Chá Preto Emagrece? 7 Benefícios, Para Que Serve e Como Fazer

Especialista:
atualizado em 23/12/2019

O chá preto é uma das bebidas produzidas a partir de uma planta chamada Camellia sinensis, que também dá origem ao chá branco, ao chá verde e ao chá oolong (tradicional chá chinês). A bebida é mais popular na Europa e nos Estados Unidos.

Vamos conhecê-lo um pouco melhor e descobrir se o chá preto emagrece mesmo, além de entender para que serve a bebida e aprender maneiras de prepará-lo ao lado de outros ingredientes?

O chá preto emagrece? 

Um dos pontos que favorece a ideia de que o chá preto emagrece é o fato de se tratar de uma bebida de baixas calorias. Uma xícara de chá preto traz somente duas calorias. Se adicionarmos o suco de dois limões à receita, o número sobe para 26.

Ainda com o acréscimo dos ingredientes, o valor não fica tão alto, não é mesmo? E ainda é menor do que bebidas que não oferecem nada de nutrientes, como a Coca-Cola, que carrega 127,5 calorias a cada 300 ml. Assim, o chá preto pode contribuir com a perda de peso caso seja consumido no lugar de bebidas mais calóricas.

Mas não é só isso: ainda existem outros pontos utilizados para apoiar a ideia de que o chá preto emagrece. Um deles é o fato de que animais de laboratório que ingeriram os flavonoides encontrados na bebida tiveram a enzima digestiva lipase inibida. Sem ela, as gorduras não são digeridas e algumas gorduras obtidas por meio da alimentação são eliminadas e não absorvidas.

A publicação Nutrition informou no ano de 2011 que quando ratos de laboratório receberam uma dieta rica em gorduras, aqueles que receberam uma maior quantidade dos polifenóis do chá preto perderam mais peso do que os que ingeriram uma quantidade mais baixa.

De acordo com outra publicação – a PLoS One, em 2015 – pesquisadores também já identificaram que a queima de calorias de animais de laboratório aumentou depois que eles receberam uma dose de substâncias chamadas teaflavinas, também encontradas no chá preto.

Porém, por mais animadores e promissores que os experimentos sejam, eles foram executados em animais de laboratório, e são necessários mais estudos para saber se o resultado se aplica de maneira positiva nos seres humanos.

A cafeína

Outro ponto para defender a ideia de que o chá emagrece é o fato dele possuir cafeína – existem de 30 mg a 80 mg em uma xícara da bebida. Segundo um estudo divulgado em 2009 pelo European Journal of Clinical Nutrition (Jornal Europeu de Nutrição Clínica, tradução livre), 50 mg da substância são suficientes para aumentar a quantia de energia que é usada pelo corpo em descanso.

Ainda que não seja possível determinar a maneira pela qual isso afeta o peso corporal, os 12 participantes do estudo registraram um aumento de 12% em seu metabolismo basal.

Em 2015, o European Journal of Nutrition (Jornal Europeu de Nutrição, tradução livre) divulgou uma pesquisa feita com 2 mil pessoas, das quais 500 afirmaram ter perdido peso e mantido os quilos eliminados longe. Esse grupo menor consumiu também mais café e bebidas com cafeína do que os outros participantes.

Ainda que isso não prove que a cafeína seja uma das causas para resultados positivos em relação à perda de peso, o estudo indica a possibilidade da existência de uma associação entre a substância e o emagrecimento.

Por outro lado, a Mayo Clinic alerta para o fato de que a cafeína pode estimular levemente a perda de peso ou a prevenção do ganho de peso, porém, não existem evidências sólidas de que o aumento do consumo da substância possa causar uma perda de peso significativa ou permanente.

A organização ainda afirma que alguns estudos feitos sobre a cafeína e a perda de peso foram de baixa qualidade ou realizados em animais, fazendo com que os resultados sejam questionáveis ou difíceis de serem aplicados aos seres humanos. Além disso, outras pesquisas concluíram que mesmo o café descafeinado pode contribuir com uma perda de peso moderada, sugerindo que outros fatores e substâncias alheios à cafeína estejam por trás desse auxílio.

Assim, o que podemos concluir é que, apesar de existir a possibilidade, não podemos afirmar que o chá preto emagrece em todos os casos. Logo, você pode até incluir o chá na dieta, principalmente no lugar de bebidas mais calóricas. Porém, se deseja perder peso mesmo, o ideal é que siga uma dieta saudável, balanceada, nutritiva e controlada e pratique exercícios físicos regularmente como forme de aumentar o gasto calórico.

Para que serve? – 7 benefícios do chá preto 

Agora que já analisamos se o chá preto emagrece mesmo, vamos conhecer alguns dos benefícios que ele pode trazer para a nossa saúde:

1. Alerta e energia

O chá preto é utilizado por muitas pessoas para se manterem despertas e com energia. Isso acontece por conta do teor de cafeína que é encontrado na bebida e pela presença de uma substância estimuladora chamada teofilina, ainda que em quantidade pequena.

Tanto a cafeína quanto a teofilina podem acelerar a frequência cardíaca e fazer com a pessoa se sinta mais alerta.

2. Ação antioxidante

O chá preto também é composto pelos chamados polifenóis, que são dotados de ação antioxidantes e capazes de proteger as células do organismo contra danos no DNA. Os antioxidantes são conhecidos por combaterem os radicais livres, substâncias maléficas que estão associadas a doenças graves como o câncer e ao envelhecimento. 

3. Saúde do coração

Um estudo comparou pessoas que consomem chá preto sem aditivos com indivíduos que ingerem água morna por um período de 12 semanas. O chá preto em questão continha altas doses de substâncias como flavano-3-ol, flavonol, teaflavina e derivados do ácido gálico.

O resultado foi que a ingestão de 9 gramas de chá preto diariamente trouxe uma diminuição significativa de fatores de riscos para a saúde cardiovascular, como os níveis de triglicerídeos. Também foi registrada uma redução na proporção entre o colesterol bom e o ruim e um aumento do colesterol bom.

4. Auxílio ao combate do acidente vascular cerebral (AVC)

Outra pesquisa, realizada em 2009, concluiu que o consumo de chá preto ou chá verde pode contribuir com a prevenção do AVC isquêmico. Os cientistas identificaram que pessoas que tomaram três ou mais xícaras do chá diariamente apresentaram de maneira geral um risco 21% menor de ter o AVC do que aqueles que bebiam menos de uma xícara a cada dia.

5. Alívio da perturbação estomacal

Os taninos encontrados na composição do chá preto fornecem um efeito adstringente ao revestimento do estômago, contribuindo com o alívio da inflamação do intestino e ajudando a colocar a diarreia sob controle.

Para quem achar que estiver desidratado, uma boa opção pode ser o chá preto descafeinado.

6. Efeito antibacteriano

A bebida possui compostos fenólicos e taninos que são dotados da habilidade de inibir alguns tipos de bactérias, além de apresentar compostos fenólicos não poliméricos que podem ser absorvidos pelo trato gastrointestinal, fazendo com que as substâncias do chá preto que combatem as bactérias sejam oralmente ativas.

Um estudo feito por pesquisadores da Bulgária mostrou ainda que o consumo do chá preto ao lado do mel pode ajudar ainda a combater a bactéria H. pylori. Ela pode causar doenças como a úlcera e a gastrite.

7. Redução dos hormônios do estresse

Os pesquisadores de um estudo feito com 75 homens saudáveis de 33 anos de idade dividiram os participantes em dois grupos: ao longo de duas semanas, um grupo consumiu uma mistura de chá preto cafeinado saborizado com frutas que continha os compostos ativos presentes no chá, enquanto o outro tomou uma bebida com o mesmo gosto, que tinha certo nível de cafeína, porém, sem nenhum dos compostos ativos do chá.

Os dois grupos foram submetidos a situações de estresse similares ao que acontece no dia a dia, e os cientistas identificaram que 50 minutos depois que os fatores de estresse ocorreram, os homens que tomaram a bebida com os compostos ativos do chá preto tinham um nível de cortisol (conhecido como o hormônio do estresse) menor que os outros participantes.

Eles também apresentaram um aumento na sensação de relaxamento após o período de estresse e tiveram uma ativação mais baixa das plaquetas sanguíneas, que participam da formação de coágulos de sangue, algo que eleva o risco de ataque cardíaco.

Chá preto faz mal?

Segundo a Mayo Clinic, adultos saudáveis não devem consumir mais do que 400 mg de cafeína por dia, o que corresponde a 5 a 13 xícaras de café preto diariamente. Muita cafeína pode trazer problemas como nervosismo, insônia, náusea e aumento da pressão arterial.

No entanto, para as pessoas que são sensíveis à cafeína ou sofrem com ritmo cardíaco irregular, hipertensão e estresse excessivo é recomendável consumir uma quantidade menor da substância por dia do que a indicada para os adultos saudáveis.

Outros efeitos colaterais que podem ser observados com o excesso do consumo do chá preto são: ansiedade, dificuldade de dormir, respiração mais rápida, dor de cabeça, aumento da urina, irregularidade no ritmo cardíaco, inquietação, zumbido nos ouvidos e tremores. A maioria deles também está associada à cafeína.

Além disso, combinar a bebida com outras formas de cafeína ou com uma substância chamada éfedra pode ser perigoso e causar problemas como tremedeira, mudanças na frequência cardíaca, convulsões e desmaios.

Por questões de segurança, caso você faça uso de remédios, vale a pena verificar com o médico se não existem riscos de interação entre o chá preto e o medicamento em questão.

De qualquer forma, o consumo da bebida em quantidades moderadas costuma ser seguro para a maioria das pessoas. 

Como fazer – Receitas de chá preto

1. Receita de chá preto simples

Ingredientes: 

  • 3 saquinhos de chá preto;
  • 1 l de água – 200 ml para ferver e os 800 ml restantes gelados;
  • Pedrinhas de gelo (opcional);
  • Adoçante a gosto.

Modo de preparo:

Levar 200 ml em uma panela e levar ao fogão para aquecer até quase ferver; Adicionar o chá preto e deixar descansar na água quente em infusão durante cinco minutos; Então, acrescentar o adoçante e misturar. Em seguida, esperar esfriar e servir-se.

2. Receita de chá preto com limão (gelado) 

Ingredientes:

  • 3 saquinhos de chá preto;
  • 1 l de água – 200 ml para ferver e os 800 ml restantes gelados;
  • Suco de 2 limões;
  • Pedrinhas de gelo (opcional);
  • Adoçante a gosto.

Modo de preparo:

Levar 200 ml em uma panela e levar ao fogão para aquecer até quase ferver; Adicionar o chá preto e deixar descansar na água quente em infusão durante cinco minutos; Então, acrescentar o adoçante e misturar; Em seguida, adicionar o suco de limão e os 800 ml restantes de água gelada. Servir com pedrinhas de gelo, se assim desejar. 

3. Receita de chá preto com canela e mel

Ingredientes: 

  • 1 saquinho de chá preto;
  • 700 ml de água;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 2 unidades ou 10 g de canela em pau.

Modo de preparo:

Juntar todos os ingredientes em uma panela e levar ao fogo até levantar fervura; Diminuir o fogo e deixar o conteúdo ferver durante mais 15 minutos; Desligar o fogo e servir quente ou frio, da maneira que preferir.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o chá preto emagrece? Tem o costume de consumir essa bebida em seu dia a dia? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 votos, média: 3,63 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

2 comentários em “Chá Preto Emagrece? 7 Benefícios, Para Que Serve e Como Fazer”