Ketchup

Os 5 Piores Condimentos Que Você Não Deveria Comer

Condimentos podem não ser um ingrediente muito utilizado em sua dieta em geral, mas, mesmo como adultos, a maioria de nós comemos mais deles do que pensamos. Afinal, você já realmente pegou uma colher para medir a quantidade de ketchup que coloca nas suas batatas fritas? É por isso que é importante prestar atenção ao que está realmente nestes condimentos.

O problema é que, uma vez que você olha o rótulo, você vai começar a encontrar algumas coisas muito desagradáveis. Aqui estão 5 dos piores condimentos para a sua saúde, além das melhores alternativas que você pode escolher para substituir cada um deles.

1. Ketchup

O ketchup pode ser feito com tomates, mas isso não significa que ele conta como um vegetal real. Considerando o fato de que ele oferece cerca de 8 g de açúcar por 2 colheres de sopa, ele praticamente se enquadra na categoria de doces. E este doce vem na forma de xarope de milho, não como um simples açúcar de mesa. Além disso, está cheio de ingredientes indesejados. Saiba em mais detalhes porque o ketchup faz mal à saúde.

Não pode viver sem o sabor inconfundível do seu condimento preferido? Tente o ketchup orgânico feito com açúcar real. Ou, melhor ainda, trocar o seu ketchup por tomates secos picados ou um molho de tomate.

2. Molho barbecue

O molho barbecue vendido no mercado, assim como ketchup, é basicamente um amontoado para o açúcar, incluindo o xarope de milho. Uma porção de 2 colheres de sopa tem uma gritante quantidade de 12 g de açúcar. Uau!

Além do mais, muitas marcas obtêm a sua tonalidade característica através do corante caramelo artificial, que contém produtos químicos cujos resultados de pesquisas recentes dizem que pode ser cancerígeno.

Da próxima vez que você estiver com vontade de passar um molho em costelinhas de porco, considere fazer o seu próprio molho barbecue, que você possa controlar os ingredientes.

3. Molho para salada

Você pode achar que está poupando algumas calorias escolhendo uma refeição leve como uma salada. Mas você também pode estar sabotando a sua refeição e ofuscando os nutrientes dos vegetais por conta do açúcar e outros ingredientes questionáveis presentes nestes molhos prontos.

A maioria dos molhos light vendidos no mercado são carregados de açúcar para adicionar sabor por conta da ausência de gordura. E eles obtêm a sua textura rica e cremosa de espessantes e emulsionantes adicionados. Pior de tudo? Você vai estar perdendo a maior parte de nutrientes da sua salada, porque o seu corpo realmente precisa de alguma gordura para absorver muitas das vitaminas encontradas em vegetais, como as vitaminas lipossolúveis A, D, E e K. Usar o bom e velho azeite extra virgem e vinagre parece muito mais atraente, não é? Velha também algumas boas opções de molhos light para salada.

4. Maionese convencional

Com uma porção de 2 colheres de sopa de maionese, você irá receber cerca de 200 calorias. O que, claro, é muito. Mas o maior problema é o fato de a maioria das maioneses vendidas no mercado é feita com óleo de soja, que é geralmente derivada de soja geneticamente modificada. Pior ainda, recentes resultados de pesquisas sugerem que, em comparação com outros óleos, o óleo de soja pode aumentar o risco de obesidade e diabetes.

Se você quer um pouco de cremosidade no seu sanduíche, opte por hummus tahine, patê de abacate, ou maionese orgânica feita com ou óleo de abacate, por exemplo, em vez da tradicional.

5. Molho tártaro

Por ser basicamente maionese misturada com alguns vegetais, a maioria dos molhos tártaro compradas em mercados trazem todos os mesmos malefícios que acabamos de ver da maionese. Além do mais, o cremoso molho tende a ser consumido quase exclusivamente com frutos do mar ou frango fritos em bares, o que significa que você está levando a sua refeição de mal a pior.

Você tem o costume de utilizar algum destes molhos e condimentos em suas refeições? Acredita que eles podem estar sabotando a sua dieta? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*