Grávida Pode Usar Neosoro?

Especialista:
atualizado em 22/06/2020

Veja se uma mulher grávida pode usar Neosoro ou se esse é um dos remédios que deve ser evitado durante a gestação por trazer algum risco.

Neosoro é um remédio em gotas que pode ser aplicado dentro do nariz para tratar a congestão nasal, aliviando os sintomas em resfriados, quadros alérgicos nasais, rinites e rinossinusites (sinusites).

Ele é composto por uma substância chamada cloridrato de nafazolina e é encontrado na forma de solução em gotas. As informações são da bula de Neosoro de uso adulto, disponibilizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Não é muito difícil encontrar alguém que recorre ao medicamento quando o nariz fica muito congestionado. Mas será que são realmente todas as pessoas que podem utilizá-lo?

Uma grávida pode usar Neosoro?

Para descobrirmos se a grávida pode usar Neosoro, resolvemos recorrer à bula do medicamento, disponibilizada pela Anvisa. O que o documento nos informa é que tanto as mulheres gestantes quanto as mulheres que amamentam devem utilizar o medicamento somente com a orientação médica.

Portanto, ao descobrir que está grávida, a mulher que já faz uso de Neosoro precisa consultar o médico para saber se pode continuar a utilizá-lo e verificar como – em que dosagem, frequência e duração de tempo – o medicamento pode ser aplicado.

Da mesma forma, a gestante que não o utilizava e apresentar congestão nasal também necessita verificar com o seu médico se e como pode usar o Neosoro para tratar o problema.

A princípio, os remédios mais indicados para uma grávida desentupir o seu nariz são as soluções salinas ou o soro fisiológico, remédios caseiros para nariz entupido.

Os descongestionantes nasais devem ser evitados na gravidez, pois não há estudos que demonstrem a segurança para o feto durante a gestação. Podem ser usados se os benefícios superarem os possíveis riscos, mas pelo menor período possível (conforme a recomendação médica).

É importante registrar que a bula de Neosoro de uso adulto, disponibilizada pela Anvisa, apresenta o princípio ativo do medicamento – o cloridrato de nafazolina – justamente como um descongestionante nasal.

O nariz entupido na gestação é normal por conta do aumento do hormônio estrogênio e do volume sanguíneo, que resultam em um inchaço nas veias do nariz e em uma maior produção de muco, entupindo a região.

O problema pode aparecer desde o começo da gravidez, e tende a piorar no terceiro trimestre da gestação e a passar depois que a mulher dá à luz.

O nariz entupido na gravidez, também chamado de rinite gestacional, pode ser desentupido com algumas medidas caseiras e naturais, como tomar um banho quente, lavar o nariz com soro fisiológico ou fazer inalação do vapor de água.

Usar um umidificador de ar é outra tática que pode auxiliar, já que o equipamento aumenta a umidade do ar e facilita a respiração, ajudando a desentupir o nariz da mulher.

Outras estratégias para lidar com o nariz entupido na gravidez incluem ingerir aproximadamente 1,5 litros de água diariamente, colocar almofadas na cama para ficar com a cabeça mais elevada quando deitar e consumir mais alimentos ricos em vitamina C para melhorar a imunidade como goiaba, brócolis, laranja e morango.

Os riscos do abuso dos descongestionantes nasais

Mesmo fora do período da gestação, o uso de descongestionantes por longos períodos é desestimulado por conta do efeito rebote, ou seja, eles podem piorar a congestão nasal levando a uma rinite medicamentosa.

Além disso podem ser uma das maiores causas da insônia, inquietação e taquicardia. Segundo informações de uma reportagem, abusar descongestionantes nasais como Neosoro pode viciar e provocar uma reação inflamatória na mucosa do nariz.

Essa dependência pode impactar riscos de problemas cardiovasculares como taquicardia e angina (dor no peito).

O que acontece é que quando os descongestionantes são pingados, os vasos são contraídos, desincham e sobra mais passagem do ar. O problema é que o efeito não é duradouro e logo os vasos incham e o nariz entope de novo, o que faz com que a pessoa precise de doses maiores a cada aplicação para obter o mesmo efeito.

O uso de longo prazo desses descongestionantes também aumenta os riscos de trombose e da formação de coágulos. Tanto que a própria bula de Neosoro adulto alerta que ele não pode ser utilizado por mais do que três a cinco dias.

Esses remédios funcionam somente como uma ação paliativa e que o ideal é buscar a ajuda (do médico) para descobrir e tratar a causa do entupimento do nariz.

Outra receita para aliviar a congestão nasal sem precisar usar remédios é lavar as narinas com soro fisiológico ou solução de água com sal e bicarbonato. Especialistas recomendam limpar o nariz com soro fisiológico a 0,9% duas vezes ao dia (de manhã e à noite) para uma pessoa saudável, sem rinite ou inflamação. Também dá para fazer a higiene no banho pois a água e o calor ajudam a amolecer as crostas e facilitam a limpeza.

Problemas provocados pela superdosagem de Neosoro

A superdosagem é a utilização de uma quantidade maior do que a indicada de um medicamento, ou seja, um uso abusivo. Quando houver a superdosagem de Neosoro de uso adulto, o paciente pode experimentar os seguintes problemas:

  • Arritmias cardíacas;
  • Cefaleia (dor de cabeça);
  • Náuseas e vômitos,
  • Diminuição do batimento cardíaco,
  • Hipotensão (queda) ou hipertensão (aumento) da pressão arterial;
  • Hiperemia nasal (vermelhidão do revestimento interno do nariz);
  • Depressão do sistema nervoso central.

Caso isso ocorra, a orientação é procurar ajuda médica o mais rápido possível, levando a bula do remédio em mãos, para receber o tratamento adequado, conforme a gravidade da situação. As informações são da bula de Neosoro de uso adulto, disponibilizada pela Anvisa.

De qualquer forma, o ideal é sempre obedecer as recomendações do médico e da bula em relação à posologia do medicamento para evitar o abuso e a superdosagem.

Contraindicações de Neosoro

Além de saber se a grávida pode usar Neosoro, é importante conhecer as contraindicações e cuidados que se deve ter em relação ao medicamento, já que além de ser uma gestante, a mulher também pode se encaixar em um dos grupos para os quais existem restrições em relação ao remédio.

A bula de Neosoro de uso adulto, disponibilizada pela Anvisa, esclarece que o medicamento não pode ser utilizado nos seguintes casos:

  • Hipersensibilidade (alergia) a qualquer um dos componentes da fórmula do remédio;
  • Em inalação;
  • Em pacientes com glaucoma de ângulo estreito;
  • Em crianças menores de 12 anos de idade.

Outra coisa que a bula do medicamento deixa bem clara é que o remédio é próprio para ser aplicado no nariz e não pode ser ingerido. O documento alerta que a ingestão de Neosoro de uso adulto pode provocar uma série de problemas como:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Letargia,
  • Taquicardia;
  • Diminuição da respiração;
  • Bradicardia (lentidão do ritmo cardíaco);
  • Hipotensão (pressão baixa);
  • Hipertensão (pressão alta);
  • Sedação;
  • Sonolência excessiva;
  • Midríase (dilatação da pupila);
  • Estupor (estado de inconsciência);
  • Hipotermia (temperatura corporal abaixo do seu nível normal).
  • Coma.

Precisamos frisar ainda que, para qualquer pessoa, não somente para as gestantes, é necessário consultar o médico antes de utilizar o medicamento. Tanto que a própria bula de Neosoro de uso adulto adverte: “Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde”.

Outros cuidados

Além disso, o uso de Neosoro adulto exige cuidados nos seguintes casos:

  • Em pacientes com asma brônquica;
  • Em pacientes com doenças cardiovasculares, como idosos com doenças cardíacas graves, e em pacientes com hipertensão arterial (a absorção do cloridrato de nafazolina, presente em Neosoro adulto, para o sangue pode agravar essas condições);
  • Em pacientes com hipertireoidismo (excesso de funcionamento da tireoide);
  • Em pacientes com diabetes mellitus;
  • Em pacientes com hipertrofia prostática (aumento da próstata).

Efeitos colaterais de Neosoro

Conforme informações da bula de Neosoro de uso adulto, disponibilizada pela Anvisa, o remedinho pode provocar as seguintes reações:

  • Rinite medicamentosa, caracterizada por inflamação, inchaço e congestão nasal, quando o uso é prolongado;
  • Irritação local passageira com queimação, ardência e espirros;
  • Náusea;
  • Dor de cabeça;
  • Aumento dos níveis de glicose no sangue pelo uso crônico do cloridrato de nafazolina (substância presente em Neosoro adulto);
  • Congestão nasal por efeito rebote (que é quando a suspensão repentina de um tratamento traz a volta dos sintomas, causada pelo uso crônico de Neosoro de uso adulto;
  • Pressão alta;
  • Taquicardia;
  • Piora do quadro de hiperglicemia (níveis excessivos de glicose no sangue) em pessoas diabéticas, especialmente as que apresentam a cetoacidose diabética;
  • Sonolência ou moleza;
  • Diminuição da temperatura;
  • Fadiga;
  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Coma;
  • Insônia;
  • Dor no nariz;
  • Espirros;
  • Escorrimento nasal;
  • Desconforto nasal;
  • Rinite;
  • Epistaxe (sangramento no nariz);
  • Conjuntivite;
  • Dor ocular;
  • Alteração visual;
  • Vermelhidão e irritação ocular;
  • Dilatação da pupila;
  • Aumento da pressão intraocular;
  • Irritação.

Caso você experimente algum dos efeitos colaterais mencionados acima ou ainda qualquer outro tipo de reação adversa, procure rapidamente o auxílio do médico, mesmo que os sintomas não aparentem ser graves.

Isso é importante para ter certeza de qual é a seriedade da reação, tratar o problema, caso seja necessário e saber como deve proceder em relação ao uso do medicamento.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia se grávida pode usar Neosoro? Conhece alguém que tenha usado durante a gestação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário