O que significa a cor das fezes para a saúde

Especialista:
atualizado em 11/12/2020

Você sabia que a cor das fezes pode dizer muito sobre o seu estado de saúde? Veja aqui o que significa e pense duas vezes antes de apertar a descarga no automático.

Apesar de não ser uma prática agradável, observar o formato, a cor e a consistência das fezes é importante para saber se tudo está funcionando bem. De fato, as fezes podem trazer muita informação sobre a sua saúde.

  Continua Depois da Publicidade  

Às vezes, é normal as fezes terem uma cor diferente por causa de algo que você comeu. O pigmento de alguns alimentos – como a beterraba, por exemplo – pode gerar mudanças temporárias na cor do cocô. 

No entanto, uma cor diferente por muitos dias pode indicar problemas na saúde que precisam ser investigados.

Cor das fezes e possíveis causas

mulher com dor na barriga

1. Fezes amarelas

Na maioria das vezes, fazer cocô amarelo ou laranja significa que você comeu alimentos como cenoura, cúrcuma ou com algum corante amarelo.

No entanto, quem usa remédios para tratar a doença do refluxo gastroesofágico também pode ter fezes amarelas.

Além disso, a causa da cor do cocô também pode ser uma infecção, principalmente se houver outros sintomas como:

  • Diarreia;
  • Febre;
  • Cólicas estomacais;
  • Sintomas de gripe.

De acordo com um estudo da revista Clinical Microbiology Reviews, a giardíase é um exemplo de infecção que afeta o intestino delgado e que pode causar fezes amarelas e diarreia.

Por fim, outras possíveis causas são:

  • Excesso de gordura nas fezes;
  • Má digestão;
  • Doença celíaca;
  • Problemas no pâncreas, fígado ou vesícula biliar.

2. Fezes verdes

As fezes verdes geralmente não indicam nenhum problema sério, pois têm muito a ver com a alimentação ou com uma digestão um pouco mais acelerada do que o normal.

  Continua Depois da Publicidade  

De acordo com dados de uma pesquisa do International Journal of Medicine, se você come muitos vegetais como espinafre e couve, é esperado que suas fezes tenham pigmentos verdes. 

Alguns corantes alimentares e suplementos de ferro também podem alterar a cor das fezes para verde.

Além disso, mulheres grávidas podem ter fezes verdes em alguns momentos da gestação sem que sua saúde seja prejudicada.

3. Fezes brancas ou claras

É normal que apareçam muco nas fezes e que eles sejam mais claros do que o resto delas. Esse tipo de muco ajuda as fezes a passar pelo sistema digestivo. No entanto, fezes totalmente brancas ou claras são um problema, já que fezes saudáveis costumam ter cor marrom.

A saber, os sais biliares (ou bile) nos intestinos são os responsáveis por deixar as fezes marrons. Por isso, fezes brancas, cinzas ou pálidas podem ser resultado da falta de bile. 

Só para exemplificar, a produção insuficiente de bile pode ser resultado de problemas na vesícula biliar, no fígado ou no pâncreas. De fato, doenças como a hepatite e os cálculos biliares podem prejudicar o transporte da bile.

Assim, é essencial procurar um médico caso suas fezes estejam mais claras do que o habitual.

Além disso, alguns remédios como o subsalicililato de bismuto, por exemplo, podem deixar as fezes temporariamente mais claras.

  Continua Depois da Publicidade  

4. Fezes pretas ou escuras

Remédios como, por exemplo, o subsalicilato de bismuto, o carvão ativado e suplementos de ferro podem alterar a cor das fezes e torná-las mais escuras.

Além disso, alguns alimentos como amoras, suco de uva, mirtilos, bolachas recheadas e alcaçuz preto podem causar fezes pretas.

Em alguns casos, de acordo com um estudo de 2014 da revista World Journal of Gastrointestinal Pathophysiology, as fezes pretas podem ocorrer por causa de um sangramento na parte superior do trato gastrointestinal devido à presença de:

  • Úlceras estomacais;
  • Feridas no esôfago;
  • Tumores.

Assim, se você não identificar um alimento, remédio ou suplemento que pode ter causado a alteração na cor, é recomendado consultar um médico para saber se houve sangramento.

5. Fezes vermelhas

As fezes vermelhas geralmente surgem logo após comer alimentos como tomate, beterraba, cranberries ou comida com corante.

Aliás, alguns remédios com corante vermelho também podem produzir esse efeito.

É claro que também há a possibilidade de as fezes vermelhas serem um indicativo de sangue. Nesse caso, o tom de vermelho indica o local em que está o problema. Se essa for sua suspeita, confira o que pode ser o sangue nas fezes e o que fazer.

Por exemplo, um vermelho escuro indica que o sangramento se deu na parte superior do trato gastrointestinal – como no estômago ou no esôfago, por exemplo. Por outro lado, o sangue vermelho vivo indica sangramento na parte inferior, como no intestino ou no reto.

Em casos de suspeita de sangue nas fezes, é fundamental fazer um exame para confirmar a presença de sangue e investigar se há alguma condição responsável pelo sangramento como por exemplo:

  • Fissura anal;
  • Hemorroida;
  • Colite ulcerativa;
  • Pólipo no intestino;
  • Doença de Crohn;
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Câncer de cólon.

O que fazer se a cor das fezes mudar

mulher indo ao banheiro

Mudanças pontuais na cor das fezes não são um sinal de problemas sérios. Mas é importante ficar atento.

A primeira coisa a fazer é observar se você comeu ou bebeu algo com uma pigmentação forte, já que grande parte das mudanças observadas nas fezes tem a ver com a sua alimentação. Porém, caso não seja essa a causa, é importante verificar se:

  • Existem outros sintomas como dor, desconforto gastrointestinal ou diarreia;
  • Já faz mais de 2 dias que a cor das fezes está diferente do habitual;
  • Há mudanças na consistência, odor e formato das fezes.

Ao observar algum dos problemas acima, é importante consultar um gastroenterologista para diagnosticar a causa da mudança nas fezes e indicar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Fontes e Referências Adicionais

Você já notou alguma mudança de cor nas fezes? Foi ao médico para checar o que era? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho é especialista em Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva e Ultrassonografia - CRM 52.104130-4. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário