Higenamine – O que é, para que serve e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 21/12/2020

Higenamine ou higenamina é uma substância química presente na composição de uma série de plantas como lótus, acônito, ásaro, nandina e Galium divaricatum, entre outras.

  Continua Depois da Publicidade  

A substância, que funciona como um estimulante, começou a aparecer na formulação de produtos esportivos como um suplemento pré-treino para ajudar a aumentar a performance atlética.

Entretanto, as evidências a respeito do uso do composto para a performance atlética e para a diminuição do peso corporal são insuficientes.

Acredita-se que a higenamine faça com que os tecidos de algumas partes do corpo relaxem. Ao mesmo tempo, causa contração em outras regiões do organismo, como é o caso do coração. Aparentemente, a substância também acelera a frequência cardíaca.

Os possíveis efeitos colaterais

Higenamine

Agora que já sabemos o que é e para que serve o composto, chegou a hora de conhecermos quais reações adversas a substância pode provocar. Primeiramente, vale a pena saber que se considera o consumo oral da higenamine possivelmente não seguro.

Uma das plantas nas quais a substância está presente, o acônito, já mostrou causar efeitos graves associados ao coração. Por exemplo, arritmias e até mesmo a morte.

De acordo com a publicação, essas reações podem ocorrer em parte pela higenamine, que é uma das principais substâncias químicas do acônito.

Caso experimente quaisquer sinais e sintomas ao utilizar um produto, suplemento ou planta com higenamine, procure rapidamente o auxílio médico. Mesmo que o sintoma em questão não aparente ser tão grave assim.

Isso é necessário para verificar quão sério é o efeito colateral, receber o tratamento correto e saber se pode continuar ou não a usar o produto, suplemento ou planta em questão com higenamine.

Não é só porque alguém que você conhece não teve problemas com higenamine, que o mesmo ocorrerá com você. As reações a uma substância podem variar de pessoa para pessoa dependendo do organismo de cada uma.

  Continua Depois da Publicidade  

Portanto, sempre use qualquer suplemento sob a orientação médica e busque ajuda profissional sempre que surgir alguma problema. Ao apresentar sintomas, não os ignore, mas procure saber o que pode estar causando-os.

Professor de Harvard adverte contra o uso de produtos com higenamine

Se o produto tem higenamine como princípio ativo ou a substância está na sua lista de ingredientes, você não deve comprá-lo. O conselho é do professor associado da Escola Médica da Universidade de Harvard nos Estados Unidos, Pieter Cohen.

Ele liderou uma pesquisa a respeito da presença da substância em suplementos esportivos e para a perda de peso, segundo o site USA Today.

Embora não existam tantos estudos acerca do composto, já demonstrou-se que a higenamine pode acelerar poderosamente o coração. De uma maneira bastante parecida com o suplemento éfedra.

Este último foi retirado do mercado americano no ano de 2004 por provocar acidentes vasculares cerebrais (AVCs) e ataques cardíacos.

Como se não bastasse, não se estudou a higenamine para a perda de peso. O professor Cohen afirmou que não consegue enxergar como o composto poderia auxiliar alguém a diminuir o peso, embora uma frequência cardíaca mais acelerada possa dar a impressão de que ele está fazendo alguma coisa.

Além disso, para o pesquisador, aderir a esse tipo de suplemento parece uma maneira louca de tentar eliminar algum peso.

Contraindicações e outros cuidados com a higenamine

Recomenda-se que as grávidas e as mulheres que amamentam evitem a higenamine.

  Continua Depois da Publicidade  

Como pode provocar um batimento cardíaco acelerado, o composto tem potencial para agravar um batimento cardíaco irregular. Portanto, quem sofre com irregularidade nos batimentos cardíacos (arritmia cardíaca) não deve utilizar a higenamine.

Por funcionar como um estimulante, a substância pode interferir com a realização de uma cirurgia, aumentando o ritmo cardíaco do paciente.

Com isso, é necessário que a pessoa interrompa o uso do composto pelo menos duas semanas antes da data marcada para uma operação.

Antes de começar a usar qualquer produto, planta ou suplemento que contenha a higenamine em sua composição é fundamental que você consulte um médico.

Isso é necessário para saber se ele é seguro e bom para você, devido aos riscos graves aos quais a substância já foi associada.

Obedeça a todas as instruções do médico em relação à utilização do produto, planta ou suplemento com o composto. Isso inclui dosagem, frequência de uso e duração da utilização, para evitar problemas para a sua saúde.

Nesta conversa com o médico, aproveite para listar todos os outros medicamentos, suplementos e plantas que você já usa.

Isso é essencial para que o profissional verifique se não pode fazer mal utilizar o produto com higenamine em questão ao mesmo tempo em que um desses medicamentos, suplementos ou plantas.

Agência Mundial Antidoping baniu a substância

A higenamine entrou no ano de 2017 para a lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (WADA, sigla em inglês).

Em agosto de 2017 a Australian Sports Anti-Doping Authority (ASADA, sigla em inglês) publicou um alerta sobre a substância advertindo que os atletas que tomam suplementos poderiam correr o risco de ter ingerido o composto banido.

Isso porque, de acordo com a ASADA, até esse período de agosto de 2017, 13 atletas australianos de nove esportes diferentes tiverem testes positivos para a higenamine.

No Brasil, em 2018 a campeã brasileira de ciclismo de estrada Flávia Oliveira foi suspensa preventivamente após seu exame antidoping indicar a presença de higenamine, conforme o Globo Esporte.

Já em 2019, dois jogadores do Athletico Paranaense – Thiago Heleno e Guilherme Camacho – foram pegos em um exame antidoping após partidas da Copa Libertadores da América com a mesma substância, segundo informações do Estadão.

Outros nomes para a higenamine

É importante ter cautela e ler bem a lista de ingredientes de todos os produtos e suplementos que utiliza. Isso porque a higenamine pode ter outros nomes.

Conforme a ASADA, a substância também aparecer como componente da fórmula de produtos e suplementos sob os nomes de: Nandina domestica, Demethylcoclaurine, Norcoclaurine, Tinospora crispa, Aconitum japonicum, Gnetum Parvifolium e Asarum hetertropoides.

Fontes e Referências Adicionais

Você já conhecia a higenamine? Já chegou a usar? Teve algum problema? Conte para nós nos comentários!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim é Nutrologista - CRM 52.978779. Formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Atualmente, exerce sua especialidade em uma clínica localizada na Barra da Tijuca e também em Bangu, ambas no Rio de Janeiro. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “Higenamine – O que é, para que serve e efeitos colaterais”