5 Doenças bucais mais comuns – Causas e tratamento

Especialista:
atualizado em 26/10/2020

A saúde bucal é tão importante quanto a saúde do resto do corpo. Saiba quais são as doenças bucais mais , além de suas causas, tratamento e formas de prevenção.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as cáries e as doenças gengivais são muito comuns. Os dados mostram que:

  • Entre 60 e 90% das crianças em idade escolar tem pelo menos uma cárie;
  • Quase 100% dos adultos têm ao menos uma cárie dentária;
  • Entre 15 e 20% dos adultos entre 35 e 44 anos de idade sofrem de doença grave na gengiva;
  • Até 30% das pessoas entre 65 e 74 anos não têm mais nenhum dente natural;
  • Em média, a cada 100 mil pessoas há entre 1 e 10 casos de câncer oral.

Ou seja, as doenças bucais são muitas vezes ignoradas. A boa notícia é que uma boa higiene bucal e uma alimentação nutritiva é capaz de prevenir muitos desses problemas.

Doenças bucais mais comuns

Veja abaixo as principais doenças bucais e como tratá-las ou evitá-las.

1. Cárie dentária

A cárie é um dano no dente causado principalmente pela má higiene oral. De fato, trata-se de uma doença bucal crônica muito comum.

Ela ocorre devido aos restos de alimentos (principalmente açúcares) que ficam nos dentes. Eles podem fazer com que mais bactérias do que o normal se desenvolvam. Por sua vez, as bactérias produzem ácidos que corroem o esmalte dos dentes.

Essa corrosão pode causar danos permanentes, como a cárie dentária, por exemplo.

2. Halitose

A halitose é o famoso mau hálito. O excesso de bactérias na boca pode causar um mau cheiro.

De acordo com um estudo publicado em 2012 na revista International Journal of Oral Science, até 85% das pessoas com mau hálito tem algum outro tipo de doença bucal.

Por isso, é importante ir ao dentista e identificar a causa do mau hálito ao invés de apenas mascar um chiclete para disfarçar o odor.

Além de ser incômodo para você, o hálito ruim pode incomodar outras pessoas e prejudicar suas interações pessoais ou profissionais.

3. Gengivite

A gengivite é uma inflamação das gengivas bastante comum. Ela surge como resultado do acúmulo de placa bacteriana nos dentes.

Uma pessoa com gengivite geralmente sofre com inchaço e sangramento nas gengivas, principalmente logo após usar o fio dental ou escovar os dentes.

4. Periodontite

Esta é a segunda fase da gengivite. Ou seja, quando a gengivite não recebe o tratamento adequado, o quadro clínico pode evoluir para a periodontite.

Ela é uma infecção na gengiva que pode se espalhar para a mandíbula e para os ossos. A infecção pode destruir os tecidos de sustentação dos dentes e ossos.

As consequências podem ser graves e incluem, por exemplo, o enfraquecimento ósseo. A doença já é a principal causa de perda de dentes em adultos.

5. Tártaro

O tártaro (ou cálculo dentário) nada mais é do que a placa bacteriana endurecida. Ele não é prejudicial desde que seja removido com frequência durante uma limpeza.

No entanto, o acúmulo pode irritar as gengivas e causar outros problemas como a inflamação gengival.

6. Câncer oral

O câncer oral é mais comum do que se pensa. Apesar de não ser tão comum quanto a cárie, o câncer bucal pode afetar até 4 a cada 100 mil pessoas.

Ele afeta mais os homens e os idosos. Além disso, outros fatores de risco para a doença é o uso de tabaco, o abuso de álcool e uma infecção prévia pelo vírus papiloma humano (HPV).

Outros problemas de saúde bucal

Além disso, há muitos outros problemas de doença bucal como a sensibilidade dentária, a afta, o sapinho e a herpes labial que são bem comuns.

Causas de doenças bucais

De fato, a nossa boca é cheia de bactérias, vírus, fungos e organismos que constituem a flora local. Isso é saudável, mas em excesso os micro-organismos são um problema.

Os principais fatores que afetam o crescimento de bactérias e outros germes na boca são:

Higiene bucal inadequada

higiene-bucal-ruim

A escovação ruim ou outros hábitos inadequados como não passar o fio dental todos os dias, por exemplo, podem causar o acúmulo de bactérias perto da linha da gengiva.

As bactérias em excesso nessa região formam a placa bacteriana. Além disso aumentar o risco de cáries, a placa pode inflamar as gengivas, causando a gengivite ou a periodontite.

Medo de ir ao dentista

mulher-com-medo-de-check-up-bucal

Uma limpeza profissional dos dentes no consultório do dentista é essencial de tempos em tempos. De fato, isso garante a remoção da placa bacteriana, evitando tártaro, gengivite e tantas outras doenças bucais.

Além disso, ir ao dentista regularmente garante que qualquer problema receba o tratamento ainda no início.

Aliás, quando o medo de ir ao dentista é maior do que os cuidados com a saúde, é provável que você desenvolva doenças bucais com mais facilidade.

Além disso, o risco de ter uma doença mais grave é maior devido à falta de periodicidade nas consultas odontológicas.

Má alimentação

Uma dieta rica em açúcares, por exemplo, favorece a proliferação de bactérias produtoras de ácido. Por sua vez, o ácido produzido por elas prejudica o esmalte dos dentes e causa cáries.

Tratamento de doenças bucais

Ir ao dentista pelo menos duas vezes ao ano é muito importante. Além de avaliar o estado dos dentes, o dentista pode verificar a saúde da boca, da língua, da garganta, das bochechas, da mandíbula e até do pescoço.

O tratamento depende do tipo de doença bucal e da causa. A depender do seu caso, o dentista pode sugerir as seguintes abordagens terapêuticas:

  • Limpeza profissional com raspagem;
  • Uso de flúor;
  • Antibióticos;
  • Restaurações como obturações;
  • Tratamento de canal;
  • Uso de probióticos;
  • Mudança de hábitos;
  • Cirurgias.

Prevenção e dicas de higiene bucal

Algumas práticas simples no dia a dia podem prevenir a grande maioria das doenças bucais. São elas:

  1. Escovar os dentes com creme dental com flúor ao menos duas vezes por dia;
  2. Passar o fio dental diariamente;
  3. Reduzir o consumo de açúcar;
  4. Evitar o fumo;
  5. Beber água com flúor;
  6. Ingerir bastante frutas e vegetais no dia a dia;
  7. Ir ao dentista regularmente.

Com toda a certeza, existe uma relação direta entre a saúde da boca e a saúde geral.

Sendo assim, cuide da sua saúde bucal e visite o dentista regularmente não só a fim de tratar, mas também para prevenir problemas e complicações.

Fontes e Referências Adicionais

Aliás, você vai regularmente ao dentista? Acha que sua saúde bucal está boa ou pode melhorar alguns hábitos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário