Quer um Cérebro Mais Eficiente e Organizado? Experimente Beber Chá!

Especialista:
atualizado em 03/02/2020

Depois de fazerem exames de imagem por ressonância magnética em pessoas que tomavam chá regularmente e indivíduos que não tinham o costume de consumir chá, os autores de uma pesquisa publicada no jornal científico Aging (Envelhecimento, tradução livre) observaram que os cérebros das pessoas que frequentemente ingeriam a bebida eram mais bem organizados e eficientes.

Os cientistas da China, de Cingapura e do Reino Unido responsáveis pelo estudo observaram o efeito do chá por si mesmo e não dos seus extratos ou outros componentes da bebida, como acontece em outros estudos. A ideia dos estudiosos era analisar os benefícios de longo prazo que o hábito de consumir chá ao longo de anos ou décadas poderia proporcionar.

Falando em saúde do cérebro, que tal conhecer como os exercícios físicos também fazem bem para o cérebro?

Voltando ao estudo, primeiramente, os cientistas separaram participantes com idade de aproximadamente 70 anos, uma vez que o objetivo dos pesquisadores era o potencial efeito de proteção do consumo de chá contra o declínio associado ao envelhecimento em relação à organização cerebral.

Os estudiosos analisaram participantes que consumiam qualquer variedade de chás como os chás à base de ervas, o chá preto, o chá verde e o chá oolong. Entretanto, não foi somente isso.

Além de submeterem os participantes do experimento aos exames de imagem por ressonância magnética, os responsáveis pela pesquisa revisaram outros estudos a respeito da prevenção da doença de Alzheimer e encontraram evidência de que o chá à base de ervas apresentou um papel protetivo em oito das nove pesquisas analisadas.

De acordo com a equipe de pesquisadores responsável pelo experimento, a pesquisa deles fornece a primeira evidência convincente que a ingestão de chá contribui positivamente com a estrutura cerebral, de modo a colaborar com uma rede de organização mais eficiente.

Entretanto, vale uma ressalva: os resultados da pesquisa não indicam que o consumo de chá vai reorganizar os hormônios do cérebro todas as manhãs.

Além disso, vale a pena frisar que mesmo que sejam bebidas naturais, os chás podem ter contraindicações, provocar efeitos colaterais e fazer mal ao serem usados ao mesmo tempo em que  determinados medicamentos, suplementos ou outras plantas.

A questão da cafeína

Alguns chás são compostos por cafeína – como o chá mate, o chá verde e o chá preto, por exemplo, – e durante uma pesquisa publicada no The Journal of Nutrition (O Jornal da Nutrição, tradução), os participantes que consumiam mais cafeína pontuaram melhor em testes de função mental.

Quem contou isso foi a Harvard Health Publishing (Publicação de Saúde de Harvard, tradução livre), que mencionou ainda uma pesquisa da Universidade Johns Hopkins, em que foi pedido que um grupo de participantes estudasse uma série de imagens.

Depois, eles tomaram um remedinho: enquanto alguns ingeriram placebo (substância neutra, sem efeito), outros consumiram um comprimido de 200 mg de cafeína, completou a publicação de Harvard.

Resultado: o número de participantes do grupo que ingeriu a cafeína que deu conta de identificar as imagens no dia seguinte foi maior, acrescentou a Publicação de Saúde de Harvard.

Entretanto, antes de sair se entupindo de café por aí, aprenda aqui como a cafeína pode fazer mal ao organismo, especialmente em quantidades elevadas.

Outros alimentos que podem fazer bem para a saúde do cérebro

Assim como não existe um remedinho mágico para prevenir o declínio cognitivo, também não existe um alimento poderoso que pode assegurar que a pessoa mantenha o seu cérebro afiado conforme envelhece.

Entretanto, cuidar da alimentação como um todo pode contribuir com a saúde do cérebro. Segundo a Harvard Health Publishing, os nutricionistas enfatizam que a estratégia mais importante é seguir um padrão saudável nas refeições, compondo-as por muitas frutas, vegetais, leguminosas e grãos integrais.

A publicação de Harvard apontou também que os melhores alimentos que fazem bem para a saúde do cérebro são os mesmos que protegem o coração e os vasos sanguíneos, tais como:

1. Vegetais verdes folhosos

Alguns exemplos desta categoria incluem alimentos como couve, espinafre e brócolis, que servem como fonte de nutrientes considerados saudáveis para o cérebro como vitamina B9, vitamina K, luteína e betacaroteno.

Pesquisas já sugeriram que estes alimentos de origem vegetal podem colaborar com a desaceleração do declínio cognitivo.

2. Peixes gordurosos

Eles aparecem na listinha de alimentos potencialmente benéficos à saúde do cérebro graças ao fato de serem ricos nos ácidos graxos ômega 3, que são gorduras insaturadas saudáveis que já foram associados à diminuição dos níveis sanguíneos de beta-amiloide.

Mas o que será que isso tem a ver com a saúde do cérebro? Bem, conforme especialistas, a beta-amiloide é a proteína que forma placas causadoras de danos nos cérebros das pessoas que sofrem com a doença de Alzheimer.

A recomendação é consumir peixes pelo menos duas vezes por semana, através de variedades com teores baixos de mercúrio como salmão, bacalhau, atum light enlatado e escamudo.

Para quem não gosta de consumir peixes, a orientação é conversar com o médico sobre a utilização de suplementos de ômega 3 ou consumir fontes vegetais de ômega 3 como abacate e linhaça. Mas será que o ômega 3 da linhaça é bom? Descubra isso ao clicar no termo sublinhado!

3. Frutos silvestres (berries)

Os flavonoides são os pigmentos naturais de origem vegetal que concedem aos frutos silvestres as suas tonalidades brilhantes também podem contribuir com a melhoria da memória.

Uma pesquisa divulgada na publicação Annals of Neurology (Anais de Neurologia, tradução livre) indicou que as mulheres que consumiram duas ou mais porções de morangos e mirtilo semanalmente atrasaram o declínio de memória em até dois anos e meio.

O estudo em questão foi conduzido por pesquisadores da Harvard’s Brigham and Women’s Hospital, hospital de ensino da Escola Médica de Harvard.

Agora que você conheceu três categorias de alimentos que podem ser bons para o cérebro, conheça três tipos de alimentos que são perigosos para o cérebro.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia como fazer para um cérebro mais eficiente e organizado? Pretende experimentar? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário