Ômega-3

Ômega-3 é Bom Para Pressão Alta?

Os ácidos graxos ômega-3 são gorduras saudáveis que precisam ser consumidas por meio da alimentação, tendo em vista que o organismo não consegue produzi-los por conta própria. Vantagens como o auxílio à perda de peso, a uma gravidez saudável, à recuperação atlética e o engrossamento das unhas e dos cabelos também já foram associados ao ômega-3.

Condições como depressão, inflamação, ansiedade, transtorno de déficit de atenção com hiperatividade, diabetes, artrite, infertilidade, doença inflamatória intestinal, doença de Alzheimer, degeneração macular e problemas de pele como psoríase e eczema também foram apontadas como possíveis de serem beneficiadas pela presença da substância na dieta.

A deficiência de ômega-3, que pode ser observada em países industrializados e em pessoas que consomem muitos alimentos processados e óleos hidrogenados ou seguem uma dieta vegetariana ou vegana, provoca problemas como memória fraca, pele seca, problemas no coração, alterações de humor, dor na articulação e doença autoimune.

O Ômega-3 é bom para pressão alta? 

Um estudo feito por um pesquisador da Islândia e demais colegas mostrou que o consumo de três porções de salmão (que é uma conhecida fonte de ômega-3) diminuiu a pressão alta em pessoas jovens com sobrepeso ao longo de um período de oito semanas.

Isso não é uma prova definitiva de que o ômega-3 é bom para pressão alta, mas no sentido de diminuir a pressão arterial, trata-se de um resultado preliminar que é animador.

No mesmo sentido, o WebMD relatou que descobertas já apontaram que os ácidos graxos ômega-3 podem colaborar com a diminuição da pressão arterial.

Por sua vez, a Associação Americana do Coração indica que os ácidos graxos ômega-3 podem reduzir ligeiramente a pressão arterial. O ômega-3 é considerado uma gordura boa e as gorduras boas podem diminuir a inflamação, que pode resultar problemas como a hipertensão.

A mestra em nutrição em saúde pública Destiny Simmons escreveu que os ácidos graxos ômega-3 auxiliam a expandir os vasos sanguíneos, efeito que também pode significar que o ômega-3 é bom para pressão alta.

Além disso, o óleo de peixe (que é rico em ômega-3) é possivelmente efetivo para prevenir a pressão alta provocada por um medicamento chamado ciclosporina, utilizado para evitar a rejeição de órgão depois de um transplante.

Pesquisa analisou experimentos sobre efeitos do óleo de peixe em relação à hipertensão

 O Journal of Hypertension (Jornal da Hipertensão, tradução livre) analisou 90 experimentos diferentes que estudaram os efeitos do óleo de peixe em relação à pressão alta.

A pesquisa identificou que a maioria dos experimentos incluiu participantes que faziam uso de doses elevadas de óleo de peixe e que, dessa maneira, o produto apresentou um efeito de diminuição em relação à pressão arterial.

Entretanto, antes de começar a tomar doses elevadas de óleo de peixe, você deve consultar o médico para checar se o produto realmente pode te ajudar em relação ao seu caso de pressão alta e saber qual a dosagem segura e eficiente para você. Até porque ingerir muito óleo de peixe em excesso pode trazer problemas.

Síndrome metabólica

Segundo múltiplos estudos, os sintomas da síndrome metabólica melhoram e pode proteger contra doenças que estão associadas à condição.

Mas o que a pressão alta tem a ver com isso? É que a síndrome metabólica é um conjunto de fatores de risco como pressão arterial alta, obesidade abdominal, glicose alta no sangue, triglicerídeos elevados e níveis baixos do colesterol bom (HDL) para o desenvolvimento de problemas como doença no coração, AVC ou diabetes.

Interações medicamentosas 

O óleo de peixe, que é rico em ômega-3 como já vimos aqui, pode interagir com medicamentos utilizados para tratar a pressão arterial alta.

A combinação entre o óleo de peixe e os remédios para hipertensão pode fazer com que a pressão arterial fique baixa demais.

Pacientes que utilizam suplementos de óleo de peixe junto com medicamentos para pressão alta podem experimentar sintomas como tontura, vertigem, desmaio, visão borrada, respiração rápida e superficial, problemas de concentração, fadiga, depressão, palidez na pele e sede.

A ingestão de dosagens excessivas de suplementos de óleo de peixe ou de medicamentos para pressão alta também pode provocar sintomas de hipotensão (pressão baixa) mesmo quando eles não são tomados em combinação.

Assim, antes de usar o ômega-3, verifique com o seu médico se ele não pode interagir com algum remédio para pressão alta que você esteja utilizado ou qualquer outro medicamento, suplemento ou produto natural que você faça uso no momento.

Cuidados

O que colocamos aqui serve como informação, porém, não ultrapassa essa esfera e jamais pode substituir a prescrição de um médico. Mais importante do que saber se o ômega-3 é bom para pressão alta é entender como deve ser o tratamento completo da hipertensão.

Assim, se você sabe que sofre com o problema, deve seguir o tratamento recomendado pelo médico, consultando-o a respeito de como e se o ômega-3 pode te ajudar, se ele não é contraindicado para você e em que dosagem você deve usá-lo, especialmente no caso de suplementos.

A recomendação serve para qualquer outra condição para a qual você pense em utilizar o ômega-3 para auxiliar o seu tratamento.

Você já tinha ouvido falar que o ômega-3 é bom para pressão alta? Possui essa condição e costuma consumir alimentos ricos em ômega-3 ou até mesmo suplementos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*