Mostarda Engorda? Calorias e Análise

Especialista da área:
atualizado em 24/03/2021

Algo que ajuda a acentuar o sabor de alguns alimentos são os temperos e condimentos. Afinal, quem nunca adicionou uma pimentinha a uma salada sem graça ou não incrementou um sanduíche com uma porção de ketchup?

  Continua Depois da Publicidade  

Entretanto, quando a gente começa a se preocupar um pouco mais com a qualidade da alimentação e resolve cuidar melhor da saúde e boa forma, é normal que o a dúvida nos morda e nos faça pensar: será que se eu acrescentar esse ingrediente minha refeição não fica muito calórica e eu acabarei engordando?

Para não ficar no achismo, o que geralmente pode conduzir a alguns equívocos que só atrapalharão o processo de perda ou manutenção do peso, o ideal é fazer uma análise antes de bater o martelo e decidir se determinado condimento será excluído ou não da dieta. E é justamente isso o que a gente vai fazer no artigo de hoje: vamos falar sobre um desses produtos, a mostarda, e tentar desvendar que efeito ela pode causar na silhueta.

Então, será que a mostarda engorda? Ou eu posso mantê-la tranquilamente na minha alimentação? Confira as respostas para essas perguntas a seguir:

As calorias encontradas na mostarda

Para descobrir se a mostarda engorda ou não, vamos começar dando uma olhada na quantidade de calorias presentes no condimento.

Existem somente em torno de nove calorias a cada porção equivalente a uma colher de sopa de mostarda. Apenas isso já é suficiente para colocá-la à frente de outros condimentos como o ketchup – que possui 15 calorias por colher de sopa – e a maionese – que mesmo na sua versão light contém 30 calorias na mesma proporção.

Essas informações podem ser interessantes para quem está procurando emagrecer e deseja começar a redução de consumo calórico aos poucos. A pessoa pode deixar de incrementar as suas refeições com o ketchup e a maionese e utilizar só a mostarda, que já terá uma redução no número de calorias ingeridas.

Por outro lado, isso não quer dizer que simplesmente passar a usar a mostarda no lugar de outros condimentos ou temperos trará um resultado mágico na perda de peso. Até porque é preciso integrar vários esforços e seguir uma alimentação equilibrada para alcançar tal objetivo.

Com certeza não adiantará de muita coisa utilizar somente a mostarda como condimento e continuar comendo comidas bastante calóricas como pizzas e sanduíches de redes fast food. A nossa dica é que você use o condimento para melhorar o sabor de opções mais leves como uma salada ou um lanche natural e limite ao máximo o consumo de pratos pouco nutritivos e muitos calóricos, se realmente deseja emagrecer e cuidar melhor de sua saúde.

A composição da mostarda 

Como não dá para resumir a nossa análise se a mostarda engorda ou não simplesmente em seu teor calórico, chegou a hora de passarmos para a verificação da composição da mostarda.

  Continua Depois da Publicidade  

O ingrediente é pobre em carboidratos – há pouco mais de 1 g por colher de sopa – e em gorduras – existem aproximadamente 0,5 g na mesma proporção. Mas não é só isso, as sementes que dão origem ao condimento são bastante nutritivas, especialmente se levarmos em consideração o seu pequeno tamanho.

Elas possuem importantes substâncias para o funcionamento do nosso organismo como fibras, proteínas, fósforo, manganês, magnésio, ferro, cálcio e selênio.

Uma recomendação que deixamos quanto à mostarda é aquela que serve para todos os outros alimentos que você venha a consumir em suas refeições: tome cuidado com a taxa de sódio. Isso porque é possível encontrar em torno de 170 mg do nutriente a cada colher de sopa de mostarda.

O perigo é que quando a ingestão dessa substância é excessiva, ultrapassando a indicação de 2,3 mil mg por dia, surge o risco do aumento da pressão arterial e do desenvolvimento de doenças como osteoporose, hipertensão, catarata, acidente vascular cerebral, pedra nos rins e câncer de estômago.

A mostarda pode colaborar com a queima de gorduras no corpo?

Até pode, mas não é qualquer versão do condimento que é capaz de causar esse efeito. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, alimentos muito quentes, como as pimentas, podem aumentar a aceleração do metabolismo em até 20%, meia hora depois de serem consumidas, o que contribui com a queima de gordura corporal.

E por mais que a mostarda amarelinha, aquela que a gente está mais acostumado a utilizar, não tenha o poder de causar esse efeito, outras versões mais apimentadas e produzidas à base de grãos integrais de mostarda, como as mexicanas e asiáticas, podem ajudar nesse sentido.

Quanto maior for o teor de sementes de mostarda encontradas em um exemplar do condimento, maiores serão as possibilidades de que ele estimule a velocidade do metabolismo e resulte em uma eliminação mais eficiente das indesejáveis gorduras.

E se você quiser melhorar ainda mais essa queima de gorduras, a recomendação é misturar a mostarda com a pimenta caiena ou a malagueta. É que essas pimentas possuem uma substância chamada capsaicina, que deixa o metabolismo mais rápido e, por conta disso, podem fazer com que você queime ainda mais calorias.

  Continua Depois da Publicidade  

Considerações finais

Como vimos ao longo de todo o artigo, não é correto pensar que a mostarda engorda, e ela também se trata de um condimento nutritivo e que pode inclusive auxiliar o processo de queima de gordura no organismo, quando a quantidade de sementes de mostarda encontradas em sua composição é alta.

Por outro lado, isso não significa que basta apenas trocar outros ingredientes pela mostarda que será fácil emagrecer. O seu uso em detrimento de outros produtos pode sim colaborar com um menor consumo de calorias diariamente, mas isso é somente uma pequena parte de um complexo bem maior de atitudes necessárias para promover a perda de peso.

Para tanto, é importante ter o cuidado de se alimentar de maneira nutritiva e equilibrada, integrando diversos tipos de alimento à dieta. Ainda é importante investir em um processo de reeducação alimentar e integrar a prática de atividades físicas à rotina, para que os resultados obtidos não sejam passageiros, mas possam permanecer por bastante tempo na vida da pessoa.

Aliás, não deixe de ver esse vídeo da nossa nutricionista apresentando os benefícios das sementes de mostarda e como usar em seu dia a dia:

Você tem o costume de utilizar a mostarda para dar uma diferenciada em suas receitas e lanches? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média 4,20)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário