotonina inibe a agressividade.

Considerações finais

A endorfina e a serotonina são fundamentais para que possamos nos sentir alegres, dispostos e felizes, mas, quando houver algum desequilíbrio na produção de qualquer um deles, é preciso atenção. Se for algo passageiro, motivado por algum problema ou situação momentânea, seguramente logo esses níveis voltarão ao normal. Se esse estado de insatisfação, desânimo e tristeza se prolongar, será necessário a procura de um profissional para ajudar na investigação desses sintomas, bem como indicar um tratamento a ser seguido.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você acredita que a produção de endorfina e serotonina do seu organismo está correta, de acordo com seu nível de bom humor e felicidade atualmente? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,60 de 5)
Loading...

2 comentários em “Endorfina e Serotonina – Como Agem no seu Corpo”

  1. semana passada passei por um estres e nao pude ir a academia e aindapor cima passei por estress. Por consequencia me senti deprimida e com muitas dores pelo corpo, voltei a malha e a me equilibrar emocionalmente e as dores passaram e a trist eza tbm

Deixe um comentário