Ômega-3 Dá Espinha?

Especialista da área:
atualizado em 20/08/2019

Os ácidos graxos ômega-3, que fazem parte do grupo dos ácidos graxos poli-insaturados, podem ser encontrados em alimentos como peixes, sementes de chia, nozes e linhaça, além de poderem ser ingeridos por meio de suplementos.

  Continua Depois da Publicidade  

Eles são importantes para a formação das estruturas das membranas das células, fornecem energia ao organismo e são utilizados para produzir os chamados eicoisanóides, moléculas que exercem funções variadas nos sistemas cardiovascular, pulmonar, imunológico e endócrino do corpo.

Mas você já ouviu falar que o ômega-3 dá espinha? Será que é verdade realmente que ele afeta a saúde e a aparência da pele?

Será que o ômega-3 dá espinha?

Para sabermos se o ômega-3 dá espinha, antes precisamos conhecer um pouco melhor sobre esse problema que incomoda tanta gente.

Pois bem, o aparecimento das espinhas é provocado pela acne, um problema que surge quando secreções oleosas das glândulas sebáceas tampam as pequenas aberturas dos folículos capilares.

Segundo os dermatologistas, a condição pode ser causada por uma série de fatores como o excesso de produção de oleosidade da pele, o acúmulo de bactérias, a tendência à inflamação, a desregulação hormonal e a propensão ao acúmulo de células e tecidos mortos.

Mas será que o e ômega-3 causa espinha ou favorece de alguma maneira o desenvolvimento da acne?

  Continua Depois da Publicidade  

O óleo de peixe é uma conhecida fonte de ômega-3. Ainda que seja difícil identificar qualquer fator único de causa para o surgimento de uma crise de acne, o óleo de peixe provavelmente não provoca o problema.

De acordo com o portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, não existem evidências que o óleo de peixe provoca crises de acne.

Por outro lado

Pelo contrário, já foi apontado que o óleo de peixe pode até auxiliar a prevenir ou diminuir as crises de acne, porém, esse efeito ainda é alvo de controvérsias.

Segundo pesquisas, o óleo de peixe não aparenta exercer alguma função em relação à saúde da pele e não existem evidências que indicam que ele alivia as crises de acne. No entanto, ele é um conhecido anti-inflamatório e teoricamente pode trazer algum efeito benéfico para algumas pessoas.

Já a Universidade de Columbia nos Estados Unidos relatou que tomar óleo de peixe pode auxiliar a diminuir o número de lesões da acne e reduzir a frequência de crises de acne.

No mesmo sentido, a médica Doris Day, dermatologista especialista, afirmou que o ácido eicosapentaenoico (EPA), um dos tipos de ácidos graxos ômega-3 encontrados no óleo de peixe, beneficia a pele por meio da regulação da produção de óleo para reforçar a hidratação e prevenir a acne.

  Continua Depois da Publicidade  

“Um estudo de 2005 no Journal of Lipid Research (Jornal de Pesquisa Lipídica, tradução livre) descobriu que o EPA pode ajudar a bloquear a liberação de enzimas que comem o nosso colágeno, causando linhas (de expressão) e flacidez cutânea. O EPA é tanto um antioxidante quanto um agente anti-inflamatório, por isso ele pode proteger contra o dano solar e reparar isso”, afirmou Day.

Entretanto, a evidência que dá suporte aos seus benefícios em relação à acne não é convincente e são necessárias mais pesquisas neste sentido.

Pesquisadores da Califórnia testaram o ômega-3 em pessoas com acne inflamatória

Uma mostra disso é um estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Nutrição Humana e Ciência Alimentar da Universidade Politécnica do Estado da Califórnia nos Estados Unidos, que deram 3 g de óleo de peixe com 930 mg de ácido eicosapentaenoico (EPA) a 13 pessoas com acne inflamatória ao longo de 12 semanas.

Os participantes da pesquisa não modificaram a sua dieta e o óleo de peixe foi usado em adição aos medicamentos para acne que já eram utilizados por eles. O resultado? Não houve mudanças significativas na graduação da acne e nas contagens inflamatórias na 12ª semana, em comparação à base de referência inicial, de maneira geral.

Entretanto, individualmente, os participantes apresentaram respostas diversas. Isso porque, enquanto a severidade da acne melhorou para oito deles, ela piorou para quatro e permaneceu a mesma apenas para um participante.

  Continua Depois da Publicidade  

Os cientistas notaram ainda que, das oito pessoas que apresentaram melhorias, sete tinham a acne moderada a severa na base de referência inicial, enquanto dos quatro que tiveram pioras em seu quadro, três sofriam com a acne leve.

“Existe alguma evidência que a suplementação com o óleo de peixe está associada com a melhoria geral da severidade da acne, especialmente para os indivíduos com acne moderada a severa. As repostas divergentes ao óleo de peixe no nosso estudo piloto indicam que os lipídeos alimentares e suplementares merecem investigações mais profundas em relação à acne”, concluíram os pesquisadores.

A alimentação saudável para a acne

Em artigo publicado, a nutricionista Deborah Herlax Enos deu algumas dicas de alimentação que podem auxiliar no combate a acne. Uma dessas sugestões foi justamente comer mais alimentos ricos em ômega-3.

A nutricionista também aconselhou trocar o pão branco e o macarrão por versões de grãos integrais desses alimentos, diminuir a ingestão de alimentos processados e diminuir o consumo de produtos laticínios.

“Considere testar alguns substitutos do leite como leite de amêndoas ou leite de arroz”, completou Enos.

  Continua Depois da Publicidade  

Então…

Se você tem problemas com crise de acnes e espinhas, o melhor a se fazer é procurar o auxílio de um bom médico dermatologista para receber o diagnóstico do seu quadro e dar início ao tratamento mais indicado para você, tendo em vista todas as particularidades do seu caso.

Mais importante do que saber se o ômega-3 dá espinha é conhecer como devem ser todas as suas ações para evitar o surgimento ou a piora da acne e das espinhas. E isso pode ser diferente para cada pessoa, conforme fatores como os hábitos alimentares e o tipo de pele, por exemplo.

Vale lembrar que para alguns quadros de acne, apenas modificar a alimentação pode não ser suficiente. E não tem como saber que tipo de tratamento cada caso de acne exige sem consultar um dermatologista.

Antes de usar qualquer suplemento para a acne e as espinhas – o que inclui o óleo de peixe com ômega-3 – é fundamental consultar o médico para saber se o produto realmente pode ajudar e se ele não pode fazer mal, trazendo efeitos colaterais ou interagindo com algum medicamento, planta ou outro suplemento que você esteja usando, por exemplo.

Até porque, como nos mostrou o estudo dos pesquisadores da Califórnia, o óleo de peixe e o ômega-3 EPA podem ser benéficos para os casos de acne de algumas pessoas e agravar os quadros de acne de outras. Como não podemos adivinhar o que vai acontecer, o jeito mesmo é consultar o médico dermatologista, não é verdade?

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que ômega-3 dá espinha? Tem consumido alimentos ou suplementos com ômega-3 e percebido esse efeito? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

3 comentários em “Ômega-3 Dá Espinha?”

  1. Comecei a tomar ômega 3 há pouco mais de 1 mês e começou a aparecer espinhas nas costas e umas espinhas enormes no rosto, sendo que nunca tive espinhas em nenhum desses locais do corpo. Parei com o suplemento. Havia comprado um vidro com 120 capsulas. 🙁

    Responder
    • Aqui para mim deu certo…fiz alguns estudos aqui e percebi que nas primeiras semanas devemos tomar pelo menos 1mg de omega3 ou seja começar com pouco depois ir aumentando gradualmente… Eu entendo que os medicamentos estão pondo as espinhas para fora….Sempre que comecei com o que estava recomendado dava errado.
      Espero ter ajudado

      Responder