Especialista da Área:

Fisiculturismo é Esporte Afinal?

Quem acompanha minimamente o fisiculturismo sabe que a atividade envolve uma série de polêmicas e discussões. Você descobrirá a seguir se o fisiculturismo é esporte e sobre como os seus praticantes devem se adequar para praticá-lo.

Será que ele pode ser classificado mesmo na categoria dos esportes como futebol, atletismo, vôlei, basquete, halterofilismo ou tênis? Ou não podemos considerá-lo dessa maneira? Fique com a gente, pois é justamente isso o que vamos discutir no artigo de hoje. Outra polêmica no mundo da modalidade é se o fisiculturismo natural realmente existe, vale a pena ler um pouquinho sobre isso também.

Sobre o fisiculturismo

É importante que a gente tenha uma idéia do que se trata esta atividade quando queremos saber se o fisiculturismo é esporte de verdade, não é mesmo?

Pois bem, também conhecido pelo nome em inglês “bodybuilding”, o fisiculturismo é apresentado pela Encyclopædia Britannica (Enciclopédia Britânica) como:

“Um regime de exercícios desenvolvido para melhorar o desenvolvimento muscular do corpo humano e promover saúde e preparo físico de maneira geral. Como uma atividade competitiva, o fisiculturismo visa exibir de maneira artística massa muscular acentuada, simetria e definição em prol de um efeito estético geral. Barras, halteres e outros aparelhos de treinamento de resistência são usados nos exercícios”.

E então, o fisiculturismo é esporte ou não é?

Já que estamos seguindo a linha das definições, vale a pela saber que o dicionário Michaelis explica a palavra esporte como “prática metódica de exercícios físicos visando o lazer e o condicionamento físico do corpo e da saúde; desporte, desporto; o conjunto das atividades físicas ou de jogos que exigem habilidade, que obedecem regras específicas e que são praticados individualmente ou em equipe; atividade de lazer ou de divertimento; hobby, passatempo”.

Embora a preparação para as competições de fisiculturismo envolvam muitos treinamentos físicos, assim como acontece com os atletas que se preparam para disputar campeonatos de esportes oficiais como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, há quem considere o fisiculturismo simplesmente como um concurso de beleza.

“Como um fã do fisiculturismo, eu acredito que não é um esporte. É um concurso (de beleza) masculino, uma competição mais como Miss Universo e diferente de futebol, tênis, basquete, etc… Todos esses requerem que a habilidade e/ou competição física sejam expostas durante o torneio e são objetivos (em relação à) duração do campeonato, regras estabelecidas, arbitragem e sistemas objetivos de pontuação”, escreveu o estudante de medicina Adelio Noriega ao responder o questionamento de um internauta a respeito dessa história se o fisiculturismo é esporte.

De acordo com uma matéria online, quem defende que o fisiculturismo não é um esporte pode argumentar que nas competições da modalidade, os participantes não se enfrentam e não fazem nada além de se aparecer no palco e esperar pelo julgamento.

Segundo a publicação, o falecido fisiculturista americano Rich Piana aparentemente fez parte do grupo daqueles que classificam o fisiculturismo como um hobby extremamente difícil e tremendamente gratificante, mas não como um esporte.

Isso porque Piana acreditava que um esporte baseado somente na opinião subjetiva dos juízes, como é o caso do fisiculturismo, não pode ser considerado um esporte de verdade.

“Em esportes de verdade, você está competindo, você tem controle do que está acontecendo no jogo. Quando você está no palco competindo (no fisiculturismo), você não tem controle do que está acontecendo. Você não tem nada a ver com ganhar ou perder. É a opinião das pessoas”, argumentou o falecido fisiculturista no vídeo em inglês que você confere a seguir:

  Continua Depois da Publicidade  

https://www.youtube.com/watch?v=pwECwhbDPVk

Por outro lado

O ex-profissional de saúde Eduardo der Meer também respondeu a pergunta sobre o fisiculturismo ser esporte. Entretanto, ele discordou da resposta apresentada pelo estudante de medicina Noriega.

