Vegetais

Reduzir o Consumo de Carne Também Pode Ajudar a Controlar a Diabetes

Nos últimos anos, o vegetarianismo e o veganismo aumentaram sua popularidade consideravelmente. Considerada uma opção mais saudável, os pesquisadores parecem estar adicionando cada vez mais evidências em prol de uma dieta baseada em vegetais para a boa saúde.

O estudo mais recente para investigar os efeitos de uma ingestão reduzida de carne considerou seu impacto sobre as pessoas com diabetes.

Especificamente, os cientistas procuravam entender se a redução da ingestão de alimentos de origem animal poderia ajudar a melhorar o controle da glicose e o bem-estar psicológico geral. Para investigar isso, eles reanalisaram e combinaram dados de estudos já existentes.

Diabetes: impactos físicos e mentais

Já sabemos que é possível moderar o impacto negativo da diabetes tipo 2 com medicamentos e mudanças no estilo de vida, mas, sem o controle adequado, podem haver consequências graves. Por exemplo, a diabetes aumenta o risco de doença cardiovascular, nefropatia (dano renal) e perda de visão.

Além do impacto físico, também podem haver efeitos psicológicos substanciais. Pessoas com diabetes relatam frequentemente níveis mais baixos de bem-estar psicológico. O risco de depressão entre pessoas com diabetes tipo 2 é quase duas vezes maior do que o da população em geral.

Os aspectos psicológicos da diabetes podem criar um ciclo negativo, pois a depressão torna mais difícil para as pessoas comerem de forma saudável, fazer exercícios regularmente e seguir as rotinas de medicação. Isso causa estresse, o que pode piorar a depressão.

Com isso em mente, os autores investigaram pesquisas existentes que analisaram como a dieta influencia o bem-estar psicológico nesses indivíduos.

Dieta vegetariana

Há evidências científicas de que a ingestão de grandes quantidades de carne vermelha aumenta o risco de desenvolver diabetes tipo 2. Da mesma forma, a pesquisa mostrou que uma dieta rica em vegetais, frutas, nozes e sementes, mas pobre em produtos de origem animal, pode reduzir o risco de desenvolver essa doença.

Consequentemente, os especialistas agora consideram que uma dieta vegetariana é a melhor opção para prevenir e controlar a diabetes.

Em 2018, a Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos e o Colégio Americano de Endocrinologia divulgaram novas diretrizes. Eles escrevem que as pessoas com diabetes “devem se esforçar para alcançar e manter um peso ideal através de um plano de refeições baseado principalmente em vegetais”.

Embora as ligações entre uma dieta vegetariana e o impacto físico da diabetes sejam razoavelmente bem documentadas, menos estudos registram os efeitos psicológicos dessas mudanças na dieta.

Para este fim, os pesquisadores realizaram uma revisão. No total, eles encontraram 11 estudos controlados relevantes com um total de 433 participantes. Os resultados de sua meta-análise foram publicados recentemente na revista BMJ.

Os benefícios de comer menos produtos de origem animal

A análise mostrou que os indivíduos que comeram uma dieta vegetariana experimentaram melhorias significativas em sua saúde física e mental. Indivíduos que apresentaram sintomas depressivos também notaram melhorias.

Especificamente, a neuropatia relacionada à diabetes melhorou mais nos grupos vegetarianos do que nos outros grupos experimentais. Além disso, os níveis de glicose em jejum caíram mais acentuadamente, o que é um sinal de melhora no controle da glicose.

Da mesma forma, os níveis de HbA1c – um marcador de glicemia média nas últimas semanas ou meses – também caíram para esses indivíduos.

Os participantes que reduziram a ingestão de produtos de origem animal perderam quase o dobro do peso. Além disso, os níveis de gordura no sangue caíram mais rapidamente nos grupos que consumiram uma dieta vegetariana.

Gordura no sangue e excesso de peso são fatores de risco para doenças cardiovasculares, por isso esta é uma descoberta importante. Os autores concluem: “Dietas baseadas em vegetais, acompanhadas de intervenções educacionais, podem melhorar significativamente a saúde psicológica, a qualidade de vida, os níveis de HbA1c e o peso e, portanto, o controle da diabetes”.

Em seis dos estudos que os pesquisadores analisaram, os indivíduos que seguiram as dietas veganas ou vegetarianas foram capazes de parar de tomar ou reduzir seus medicamentos para diabetes ou pressão arterial.

Essas descobertas confirmam as alegações anteriores dos benefícios físicos das dietas baseadas em vegetais. No entanto, quando se trata de fatores psicológicos, a evidência é, até o momento, bastante escassa. Este estudo adiciona evidências ao corpo de pesquisa existente, mas, como os autores observam, “os estudos incluídos tinham tamanhos de amostra bastante pequenos”.

As pesquisas já mostram que limitar o consumo de carne pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 e dar às pessoas que têm diabetes mais controle sobre seus níveis de açúcar no sangue. Agora, parece que também pode ajudar com os aspectos psicológicos da doença.

A mudança para uma dieta mais baseada em vegetais é uma intervenção simples e econômica. Se tem um impacto significativo na saúde física e emocional dos indivíduos com diabetes, é uma intervenção que pode valer a pena.

Você já foi diagnosticado com diabetes? O que acha da ideia de reduzir o consumo de carne para ajudar no controle da dieta? Pretende promover essas mudanças? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*