O Que Causa Mau Hálito? Cuidados e Dicas

Especialista:
atualizado em 04/08/2020

Estima-se que o mau hálito atinja 25% da população mundial. Se considerarmos que se trata de ¼ de todas as pessoas do mundo, é um número bastante expressivo.

As causas podem ser variadas, assim como os cuidados necessários. Neste artigo você irá saber o que causa mau hálito, além de conferir quais são os cuidados necessários.

Uma vez ou outra, todos nós nos deparamos com mau hálito, seja por horas sem comer, sem fazer a higienização dental/bucal ou por mais uma série de motivos.

No entanto, quando esse problema é constante e o hálito se torna mais forte que o convencional, isso pode ser um indicativo de outras condições ou até mesmo doenças, e não apenas de ordem odontológica.

Dessa forma, se você é acometido por mau hálito, ou conhece alguém que o seja, é importante se atentar ao que pode ser a real causa dessa condição.

A Helitosis, nome em latim dessa condição, que chamamos de halitose, é desencadeada ao acordar, quando um indivíduo consome alimentos com grande quantidade de alho, devido ao tabagismo ou até mesmo ao ingerir café.

Há, ainda, uma série de fatores que podem desencadear o mau hálito, que você poderá conhecer abaixo, bem como os cuidados necessários e as dicas para manter a halitose longe de você. Confira:

Problemas Digestivos

Muitas vezes o mau hálito não é um problema de ordem bucal ou odontológica, mas sim digestiva.

Dessa maneira, quando há alguma disfunção estomacal, por exemplo, o mau cheiro passa pelo esôfago e chega à boca, sendo liberado quando o indivíduo fala ou simplesmente abre a boca.

Problemas como má digestão, distúrbios intestinais e constipações são algumas possíveis causas do mau odor em seu hálito.

Pessoas que costumam ter refluxo também provavelmente têm mau hálito, pois o ácido que volta pelo esôfago faz com que isso ocorra.

Quando o sintoma persiste, então é necessário procurar um gastroenterologista para averiguar a causa e iniciar o tratamento adequado para o seu quadro.

Má Higiene Bucal

Essa é, certamente, uma das causas mais comuns para o mau hálito.

A falta de higiene bucal, além de ocasionar mau hálito, pode desencadear quadros mais graves como cáries, tártaros e gengivite, fazendo-o passar por dores e desconfortos dentais.

Isso ocorre quando os dentes não são limpos adequadamente. Dessa maneira, resíduos de alimentos ficam presos entre seus dentes ou até mesmo na coroa dos dentes traseiros, causando o acúmulo de bactérias que consequentemente ocasionará placas bacterianas.

É importante ressaltar que as cavidades bucais e as irregularidades na superfície da língua, das amígdalas e do interior das bochechas também podem acumular bactérias.

Dessa maneira, uma dica importante, mas que muitas vezes é negligenciada, é escovar os dentes sempre após uma refeição, passar fio dental para eliminar os resíduos de alimentos entre os dentes e, por fim, fazer bochecho com um antisséptico bucal, pois somente esse líquido conseguirá eliminar as bactérias que ficam na língua e bochecha.

Manter o cuidado diário com a higiene bucal é fundamental para evitar que o mau hálito ocorra.

Baixa Ingestão de Água

Outra causa bastante comum se tratando de origem de halitose é a baixa produção de saliva, que dá a sensação de a boca estar seca. Também conhecido como xerostomia, esse fenômeno pode ser acometido por inúmeros fatores, desde a ingestão de certos remédios, passando por problemas respiratórios e o consumo de alguns tipos de droga.

Quando isso ocorre, quer dizer que o fluxo salivar foi diminuído. Mas isso, de maneira geral, pode ser regulado aumentando a ingestão de água. O líquido é capaz de hidratar seu organismo e o funcionamento dos órgãos diversos, inclusive a produção de saliva, que tende a normalizar.

Tabagismo

Algumas pessoas acreditam que apenas fumar cigarros é o que ocasiona mau hálito. No entanto, o tabagismo é compreendido também pelo uso de cachimbo ou até mesmo mascando-o.

Se você tem costume de executar uma dessas atividades, então esse pode ser o motor que o faz ficar com mau hálito.

Além de deixar a boca cheirando mal, essa prática danifica o tecido da gengiva, podendo causar doenças mais sérias a longo prazo.

Uso de Medicamento Controlado

Grande parte de medicamentos têm como efeito colateral deixar a boca seca. Dessa maneira, a produção de saliva diminui consideravelmente, deixando a boca um ambiente fértil para a proliferação de bactérias que causam mal odor.

Não obstante, certas substâncias químicas encontradas nos remédios, ao serem decompostas no organismo, liberam outras substâncias que são transportadas pela corrente sanguínea, chegando à boca e à respiração, causando mau hálito.