“O fisiculturismo é tanto um esporte quanto um estilo de vida. Você tem o lado competitivo, no qual os concorrentes treinam por anos para chegar a uma certa quantidade de massa muscular magra, praticam as poses e seguem dietas rigorosas para mostrar os músculos da melhor maneira possível. Então, você tem o estilo de vida, que é um compromisso entre treinamento de resistência, alimentação saudável e limpa e descanso suficiente. O estilo de vida não requer que você compita ou use qualquer forma de fármaco para melhorar performance”, argumento o ex-profissional da área saúde.

Em artigo publicado, o ex-fisiculturista cubano Lee Labrada, conhecido por participar de diversas edições do Mr. Olympia, também defendeu o fisiculturismo como um esporte.

Para isso, ele tomou mão da definição da palavra atleta do dicionário The American Heritage, que apresenta o termo como uma pessoa que possui características naturais ou adquiridas, como força, agilidade ou resistência, que são necessárias para exercícios físicos ou esportes, especialmente aqueles desempenhados em contextos competitivos.

“Do modo que eu vejo, se um fisiculturista não possui pelo menos ‘força ou resistência necessária para exercícios físicos’, eu não sei qual outro tipo de atleta possui. Se você tem qualquer dúvida, a próxima vez que estiver na sua academia encontre o maior fisiculturista à vista e desafie-o para ver quem pode levantar os maiores pesos pelo maior período de tempo”, desafiou Labrada.

Ele também argumentou que embora nem todos os fisiculturistas sejam bons atletas, a maioria dos bons atletas é fisiculturista em um grau maior ou menor. O ex-fisiculturista cubano ressaltou que os atletas profissionais de variadas modalidades usam treinos com peso para melhorar sua força e performance no esporte que praticam.

“Eu acredito que se você fosse examinar esses atletas de elite que possuem resistência no seu esporte ano após ano, o fator consistente em sua preparação seria o fisiculturismo – você pode chamar isso de treinamento de resistência ou treinamento com pesos, se faz te sentir melhor. As minhas conclusões? O fisiculturismo é o esporte base para todos os esportes. E sim, os fisiculturistas são atletas”, enfatizou Labrada.

Como se não bastasse, existe algo que pode colocar ainda mais pimenta nesta discussão – é o fato do fisiculturismo ter sido um dos estreantes dos Jogos Pan-Americanos do ano de 2019, realizado em Lima no Peru.

Ora, se o fisiculturismo não pode ser considerado um esporte, então como é que ele foi integrado ao programa dos Jogos Pan-Americanos?

Adequações são necessárias por parte dos atletas

Logicamente, para continuar participando de um evento como esse e sonhar em entrar nos Jogos Olímpicos, os praticantes do fisiculturismo precisarão se adequar.

Estamos falando aqui do uso de substâncias proibidas como os esteroides às quais alguns fisiculturistas recorrem para melhorar sua aparência e performance, mas que configuram doping nos esportes mais tradicionais.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso sem contar que os esteroides anabolizantes provocam efeitos colaterais perigosos e prejudicais para a saúde.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se fisiculturismo é esporte afinal? Tem interesse pela área? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Fisiculturismo é Esporte Afinal?”

  1. A definição da palavra atleta como alguém que possui características como maior força, agilidade ou resistência para a realização de uma determinada tarefa, ainda me parece incompleta, visto que, em alguns esportes como o xadrez, o raciocínio lógico também é fundamentalmente necessário, ou, nesse caso, essencial. E mesmo assim, nenhuma dessas características são julgadas para definir quem é o vencedor de uma competição de fisiculturismo, evidenciando, na minha opinião, que esses campeonatos são somente concursos de beleza onde a banca julgadora analisa determinados padrões estéticos que buscam simetria e harmonia nas poses.
    Na minha humilde opinião, a musculação por sua vez pode ser definida como uma atividade esportiva que promove saúde, e quando bem realizada, sem agressões às articulações, como visto em tantas outras atividades. Uma atividade que pode e deve ser levada como meio de aprimoramento físico para a prática de diversos esportes.