Intolerância a Ovo – Sintomas e Cuidados

O ovo é um ingrediente bastante utilizado na cozinha, entretanto, algumas pessoas podem ter problemas ao ingerir o alimento por sofrerem com a chamada intolerância a ovo.

Isso porque o ovo é um dos alimentos que podem provocar uma intolerância alimentar, que é definida como a dificuldade na digestão de determinados alimentos, que provoca uma reação física indesejável em resposta à presença desses alimentos.

Além disso, a intolerância alimentar não envolve o sistema imunológico. Sem provocar reações alérgicas ou ser potencialmente fatal, causa sintomas que aparecem mais lentamente e traz esses sintomas somente quando a pessoa consome quantidades razoáveis do alimento intolerado, podendo acontecer apenas se a comida que provoca a intolerância é consumida com frequência.

A maioria das pessoas com intolerância a ovo tende a lidar bem com gema dos ovos, ou seja, é a clara que costuma provocar problemas para o organismo desses indivíduos. Quem sofre com a intolerância a ovo geralmente não consegue processar e absorver apropriadamente as claras dos ovos ou as gemas dos ovos, em casos menos comuns.

Não está claro o motivo pelo qual uma pessoa pode ser intolerante a determinados alimentos. As informações são do National Health Service (Serviço Nacional de Saúde, tradução livre, NHS, sigla em inglês) do Reino Unido e do site Dr. Axe, portal do nutricionista clínico e doutor em quiropraxia e medicina natural Josh Axe.

Os sintomas da intolerância a ovo

Uma intolerância alimentar como a intolerância a ovo pode provocar os seguintes sintomas: inchaço, dor estomacal, diarreia, coceira e erupção cutânea, que aparecem algumas horas depois do consumo da comida em questão, indicou a NHS.

Já de acordo com informações do site Dr. Axe, a intolerância a ovo também pode causar sintomas como: gases excessivos, náusea, cólicas estomacais, vômito, problemas gastrointestinais, dores de cabeça, problemas de pele, dificuldade para respirar, azia, dor nas articulações, nervosismo e irritabilidade.

Por sua vez, a YorkTest Laboratories afirmou que sintomas como letargia, falta de energia, problemas psicológicos como depressão ou ansiedade e problemas respiratórios como rinite e sinusite também podem estar associados a uma intolerância alimentar como a intolerância a ovo.

Segundo a YorkTest Laboratories, os sintomas da intolerância a ovo podem ser atrasados e aparecer em até 72 horas após o consumo do alimento. Esses sinais podem variar em intensidade e afetar uma pessoa fisicamente e psicologicamente.

O diagnóstico da intolerância a ovo

Quem desconfia que tem a intolerância a ovo precisa consultar o médico para informar ao profissional os sintomas que experimenta, ser examinado e receber o diagnóstico adequado. Uma vez que a intolerância for confirmada, o próximo passo é seguir corretamente o tratamento e as recomendações passadas pelo médico, inclusive em relação a como substituir o ovo na alimentação.

Uma maneira de identificar se um paciente possui intolerância à clara e/ou à gema dos ovos é a realização do chamado exame de intolerância alimentar, um exame de sangue em que é executada uma análise computadorizada do sangue para identificar quais alimentos específicos podem ser os responsáveis pela intolerância alimentar.

A NHS alertou que eliminar alimentos da dieta por conta própria por imaginar que sofre com uma intolerância alimentar pode prejudicar a saúde. Para não sofrer faltas em relação ao fornecimento de nutrientes presentes no ovo é necessário conversar com o médico ou nutricionista para saber quais outros alimentos podem fornecer esses nutrientes ao organismo no lugar do ovo, caso a intolerância seja confirmada, obviamente.

O médico pode recomendar a consulta a um especialista caso ele não consiga ter certeza do que está provocando os sintomas experimentados pelo paciente e caso mais exames sejam necessários.

Além disso, o médico pode indicar aos pais o encaminhamento de suas crianças a um especialista se, além de apresentar sintomas digestivos, os pequenos não estiverem crescendo adequadamente, não responderem à dieta de eliminação (do possível alimento causador da intolerância) indicada pelo médico, tiverem reagido repentinamente ou severamente a um alimento ou quando houver a suspeita da existência de uma alergia alimentar, completou a NHS.

As possibilidades de tratamento de intolerância a ovo

De acordo com informações da NHS, para quem teve a sua intolerância a um alimento em particular como o ovo confirmada, pode ser recomendado interromper a ingestão do alimento durante um período e, então, reintroduzir pequenas quantidades da comida, ao mesmo tempo em faz um monitoramento para identificar qual quantidade do alimento pode ser consumida sem experimentar o aparecimento dos sintomas.

Outra estratégia importante para quem sofre com a intolerância a ovo e experimenta os sintomas da condição ao consumir o alimento é checar as embalagens dos produtos alimentícios que compra e consome para verificar se o ovo não está presente no produto em questão.

Neste sentido, alimentos como pães, bolos, sorvetes, maioneses, panquecas, pudins, quiches e molhos costumam conter ovos em sua lista de ingredientes.

Além disso, a proteína do ovo pode aparecer na lista de ingredientes de um produto apresentada sob outros seguintes nomes, tais como: albumina, albumen, albume, globulina, lecitina, livetina, lisozima, simplesse, vitelina e palavras que comecem com “ova” ou “ovo”.

Como indicou o Dr. Axe, alguns substitutos de ovo são frequentemente produzidos com as claras de ovos. Portanto, quem tem intolerância a essa parte dos ovos necessita prestar atenção a esse fator na hora de escolher ingredientes para substituir os ovos em suas receitas e refeições.

O Dr. Axe também chamou atenção para o fato de que alguns produtos não-alimentícios como shampoos, maquiagens, itens de pinturas com os dedos e medicamentos podem conter produtos do ovo, mais um motivo para checar bem a embalagem e bulas dos produtos e remédios que compra antes de utilizá-los e sempre avisar o médico ou enfermeiro que você ou o seu filho sofre com a intolerância a ovo antes de tomar um medicamento ou receber uma vacina.

Referências adicionais:

Você já foi diagnosticado com intolerância a ovo? Quais medidas foram recomendadas pelo seu médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário