Simples Mudanças de Treino e Dieta o Fizeram Deixar de Ser um “Falso Magro” para Ter um Corpão

Corey O’Hara sempre foi um garoto magrelo na infância. Mesmo com o passar do tempo, o engenheiro de 24 anos de Derby, no Reino Unido, nunca se preocupou em ganhar peso. Foi apenas depois de se formar na universidade e conseguir seu primeiro emprego no escritório, quando ele começou a ganhar uma pequena pança, tornando-se o que chamamos de uma pessoa “falsa magra”, que ele se sentiu infeliz no próprio corpo e resolveu entrar em forma.

“Tudo o que sei sobre a boa forma eu pesquisei na internet”, diz ele. “Eu nunca tive um treinador.” A informação está aí para todos.

Ele se matriculou em uma academia, usando um “treino PPL” (Push, Pull, Legs) durante seis dias por semana. Nos dias de Push, deve-se fazer movimentos de empurrar os pesos do corpo para trabalhar o peito, ombros e tríceps; dias de Pull trabalham bíceps e costas, em que a pessoa faz movimentos de puxar; e por último, Legs significam os dias de trabalhar os músculos das pernas.

“Eu sigo esse programa desde então”, diz ele.

Ele também teve que mudar sua dieta. Antes, mesmo sendo magro, seu almoço era um sanduíche de fast-food, uma barra de chocolate e uma garrafa de refrigerante. Ele trocou isso por peito de frango, uma colher de arroz e legumes cozidos no micro-ondas. No café da manhã, ele começou a tomar dois scoops de whey protein ao lado de seu cereal. No jantar, refeições com alto teor de carboidratos e proteínas, como uma torta recheada ou espaguete à bolonhesa, feitos por sua mãe.

Desde então, ele conseguiu progredir para uma dieta menos severa, adicionando tempero ao frango e obtendo mais variedade.

O peso de O’Hara flutuou à medida que ele alternava entre as rotinas de “bulking” e “cutting” a cada dois meses. Olhando para trás, ele acha que teria sido mais eficiente se concentrar em um ou outro por períodos mais longos.

No seu maior peso, durante a fase de bulking, ele chegou a cerca de 97 kg; seu peso mais baixo durante o processo de cutting chegou a 83 kg. No momento, ele está com 93 kg. Ele hoje fica bastante orgulhoso do que os amigos chamam de “ombros de pedra” e começou a documentar seu progresso na academia em sua conta do Instagram.

O’Hara tem uma dica em especial: tenha certeza de tirar muitas fotos durante o processo; quando parecia que ele não estava vendo ganhos, ele olhava para trás para se lembrar de onde tinha chegado. Ele também incentiva a não analisar demais o seu próprio regime; é bom passar algum tempo descobrindo o que funciona para você.

Tão importante quanto sua mudança física, ele também viu melhorias em sua atitude e valor próprio. “A academia tem sido incrível para a minha postura e eu me levanto muito mais reto e ando com confiança”, diz ele. “Os caras no trabalho ou na academia conversam e me tratam melhor e eu me sinto mais respeitado em geral.”

Você também conhece ou se considera uma pessoa falsa magra? Acredita que conseguiria mudar de estilo de vida e corpo assim como O’Hara? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 3,80 de 5)
Loading...

Deixe um comentário