Infecções Bucais

O mau hálito também pode ser causado por feridas e infecções na boca, assim como após cirurgias feitas nessa região.

Algumas cirurgias comuns são as extrações dentais, cuja as quais muitas pessoas se submetem, como ao tirar o dente do siso, ou dentes cariados que não podem ser recuperados.

Doenças e feridas na gengiva e nos demais tecidos bucais são fontes de mau odor.

Consumo Excessivo de Café

O café é uma bebida que desperta o mau cheiro na boca.

Dessa maneira, se você é um consumidor ávido da bebida, mas sente que seu hálito não está tão bom, você pode começar a diminuir a quantidade de ingestão de café.

O sabor intenso, aliado ao estímulo à produção intensa de saliva fazem com que a bebida se torne um forte impulsionador de odor bucal.

Esse cenário é ainda mais intensificado, pois, após tomar café, a cafeína faz com que ocorra uma diminuição na produção de saliva. Consequentemente, a boca ficará mais seca e propensa à proliferação de bactérias responsáveis por causar o mau odor em sua boca.

Uma dica importante para você que não quer abrir mão, além de diminuir a quantidade, é ingerir água após tomar uma xícara de café. Dessa forma, seu organismo se manterá hidratado suficientemente para produzir uma quantidade ideal de saliva e evitar a intensificação do mau hálito.

Resíduo de Alimentos na Língua

Um dos principais fatores desencadeadores de mau hálito é a má higiene lingual.

A língua é um órgão que é revestido por papilas gustativas, ou seja, saliências responsáveis por transmitirem os sabores que sentimos ao ingerir um alimento ao cérebro.

Entre as papilas há pequenas cavidades, denominadas criptas, aonde restos alimentares se acumulam.

Esse ambiente se torna perfeito para a proliferação de bactérias que fermentam e liberam enxofre. Isso faz com que o mau hálito seja provocado.

Como Evitar Mau Hálito?

O primeiro passo para eliminar ou aliviar o mau hálito é identificar a origem do problema. Observe o que pode não estar funcionando adequadamente no seu organismo, como problemas digestivos, estomacais, ou desordens bucais, como gengivite, a incidência de cáries.

Observe, também, se você está fazendo uma higiene bucal adequada para que o hálito esteja agradável.

Conheça, abaixo, algumas dicas importantes que podem melhorar um quadro de halitose.

Aumente a Ingestão de Água

Como pôde ser percebido, a quantidade de água ingerida garante que o corpo se mantenha funcionando adequadamente. Além disso, o líquido assegura que a produção salivar esteja regulada.

Dessa maneira, a boca se mantem úmida em vez de ser um ambiente próspero para bactérias que causam mau hálito, como ocorre quando a boca está seca.

Se você costuma ingerir muito café, passe a tomar água logo após o consumo a fim de garantir que a produção de saliva esteja normalizada.

Atente-se à Higiene Bucal

Muitas pessoas têm o costume de escovar os dentes apenas ao acordar e ao dormir, quando não menos. Isso, no entanto, é uma prática que impede a higiene bucal adequada.

O correto é que os dentes e o aparelho bucal sejam higienizados após cada refeição. Dessa maneira, é imprescindível escovar os dentes, passar fio dental e utilizar antisséptico bucal para eliminar as sujeiras e os germes que podem se acumular nas microcavidades da língua, bochecha e dentes.

Evite Longos Períodos em Jejum

A recomendação, de maneira geral, é que o indivíduo se alimente de três em três horas. Isso é necessário, pois, um jejum extenso tende a favorecer o aparecimento da halitose.

Além disso, alimentos muito condimentados, preparados com muito alho, sal, ou consumidos muito quente, bem como a ingestão de refrigerante tendem a deixar a boca mais seca, desfavorecendo esse cenário.

Com esses alimentos são comuns no dia a dia de muitas pessoas, cobra-se a moderação durante o consumo para evitar o mau hálito.

Consulte Seu Dentista

Se o mau hálito permanecer, mesmo após executar os cuidados necessários, então é hora de consultar o seu dentista, pois ele será capaz de fazer uma investigação precisa para o seu caso e dar o diagnóstico.

Dessa maneira, você deverá seguir suas indicações a fim de cessar o problema.

É importante ressaltar, no entanto, que o mau hálito matinal, ou seja, aquele de quando você acorda, é completamente normal e resulta do longo período em jejum aliado à diminuição da produção salivar.

Ademais, em outros casos, atente-se aos indicativos do seu organismo e procure um profissional caso os sintomas não desaparecerem após os primeiros cuidados.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia o que causa mal hálito? Já se pegou tendo mal hálito? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário