Fisiculturismo Natural Realmente Existe?

Especialista:
atualizado em 17/07/2020

Primeiramente é preciso esclarecer os objetivos de um fisiculturista, ou seja, alguém que tenta induzir o crescimento muscular, e também tenta manter sua gordura corporal em um percentual bem baixo.

Para alcançar esta meta, estes atletas geralmente fazem uma combinação de treinamento de peso, dieta adequada, suplementos alimentares, exercícios aeróbicos e, volta e meia, certos atalhos.

Esses atalhos podem ser esteroides, insulina, hormônio de crescimento humano e outras substâncias que desempenham um papel importante na musculação hoje, em especial a competitiva.

Os efeitos desses produtos modernos são realmente surpreendentes. Os esteroides anabolizantes para aumentar a testosterona são de longe as drogas mais populares entre os fisiculturistas, seja para uso recreacional, amador, competitivo ou profissional.

A grande maioria dos bodybuilders campeões em campeonatos de fisiculturismo tem usado esteróides anabolizantes, pelo menos em algum momento de sua vida. E muito provavelmente durante os últimos meses e semanas antes da competição.

O que é o fisiculturismo natural?

O fisiculturismo natural foi introduzido em meados da década de 1990. Os adeptos desta opção querem melhorar seu físico através da musculação, sem a utilização dessas substâncias.

Há milhares de atletas que querem levar seus corpos “a um nível superior”, mas não às custas da utilização de drogas, que muitas vezes são ilegais. Eles simplesmente querem malhar, comer de forma saudável, tomar suplementos naturais, e competir num nível ao qual seus corpos possam levá-los sem qualquer “manipulação hormonal”.

O fisiculturismo natural destinava-se a inspirar as pessoas que não querem se tornar tão grandes quanto um concorrente do Mr. Olympia, principal campeonato mundial da categoria, que garantiu diversos títulos ao ator Arnold Schwarzenegger.

Assim, se o atleta optar por “abrir mão das drogas” e desejar competir, deve estar atento às regras de cada campeonato.

Por outro lado, muitos eventos não testam o uso de drogas. Se você sabe de antemão que está competindo em um evento não-testado e, em seguida, vê um um atleta suspeito muito avançado, você não tem direito de reclamar. Você escolheu competir nessas condições.

Assim, fisiculturistas naturais devem compreender as suas próprias limitações genéticas e entender que as suas metas de fitness e de competição física devem ser razoáveis e alcançáveis. Enfim, se o seu objetivo é, eventualmente, ser um vencedor do Mr. Olympia, infelizmente você precisa dessas substâncias.

Prós e contras do fisitculturismo natural segundo os próprios praticantes:

Existem vantagens atraentes em ser um fisiculturista natural:

  • Você não tem que comprar e usar drogas ilegais;
  • Você não correrá quaisquer riscos para a saúde;
  • Você estará economizando muito dinheiro;
  • Você não tem que mentir sobre o uso de drogas;
  • Você pode realmente se orgulhar de seus resultados. Eles só existem graças a seus próprios esforços, e não como resultado de comprimidos ou injeções.

Já seus desafios frente àqueles que optam pelo uso de drogas para essa finalidade serão:

  • Será preciso muito trabalho duro e muita paciência para alcançar seus objetivos;
  • O fisiculturismo natural nunca trará os mesmos resultados dos fisiculturistas que usam tais substâncias;
  • Fisiculturistas naturais também não serão capazes de competir em concursos profissionais pois sempre haverá um fisiculturista dopado que é maior e mais musculoso;
  • Sempre terá que lidar com a tentação dos resultados rápidos alcançados pelo uso de drogas;
  • Nunca vai saber o quão bem sucedido terá sido como um fisiculturista “não natural”.

A polêmica 

Muitos críticos do fisiculturismo natural atacam a modalidade afirmando ser uma farsa. Segundo eles, há determinados limites hormonais que não podem ser ultrapassados nessas competições. Mas esses limites já são mais altos que uma pessoa normal.

Dessa forma, os atletas estariam usando substâncias ilícitas sim, mas não na quantidade normalmente usada nas competições livres. Então, esse conceito de fisiculturismo natural, livre de drogas, na prática não existe em competições. 

Alguns defensores afirmam que mesmo isso sendo verdade, acontece também em modalidades olímpicas. Existe um limite para doping e atletas fazem uso de substâncias para chegar até esse limite.

Conclusão

Tornar-se um fisiculturista natural é viável a partir do momento que o atleta compreende e respeita as suas próprias limitações genéticas, bem como sua saúde a longo prazo. Ainda é importante que seus objetivos físicos sejam alcançáveis. O seu programa de treinamento, nutrição, suplementação e recuperação devem refletir suas metas.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 4,63 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário